Mesmo poupando seu dinheiro, muitas pessoas evitam comprar carros e motos usadas ​​porque eles realmente não entendem como buscar um. Quando a pesquisa é realizada corretamente, a compra de um carro ou moto usada ao invés de um novo pode vir a ser o melhor investimento.

Encontrar o veículo usado melhor para você é muito parecido com a compra de seu primeiro veículo, e o processo pode ser dividido em quatro etapas principais : fazer perguntas, comparar preços, realizar testes, e realizar pesquisas. É reconhecidamente um processo demorado, mas vai fazer encontrar qual o melhor carro e moto usada para compra muito mais fácil.

Vamos descrever estas quatro etapas melhor.

Faça perguntas

A pessoa que você precisa questionar é você mesmo e, portanto, essa provavelmente vai ser a etapa mais fácil do processo, uma vez que você já deve saber as respostas. Descubra que tipo de carro/moto usada que você está procurando, examinando as razões que você precisa dele/dela, a quilometragem que você espera usá-lo, e quanto tempo você pretende ficar com ele/ela.

Também dê uma olhada em sua situação financeira. Quanto dinheiro você pode gastar? Isso inclui o preço de compra, bem como o quanto vai custar para manter o carro/moto funcionando corretamente. Pense sobre os preços da gasolina, o tipo de pneus que o carro/moto precisa e quanto custa para reparar esse modelo em uma boa oficina mecânica.

Indo direto junto com o seu orçamento, decida se você está disposto a fazer negócio com um vendedor particular ou está pensando em apenas visitar concessionárias de veículos. A compra através de um vendedor pessoa física pode ajudar você a economizar dinheiro.

Responder a estas perguntas lhe ajudará a determinar não apenas o modelo ideal para você e seu orçamento, mas também o modelo mais antigo que você está disposto a comprar, assim como a maior quilometragem que você está disposto a aceitar. Vale lembrar que há limites de anos de fabricação para o acesso a financiamentos tanto para carros (geralmente carros até 10 anos) quanto para motos (geralmente até 3 anos).

Compare Preços

Ao fazer uma compra tão grande como um veículo, você não deve se limitar a visitar apenas uma concessionária ou vendedor particular. Claro, é possível encontrar o seu veículo usado perfeito no primeiro lugar que você olha, mas é improvável.

Visite várias concessionárias em sua região e até mesmo fora dela, se você estiver disposto a viajar. Verifique se o seu jornal local para anúncios: esta é também uma ótima maneira de descobrir sobre as vendas especiais que possam estar acontecendo. A seção de classificados do seu jornal é uma boa fonte de anúncios colocados por vendedores Pessoa Física.

Lembre-se, só porque um carro/moto é “bonitinho” não significa que ele é o certo para você. Então, quando você encontrar alguns veículos que você está interessado, é hora de começar a testá-los.

Escolher leva tempo

Não deixe que os vendedores acabem com sua paciência. O dinheiro é seu e você tem que pensar bem antes de decidir o modelo certo para suas necessidades. (Foto: ericpetersautos.com)

Realize Testes

A menos que você está bastante experiente com mecânica e pilotagem, os testes que você vai realizar provavelmente vão se limitar a dar ao carro/moto um test drive e ouvir por quaisquer barulhos suspeitos, vibrações, rangidos entre outros indicadores.

Se esta é sua situação, leve um amigo junto que tem um pouco mais de experiência mecânica do que você. Levar um verdadeiro mecânico de automóveis/motos seria o ideal, mas não é possível para todos.

Se você está comprando de um vendedor pessoa física, pergunte sobre levar o carro para uma oficina para uma rápida inspeção. Se eles vetam a ideia, comece a olhar em outro lugar. Um vendedor honesto não vai negar-lhe a oportunidade de ter o veículo inspecionado por um profissional.

