Já há alguns anos, o debate do uso de fontes de energia tem se fortalecido. Cada vez mais pessoas se tornam conscientes do ambiente, no que diz respeito ao impacto da energia no planeta. As pessoas estão agora pensando duas vezes se elas ainda vão usar um carro de gasolina ou se o carro ou moto a etanol é hoje uma boa opção.

Gasolina: vantagens e desvantagens do seu uso

Gasolina foi, e ainda é, e talvez ainda será por um bom tempo, o combustível principal para veículos. No entanto, existem muitos problemas causados pela utilização de gasolina, tais como:

Emissões de gases – A queima da gasolina pode levar à acumulação de monóxido de carbono e outros gases provocadores do efeito estufa, que induzem o aquecimento global.

Fonte não renovável – A gasolina vem do petróleo. Assim sendo, é um tipo de combustível fóssil. Uma característica negativa de um combustível fóssil é que ele não é renovável. Uma vez refinado o petróleo, não dá pra “criar” mais petróleo, só extrair. Em algum momento, o petróleo vai acabar.

Ineficiência – A gasolina, por incrível que pareça, é um combustível ineficiente. Além de não ser renovável, não dá pra utilizar toda sua energia para transformar em força motriz de um veículo.

Preço variável – Outro problema com a gasolina, é que os preços do barril do petróleo variam muito. São altos e baixos, que influenciam diretamente no preço dos combustíveis. Ao mesmo tempo que pode baratear os custos do litro de gasolina, pode também deixar a gasolina bem mais cara.

Mas há também vantagens na gasolina, apesar dos últimos anos terem relegado esse combustível cada vez mais para o segundo plano:

Escalabilidade – É muito fácil encontrar gasolina em qualquer lugar do mundo, assim como todos os serviços e produtos relacionados com motores movidos a gasolina. Mecânicos, peças, tecnologia avançada para motores de combustão interna, etc.

Baixos custos – Como já temos praticamente 100 anos de motores a gasolina, a tecnologia desse tipo de motor foi desenvolvida e aperfeiçoada, tornando mais fácil e barato trabalhar com motores a gasolina hoje em dia.

Qual combustível escolher

Na disputa entre a gasolina e o etanol, este ganha porque é mais ecológico. A gasolina perde porque é muito nociva ao meio ambiente, mesmo sendo mais eficiente. (Foto: andandoforte.blogspot.com)

Vantagens e desvantagens do etanol

Por outro lado, o homem tem trabalhado muito em outras opções de energia renováveis, e outra opção de combustível está na forma de etanol. Inclusive, o etanol já foi incorporado na gasolina há algum tempo. Este combustível é aproveitado de fontes renováveis, geralmente vegetal. Algas, milho, cana de açúcar, entre muitas outras fontes, podem ser usadas para fazer o etanol.

O etanol tem sido misturado à gasolina para ajudar o país na redução de emissão de gases poluentes na atmosfera. Em 2016, essa taxa era de 26%, ou seja, 26% de cada litro de gasolina é, na verdade, etanol. Que é um combustível que carrega algumas desvantagens.

Menos eficiente – É preciso queimar mais etanol para produzir a mesma energia que a gasolina.

Prejudicial ao motor – Salvo motores flex e outros motores especialmente criados para a queima do etanol, os motores sofrem mais com uma maior quantidade de álcool, desgastando mais rapidamente, e precisando de mais manutenção.

Preço muito variável – Como depende também, na maioria das vezes, da produção de plantações, o preço do etanol pode variar de acordo com a safra de um dado ano.

Em outros aspectos, porém, o etanol tem vantagens consideráveis:

Fonte renovável – Ao contrário do petróleo, o etanol pode ser fabricado, reduzindo o impacto da extração de petróleo do meio ambiente.

Menor pegada de carbono – O álcool produz muito menos gases nocivos do que combustíveis fósseis. Como resultado, temos menos gases causadores do efeito estufa na atmosfera, reduzindo o aquecimento global.

Solúvel em água – O álcool por ser solúvel em água, reduz o impacto ambiental, caso haja algum vazamento, ao contrário do petróleo, que pode demorar décadas para se diluir em água.

Qual o melhor combustível: etanol ou gasolina?

Precisamos ter consciência de que o futuro não terá mais espaço para combustíveis fósseis. Eles serão gradualmente substituídos por fontes renováveis, que podem ser a energia elétrica, o hidrogênio, o próprio etanol, o biodiesel, etc. Porém, essa troca ainda deve demorar algumas décadas, apesar dos carros elétricos já estarem cada vez mais populares. Contudo, temos que pensar no presente. Mais especificamente, no presente do Brasil.

Nossos carros e motos a álcool ou flex estão entre os melhores no mercado mundial, em questão de tecnologias para a queima de combustíveis. Mesmo com os motores sofrendo um pouco mais com o etanol, o custo disso é menor do que os impactos que combustíveis fósseis tem no aquecimento global. O motor flex é também uma vantagem, pois dá a opção ao motorista de escolher o combustível de menor custo e maior eficiência.

Motores exclusivamente de um ou de outro combustível tendem a ser cada vez menos eficientes e vantajosos. Hoje, alguém que tem um motor a gasolina, por exemplo, tem um desgaste maior do que um motor flex porque não foram feitos com uma maior resistência ao etanol. Do outro lado, motores exclusivamente de etanol tem seus próprios problemas, como a dificuldade de “pegar” quando a temperatura está muito fria.

A verdade nua e crua é que a tecnologia colocou motores a gasolina e a álcool lado a lado, sendo os motores Flex a melhor opção, para que você tenha o melhor de todos os mundos, tanto em eficiência quanto em consumo, manutenção, e respeito à natureza. Enquanto o carro híbrido ou elétrico não chega ao Brasil, ficamos com a melhor opção ecológica disponível.

Qual tipo de combustível você prefere? Por que? Qual combustível você usa no seu veículo?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)