Códigos OBD podem confundir até mesmo mecânicos experientes. Só porque você tem um código de auto diagnóstico para uma determinada parte do carro, isso não significa que essa parte precisa ser substituída. Isso significa que esse sistema está tendo um problema e precisa de ainda mais o diagnóstico para determinar por que o computador está enviando o código OBD.

Mas estamos atropelando as etapas. Vamos entender os códigos OBD primeiro.

Código de falhas OBD-2 e OBD: o que é?

OBD é sigla para On-Board Diagnostics, ou diagnóstico a bordo. É a capacidade de auto diagnóstico e elaboração de relatórios de problemas a partir do computador de um veículo e dos sensores em suas partes eletrônicas. O código OBD oferece ao mecânico ou proprietário um relatório com informações sobre possíveis falhas em sistemas do veículo. Os códigos OBD variam entre simples luzes piscando a até um relatório completo do problema, como horário de falha, tipos de falhas, etc. O tipo de código OBD depende do modelo e ano do veículo

O Código OBD vai auxiliar um bom mecânico a encontrar o problema do seu carro, evitando que você gaste dinheiro a toa com manutenção, ou com peças desnecessárias.

Código de falhas OBD: como encontrar?

 

Para ler os códigos de falha OBD, você vai precisar de um scanner OBD. Para veículos mais antigos do que 1996, pode ser necessário comprar um scanner específico para leitura dos códigos OBD-I, pois os veículos que usam OBD-I são bem diferentes dos que usam os códigos OBD-II, mais universal. Um bom scanner OBD, além de mostrar o código na tela, também dá uma descrição à qual falha o código se refere.

Se você não tem um scanner OBD, ou não tem como fazer a leitura dos códigos OBD, nossa recomendação é levar o veículo para um mecânico especializado, ou para uma concessionária autorizada, onde eles farão a leitura e diagnóstico correto do problema do veículo.

Como fazer leitura de códigos OBD

Um leitor de códigos OBD pode ser simples, com uma tela mostrando o código, ou mais complexo, que ainda mostra exatamente a descrição do código de erro e o caminho para a resolução do problema do veículo. (Foto: es.aliexpress.com)

Código OB2 Chevrolet, Código de falhas Fiat, Tabela de código de falhas VW…como identificar os códigos OBD?

Os códigos são universais, ou seja, você verá os mesmos códigos OBD em qualquer veículo. Essa é uma padronização internacional, e geralmente, a leitura do código começa a partir de um código genérico, começando com P0xxx. Existem também os chamados códigos do fabricante, mais específicos para cada modelo e marca de carro. Neste caso, pode ser necessário obter uma tabela ou manual diretamente com a fabricante do veículo, ou através de um programa que tenha uma lista com os códigos OBD. Alguns scanners já tem toda a leitura dos códigos, e a descrição completa da falha, mas são scanners mais caros.

Código de falhas OBD: como encontrar a descrição?

Para encontrar a descrição de um código de falha OBD, você vai precisar de um site com um banco de dados de falhas de veículos. Esses sites reúnem manuais e códigos de milhares de veículos no mundo, de todos os anos, modelos, e tipos. Para ter acesso a esses sites, na maioria, o interessado terá de pagar uma mensalidade. Contando que os sites ainda possuem manuais de serviço detalhados dos veículos, com o passo a passo para o reparo da peça defeituosa, o valor da mensalidade mais do que se paga.

Vamos mostrar um exemplo de possível código de erro OBD, e como entender o código através de um site com o banco de dados.

Exemplo:

Código P0340

  1. O primeiro dígito, que é sempre uma letra, pode ser B para o corpo do veículo, C para o Chassis, P para o eixo motriz, U para Rede.
  2. O segundo dígito é para o tipo de falha: 0 significa uma falha genérica, 1 significa uma falha específica de marca
  3. O terceiro dígito tem vários significados: 1 é para medição de combustível e ar, 2 é para o circuito injetor de combustível e ar, 3 é o sistema de ignição, 4 é para controles auxiliares de emissões, 5 é para controle de velocidade e neutro, 6 é para a saída do circuito do computador, 7 e 8 para transmissão.
  4. O quarto e o quinto dígito podem ter um código de falha de 0-99.

As categorias de códigos OBD de falhas e os problemas relacionados, dentro de uma faixa de códigos OBD, são como se segue abaixo:

P0100 a P0199 – Medição de ar e combustível. Corresponde a falhas como o sensor de fluxo de massa ar de massa e corpo de borboleta.

P0200 a P0299 – Medição do ar e combustível, a partir do circuito injetor. Estes códigos são para falhas com os injetores de combustível.

P0300 a P0399 – Sistema de ignição. Uma vela de ignição ruim ou bobina defeituosa será mostrada com um destes códigos.

P0400 a P0499 – Controles auxiliares de emissões. Estes são códigos relacionamentos às emissões de gases e ao escapamento do veículo.

P0500 a P0599 – Controles de velocidade do veículo e de inatividade do sistema de controle. A válvula de controle de ar ociosa se enquadra nesta categoria.

P0600 a P0699 – Saída de circuito do computador. Por vezes, estes tipos de códigos apontam para um computador defeituoso.

P0700 a P0999 – Códigos de transmissão. Muitas vezes, há um conjunto de códigos no computador do motor que simplesmente permitem para o motorista sabe que há uma falha na transmissão de informações para o computador, e a central do carro precisa ser verificada para erros.

Agora você tem uma ideia melhor do que compõe um código de erro OBD. Você pode ver que cada dígito tem a sua finalidade. Você também sabe onde está o problema apenas por saber os primeiros números são. A partir daí, o mecânico, ou mesmo você, terão uma direção melhor sobre onde está a falha no veículo para então, fazer o reparo, economizando assim um bom dinheiro com manutenção e diagnóstico.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)