Durante o test drive, tente conduzir em tantas situações diferentes quanto possível. Temos consciência de que você não será capaz de conduzir na chuva , calor e escuridão da noite, mas você pode dirigir em velocidades diferentes, em diferentes superfícies de estrada, e mesmo em situações de trânsito diferentes para ver como o carro/moto reagem. Lembre-se de testar exaustivamente os freios, trocas de marchas, sistemas elétricos e eletrônicos também.

Outras coisas importantes para procurar no carro/moto usada em testes são:

  • Inspeção visual: Certifique-se de todas as cores de tinta correspondem e que não existem quaisquer partes do corpo de aparência suspeita ou amassados. Estes poderiam todos indicam um acidente.
  • Quilometragem: Quantos quilômetros o carro foi conduzido? Os veículos de hoje podem durar muito mais tempo do que antes, mas se você está olhando para um veículo que tem apenas um par de anos e tem um monte de km na bagagem, você deve se perguntar por que há tantos km rodados.
  • Desgaste do pneu: Se você está comprando de uma concessionária ou um vendedor pessoa física, verifique se os pneus vão deixar você saber em quanto tempo você vai precisar comprar novos. Veja as marcas para o desgaste. Também olhe para objetos presos nos pneus e verifique se há vazamentos de válvulas de ar.
  • Verificação de luz: Gire a chave para a primeira posição e certifique-se todas as luzes de alerta se ligam. Em seguida, desligue totalmente o carro para se certificar que todas as luzes de alerta se apagam.

Realize Pesquisas

Este pode ser o passo mais longo no processo. Existem várias maneiras de realizar a pesquisa quando se compra um carro/moto usada, e você deve usar o maior número deles que puder.

Em primeiro lugar, fale com o revendedor ou vendedor pessoa física.  Lojas costumam se preocupar mais com detalhes, enquanto vendedores pessoa física não se preocupam tanto com isso.

Faça perguntas específicas e certifique-se de qualquer atendimento que o lojista ou vendedor pessoa física te der é registrado por escrito. Dessa forma , se algo der errado no caminho, você tem a prova de que você foram falsamente informado sobre o estado do veículo.

Em seguida, faça um relatório da história do veículo. Esses relatórios fornecem informações completas sobre a propriedade do veículo, o estado de odômetro, bem como qualquer acidente em que o veículo estava envolvido. Se o vendedor lhe forneceu a informação correta, o relatório da história do veículo só irá reforçá-lo. Você deve pesquisar pela internet para estas informações ou pode também buscar os serviços de um despachante para saber a procedência do veículo.

E, finalmente, não subestime o poder de pesquisar através do boca-a- boca. Esta é muitas vezes a forma mais verdadeira de propaganda. Converse com pessoas que têm experiência com marcas e modelos particulares. Há também muitos sites que fornecem os proprietários a oportunidade de discutir seus veículos. Você pode querer procurar nestes, também.

Qual é o carro ou moto usada certo para mim?

Após pesquisar tudo isso, você vai ter informações suficientes para comparar os veículos testados e não depender apenas de revistas ou sites especializados. Muitos deles (não todos) tem matérias compradas, manipuladas para dar preferência a um ou outro veículo. Afinal, se você ler as revistas, são raríssimas as situações em que os veículos não saem quase que “empatados”. O melhor piloto de testes vai ser você.

Com tudo isso em mãos, nossa recomendação: marcas asiáticas são mais caras na compra, mas tem manutenção mais barata. Carros Fiat geralmente são mais baratos na compra, mas as manutenções são frequentes. Ford e Volkswagen tem manutenção barata, mas as peças podem ser caras (principalmente no caso da Ford). Tudo isso são informações que você pode obter com um bom mecânico, que te falará também dos maiores problemas dos modelos de veículo que você escolher.

Às vezes, pode ser que o veículo certo também esteja fora da sua faixa de investimentos. Ou a manutenção dele vai ficar muito cara no médio e longo prazo. Não deixe de levar tudo isso em consideração, ou você vai acabar ficando bem prejudicado na história toda.

Se suas dúvidas continuarem, não deixe de perguntar nos comentários abaixo.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)