Como importar um carro diretamente e pagar mais barato

Escrito na categoria "Automóveis e veículos" por André M. Coelho.

Uma ótima opção para quem quer adquirir um carro importado de luxo é através da importação direta. Essa prática, pouco divulgada, pode ajudar o consumidor a adquirir o tão sonhado carro por um preço bem inferior aos praticados no país.

A importação direta pode ser realizada por pessoa física ou jurídica. Como pessoa física, é necessário que a quantidade não revele prática de comércio e não configure habitualidade (não seja prática constante). Além disso, o importador deve estar com as contribuições fiscais em dia e possuir renda declarada suficiente para cobrir todo o processo.

A importação direta só pode ser feita para carros 0 km ou carros antigos. Os carros antigos devem ter mais de 30 anos de fabricação e é necessário que o importador seja filiado à um Clube de Colecionador reconhecido pela Federação Brasileira de Veículos Antigos.

O veículo deverá estar em boas condições de originalidade e de conservação, além de ser destinado para fins de coleção ou culturais. Nesse tipo de importação, antes da transação, o veículo precisa ser analisado pelo Departamento de Comércio Exterior (DECEX). Se aprovado (com base em fotos para constar o estado do veículo), o DECEX estipula o valor da mercadoria e concede a licença necessária para a importação.

Importação direta

Carro importado mais barato

Apesar das vantagens serem muitas, também há desvantagens. Entre elas:

1. O valor total do veículo (valor + inúmeros impostos) deverá ser pago à vista na hora do fechamento da compra.

2. O veículo não terá garantia já que ele foi importado e não há garantia mundial (senão as fabricantes ficariam no prejuízo). O mesmo não acontece quando o consumidor adquire um veículo através de importadoras ou representantes da marca).

3. É uma forma um pouco mais trabalhosa já que é necessária a contratação de um exportador, advogado e despachante.

No vídeo abaixo, você pode obter um pouco mais de informações de como é realizado esse processo:

Enfim, depois de todas essas informações, ainda assim é vantajoso adquirir um veículo através da importação direta. Ele virá com muito mais opcionais e melhor motor e acabamento (em relação ao modelo que é disponibilizado no Brasil). Apesar dos gastos e de não possuir garantia, dependendo do modelo, a economia pode valer a pena.

Se para você dinheiro não é problema, os carros do filme Os Vingadores podem ser uma opção.

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

O pai de André já teve alguns carros clássicos antes de falecer, como Diplomata, Chevette e Opala. Após completar 18 anos, tirou carteira de moto e carro, comprando então sua primeira moto, uma Honda Sahara 350. Fez um curso de mecânica de motos para começar uma restauração na moto, e acabou aprendendo também como consertar alguns problemas de carros. Seu primeiro carro foi uma Nissan Grand Livina de 2014 e pretende em breve comprar uma picape diesel. No caminho, vai compartilhando tudo que aprende no site Carro de Garagem.

Um comentário para: “Como importar um carro diretamente e pagar mais barato”

  • Fabio Mota Rabelo de Morais

    Informações muito uteis, explicações com clareza, e exatidão. Muito bom.

    Responder

Deixe um comentário