Uma prática muito comum em algumas localidades do país é a compra de carro em outras cidades e estados.

Isso acontece devido à diferença de preços exercidos de um local para outro. Nas cidades que possuem mais concessionárias a concorrência é maior e, consequentemente, há maior diferença de preços já que eles não são tabelados (as montadoras apenas sugerem os preços).

Outro fator que influencia na compra de carros em outras localidades é a falta de oferta, principalmente em cidades pequenas onde podem não existir concessionárias de algumas marcas mais luxuosas.

Uma das cidades mais procuradas para se adquirir um veículo é São Paulo. Por possuir inúmeras concessionárias, os veículos na capital paulista podem sair até 10% mais barato que em outras localidades.

Dependendo do valor e da disponibilidade (imediata) do veículo, muitas vezes é bastante vantajoso comprar carros em outras cidades. Independente da situação do veículo (novo ou usado), há diversos cuidados e procedimentos que devem ser realizados.

Carros zero

São vários os fatores que devem ser levados em consideração antes de comprar um veículo em outra cidade ou Estado

Caso o veículo seja novo, ao comprá-lo em outra cidade/estado você deve decidir qual a melhor forma de transportá-lo para a sua cidade de residência. Há duas formas: conduzido pelo proprietário ou fretando um caminhão.

Se você optar por conduzir o veículo, antes terá que se dirigir até o Detran do local onde o veículo foi adquirido e conseguir uma autorização especial. Esta possibilita o condutor trafegar nas rodovias sem que haja nenhum problema caso seja parado para fiscalização.

A autorização é constituída de 3 vias das quais duas serão coladas nos vidros (para-brisa) dianteiro e traseiro e a outra será arquivada no departamento de trânsito expedidor.

Lembrado que essa autorização só é necessária nas situações em que o veículo circulará em rodovias federais e estaduais. Se o veículo for adquirido em uma cidade próxima a da residência do comprador, basta apresentar a nota fiscal.

Veículos sem emplacamento só podem transitar durante 15 dias a partir do data do carimbo de expedição do veículo. A autorização especial também é válida por 15 dias podendo ser prorrogada pelo mesmo período e devido à motivo de força maior.

Agora, se o comprador decidir optar por utilizar o transporte fretado, bastará a nota fiscal para o transporte. Muitas vezes essa opção é mais vantajosa, principalmente quando a distância entre as localidades não forem muito grande.

Quem pretende adquirir um veículo semi-novo em outra cidade deve pensar com bastante cuidado e concluir se realmente vale a pena. Como o veículo é usado, há necessidade de conferir o estado do mesmo.

Carro usado

Carros semi-novos exigem atenção redobrada ao serem adquiridos em outras cidades e Estados

Assim, se a pessoas não tiver nenhum conhecido que possa fazer isso por ele, terá que arcar com diversas despesas extras como hospedagem, transporte, alimentação, etc. Sem contar que é sempre bom levar alguém que entende de mecânica para conferir a situação do veículo.

Antes de comprar um veículo semi-novo em outra localidade (com placa de outra cidade) é necessário verificar se o mesmo foi emplacado há mais de um ano. Alguns estados costumam cobrar ICMS de 5% do valor do carro caso ele tenha sido emplacado há menos de um ano.

Por fim, se o valor final do veículo for inferior ao praticado na sua cidade, a compra do veículo em outro local pode ser bastante vantajosa.

Aproveite e saiba mais sobre outros cuidados que devem ser levados em consideração antes de adquirir um carro usado e o que fazer quando adquirir um carro zero e com problemas.

 

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)