O sensor de temperatura de um veículo pode ser um componente problemático, se você não compreender a importância e funcionamento dessa importante peça. Sua função vai além de apenas medir temperaturas de certos componentes de um veículo. Então, como os sensores de temperatura funcionam?

Temperatura do motor de um veículo

Você pode não saber, mas esperamos que o seu sensor de temperatura do veículo saiba sempre essa temperatura. O sensor mantém as guias na temperatura operacional e alerta o computador no carro quando há um possível problema. Mas como este sensor de temperatura do carro realmente funciona e qual é o seu propósito?

Como funciona o sensor de temperatura?

Na maioria dos veículos, o sensor de temperatura (CTS) pode ser encontrado em algum lugar perto do termostato do motor, o que permite que ele funcione de forma otimizada. A ponta do CTS está provavelmente localizada ao lado do líquido de arrefecimento do motor.

O sensor funciona medindo a temperatura que está sendo emitida pelo termostato e/ou pelo próprio líquido de arrefecimento. A temperatura é então enviada para o sistema de controle a bordo. A partir daí, o computador do seu veículo usará essas informações de temperatura para continuar operando ou ajustar determinadas funções do motor, sempre trabalhando para manter a temperatura do motor em um nível ideal.

À medida que o sistema de controle recebe a temperatura do CTS, ele pode acionar o ventilador para desligar ou ligar. Além disso, pode sinalizar a necessidade de uma mistura de combustível mais rica ou abrir a recirculação dos gases de escape.

Sensor de temperatura de veículo

O sensor de temperatura é um importante componente para monitorar o funcionamento do veículo na temperatura ideal e que não será capaz de danificar o motor e seus componentes. (Foto: CAR FROM JAPAN)

Como saber se o sensor de temperatura esta com defeito?

Como acontece com qualquer outro componente no seu carro, o sensor pode estragar ao longo do tempo e cair em desuso. Isso pode causar vários problemas, incluindo o superaquecimento do motor.

Se você sabe onde está o sensor do motor e como ele se parece, você pode realizar uma inspeção visual para ver se ele desenvolveu rachaduras ou fissuras. Embora essa verificação visual possa ser útil, ela não ajudará você a diagnosticar todos os problemas possíveis, pois alguns defeitos no sensor podem se apresentar sem evidências visuais.

De um modo geral, se o seu sensor não estiver funcionando, ele enviará um sinal para o computador e a luz da injeção eletrônica e será acesa. Se você ver a luz da injeção acender, leve seu carro para manutenção profissional imediatamente ou, pelo menos verifique com um scanner automotivo qual o significado daquela luz piscando, ou seja, o código OBD ou OBD-II de erro.

Substituindo o sensor de temperatura

O sensor eventualmente precisará ser substituído completamente após o tempo. Se o motor sofrer qualquer tipo de trauma ou dano, a substituição do sensor é sempre recomendada porque você não quer correr o risco de operar o veículo com defeito. Mesmo o desgaste geral pode causar a falha do sensor ao longo do tempo. Essa falha, mesmo que seja pequena, pode prejudicar muito o funcionamento do motor.

Você sempre pode ter seu CTS substituído por um profissional de cuidados de automóveis. Este aspecto de manutenção preventiva pode certamente poupar-lhe algumas dores de cabeça e complicações a longo prazo.

Você já teve problemas com o sensor de temperatura? Quais? Como fez para resolver?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)