Você está dirigindo em seu veículo e, de repente, uma luz amarela acende no painel dizendo para você verificar ou consertar o motor. Se você é como a maioria dos proprietários de carros, não tem muita ideia sobre o que a luz está tentando dizer a você ou como você deve reagir.

Chame isso de o indicador mais mal compreendido em seu painel de controle: a luz da injeção eletrônica pode significar muitas coisas diferentes, de uma tampa de tanque de gasolina solta a um motor seriamente defeituoso.

O que fazer quando a luz da injeção eletrônica acende?

A luz da injeção acesa não significa que você tem que puxar o carro para o lado da estrada e chamar um caminhão de reboque. Isso significa que você deve levar o carro para ser verificado com a maior brevidade possível. Ignore esse aviso e você pode acabar danificando componentes caros. Também pode ser um sinal de que o seu carro está recebendo pouca economia de combustível e emitindo níveis mais altos de poluentes.

O que significa quando acende a luz da injeção eletrônica?

A luz do mecanismo de verificação faz parte do chamado sistema de diagnóstico integrado do seu carro. Desde a década de 1980, os computadores cada vez mais controlam e monitoram o desempenho do veículo, regulando variáveis ​​como velocidade do motor, mistura de combustível e tempo de ignição. Nos carros modernos, um computador também informa à transmissão automática quando mudar.

Quando encontra um problema no sistema de controle eletrônico que não pode corrigir, um computador liga um indicador de aviso amarelo chamado “check engine” ou “luz da injeção eletrônica”. Aa luz pode não ser nada mais do que uma imagem de um motor, talvez com as palavras “check engine”.

Além de acender a luz, o computador armazena um “código de problema” em sua memória que identifica a origem do problema, como um sensor com defeito ou um motor com defeito. O código pode ser lido com uma ferramenta de verificação eletrônica ou com um computador de diagnóstico – equipamento padrão em oficinas mecânicas. Há também um número de leitores de código relativamente baratos que são projetados para quem quer consertar o veículo por conta própria.

O código geralmente aponta você na direção do problema e ainda requer um profissional experiente para diagnosticar e reparar totalmente o problema. Com o custo de uma loja realizando um diagnóstico podendo sair um pouco caro, muitos proprietários de automóveis estão se voltando para a internet para encontrar a causa e o remédio. Isso pode funcionar em alguns casos, mas em caso de dúvida, procure ajuda profissional.

Luz da injeção acesa

A luz de injeção acesa pode significar muitas coisas. Tome cuidado para identificar a causa e evitar problemas mais graves. (Foto: The Car Connection)

O que fazer com a luz check engine acesa?

Se a luz da injeção acender, ela piscará ou permanecerá constantemente acesa, dependendo do problema. Uma luz piscando, ou em alguns carros uma luz vermelha em vez de uma luz amarela ou laranja, indica um problema que precisa de atenção imediata. De qualquer forma, você deve ter o veículo verificado por um mecânico.

Em carros de modelo antigo, uma luz piscando geralmente indica uma falha de ignição do motor tão severa que o combustível não queimado está sendo despejado no sistema de exaustão, onde pode danificar rapidamente o conversor catalítico, levando a um reparo caro. Se isso acontecer, você deve reduzir a potência e ver o carro ou o caminhão o quanto antes.

Se a luz estiver estável, o problema não é uma emergência, mas você deve marcar uma consulta o mais breve possível. Os computadores automotivos atuais geralmente tentam compensar quando há um problema, portanto você pode não notar uma deterioração no desempenho, mesmo que o consumo de combustível esteja sofrendo e o veículo emita níveis inaceitáveis ​​de hidrocarbonetos e outros poluentes.

O cliente está realmente, a longo prazo, potencialmente prejudicando seu bolso deixando essa luz acesa e ignorando-o. Em alguns casos extremos, o computador do carro pode reduzir a energia para você, pois ele tenta limitar o risco de danos.

Se a luz do mecanismo de verificação acender, veja algumas dicas sobre o que você deve fazer:

Procure por um problema sério que requer atenção imediata

Verifique os medidores e as luzes do painel para indicações de baixa pressão de óleo ou superaquecimento. Essas condições significam que você deve estacionar e desligar o motor assim que puder encontrar um local seguro para fazê-lo. Em alguns carros, uma luz amarela  significa investigar o problema e uma vermelha significa parar agora.

Tente apertar sua tampa do tanque de gasolina

Isso geralmente pode resolver o problema. Lembre-se de que pode levar várias viagens antes que a luz seja reinicializada. Alguns veículos tem um indicador separado que avisa de uma tampa de tanque de gasolina solta.

Reduza a velocidade e a carga

Se a luz do mecanismo de verificação estiver piscando ou se você notar algum problema sério de desempenho, como perda de energia, reduza sua velocidade e tente reduzir as demandas do motor. Por exemplo, seria uma boa ideia parar de rebocar um reboque. Verifique o carro o mais rápido possível para evitar danos caros.

Use serviços de diagnóstico integrados, se disponíveis

Muitos carros modernos tem recursos integrados de diagnóstico remoto, com a capacidade de informar sobre códigos de problemas e agendar um compromisso de serviço. Hoje, muitas montadoras – incluindo a Fiat Chrysler, a Ford, a Hyundai, a Jaguar / Land Rover e a Volvo – oferecem suporte a diagnósticos remotos e a capacidade de agendar um orçamento de reparo.

Use um leitor de códigos OBD

Você pode usar um leitor de códigos OBD para identificar o problema. Esses leitores geralmente vem com aplicativos e manuais de fácil leitura para te auxiliar no diagnóstico. Pode até ser um problema simples para você mesmo consertar.

Ficou alguma dúvida? Deixe suas dúvidas nos comentários abaixo!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)