Sonda lambda travada: como resolver?

Escrito na categoria "Recall e manutenção" por André M. Coelho.

Os sensores de oxigênio, também conhecidos como sondas lambda, são muito fáceis de substituir, desde que não estejam enferrujados e sejam de fácil acesso. Depois que a ferrugem se instala, pode ser difícil soltar e remover uma sonda lambda travada.

Neste artigo, você encontrará algumas dicas sobre como remover um sensor de oxigênio.

Como soltar uma sonda lambda travada: a ferramenta certa

É muito importante usar o soquete do sensor de oxigênio adequado para o seu veículo em particular. Alguns carros requerem uma ferramenta especial de sensor de oxigênio ou sonda lambda para removê-los. Usar a ferramenta errada pode danificar seu veículo e tornar uma troca ou conserto da sua sonda lambda muito mais cara.

Use óleo penetrante para o problema na sonda lambda

O sensor de O2 está localizado no coletor ou sistema de exaustão; há uma boa chance de que ele acumule ferrugem e, eventualmente, emperre. O primeiro método que recomendo é usar óleo penetrante. Pulverize o óleo penetrante no sensor de O2 e deixe-o descansar por uns bons 20 a 30 minutos ou durante a noite seria ainda melhor. Depois, use uma chave de soquete do sensor de O2 para soltar o sensor de O2.

Às vezes, devido a espaços apertados; você pode ter que usar uma chave métrica normal ou padrão. Alguns dos tamanhos de chave comuns são 22 mm e 27 mm ou 7/8”. Uma chave inglesa curta também pode ser útil se o espaço for extremamente limitado.

Sensor lambda em carro

O sensor lambda pode ficar preso, e algumas técnicas podem ser usadas para desemperrar a peça. (Foto: YouTube)

Aquecimento do motor para remover sonda lambda

É sempre mais fácil remover o sensor de oxigênio ou sonda lambda quando o exaustor está quente. A razão desse método funcionar é porque o metal se expande com o calor, tornando mais fácil a remoção do sensor de O2. Além disso, esse método só funciona quando o sensor de oxigênio está em um local aberto e de fácil acesso, caso contrário, você corre o risco de se queimar. Deixe o motor funcionar por uns bons 20 minutos até que o sistema de escapamento e o conversor catalítico estejam quentes. Coloque o veículo em macacos ou em um elevador.

Se você não conseguir remover aquecendo o motor, pode ser necessária uma temperatura mais alta.

O propano é uma ótima maneira de aquecer rapidamente o sensor de O2. Novamente, coloque o veículo em macacos ou um elevador; certifique-se de usar propano em espaços abertos. Tenha cuidado para não usar a tocha de propano perto de materiais inflamáveis. Aqueça o sensor de O2 por uns bons 30 segundos. Deixe o sensor de O2 e o coletor de exaustão ou sistema de exaustão esfriarem naturalmente.

Não jogue água no sensor de O2, pois isso pode rachar o coletor de exaustão ou o sistema de exaustão quando é resfriado muito rápido. Use uma chave de caixa de sensor de O2 apropriada e remova o sensor de O2.

Sonda lambda com sinal travado

Se você está recebendo um sinal da sonda lambda que está travado, é recomendável a troca da sonda lambda. Busque um modelo compatível com seu veículo para a instalação. Remova a sua sonda estragada e instale a nova com o torque correto de aperto.

Em raras situações você pode conseguir reparar o sensor com uma limpeza. Mas é recomendável testar com um scanner automotivo para verificar se os sinais estão corretos.

Dúvidas? Deixem nos comentários suas perguntas!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

O pai de André já teve alguns carros clássicos antes de falecer, como Diplomata, Chevette e Opala. Após completar 18 anos, tirou carteira de moto e carro, comprando então sua primeira moto, uma Honda Sahara 350. Fez um curso de mecânica de motos para começar uma restauração na moto, e acabou aprendendo também como consertar alguns problemas de carros. Seu primeiro carro foi uma Nissan Grand Livina de 2014 e pretende em breve comprar uma picape diesel. No caminho, vai compartilhando tudo que aprende no site Carro de Garagem.

Deixe um comentário