Sempre que tocamos no assunto “o que é um carro completo” entramos em contradição. Há diversos significados para carros completos, depende muito do ponto de vista. O principal fator que se deve levar em consideração são os itens de série de um veículo. Outro fator, é o valor do carro e em qual segmento ele se posiciona.

Há algum tempo atrás, a indústria considerava como “carro completo” um veículo que vinha de fábrica com direção hidraúlica, ar condicionado, travas e vidros dianteiros elétricos. Atualmente, essa consideração pode até incluir airbags e freios abs. Resumindo, para o  comércio um carro completo é o carro que possui os opcionais com maior demanda (vide os itens acima).

Mas, mesmo para o setor de carros há diferenças de significado. Por exemplo, um KA completo não é o mesmo que um novo Palio Completo ou um Bravo Completo.

Carros completos

O que é um carro completo?

Um KA completo nada mais é do que o veículo quase “pelado”. Só possui ar, direção, vidros e travas elétricas. Já um Palio do modelo novo, além dos itens do KA, ainda vem com airbag duplo e abs.

Por outro lado, um Bravo Completo inclui, além de todos os itens do Palio, airbag lateral, gps integrado, volante multifunção, retrovisores elétricos, teto solar, bancos de couro, rodas aro 17″ e muito mais.

Contudo, se formos levar o significado ao pé da letra, um carro completo é o veículo com todos os opcionais (de série ou não) incluídos. É o máximo que se pode oferecer de fábrica, o top de linha com tudo o que é possível.

Se você está em busca de adquirir um carro, descubra um pouco mais sobre alguns lançamentos e quais os itens disponibilizados. Entre as opções estão o SUV Chevrolet Captiva, o sedã Honda Civic 2012, o hatch Chevrolet Cruze e o novo Palio 2012. Para todos os gostos e bolsos.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)