Você pode trocar sua moto por um carro. Muitas pessoas acham que suas necessidades mudam e precisamos trocar uma máquina equitativa por outra. Para trocar uma moto por um carro ou vice versa, você só precisa procurar nos lugares certos e anunciar corretamente. Certifique-se de que você tem todas as suas informações em ordem e saber o valor do seu motocicleta e o valor do carro que você está negociando para.

Mas a troca de um carro por uma moto ou moto por um carro vale a pena?

Existem muitos fatores envolvidos nessa troca.

Comércio: se estamos falando apenas em termos comerciais, você pode sempre fazer a transação valer mais a pena com trocas justas e completando ou recebendo a diferença entre os veículos em dinheiro. É exatamente essa parte que explicamos abaixo como fazer muito bem.

Conforto: falando em termos de conforto, o carro é sempre o vencedor. Chuva, sol, vento, frio, calor. Seja qual for o ambiente, o carro, por mais básico que seja, fornecerá muito mais conforto do que uma motocicleta. Quem tem filhos pequenos também não tem escolha: o carro tem que ser a opção.

Mobilidade: de longe, as motocicletas ganham na mobilidade urbana. Você demora menos da metade do tempo que um carro demora para fazer o mesmo trajeto, principalmente nos grandes centros cheios de congestionamentos.

Segurança: o carro é uma armadura gigante protegendo o motorista. Já a motocicleta, mesmo com os equipamentos mais seguros possíveis, é ainda um motor sobre rodas. Dados de pesquisas mostram que a segurança nos veículos não depende apenas da máquina, mas muito mais de quem a controla e por sim, sou tendencioso a achar a segurança um empate, principalmente pela ilusão que o carro te dá de que você está mais seguro.

Custos: gasolina, manutenção, DPVAT, IPVA. Se o DPVAT das motocicletas é caro, o IPVA deixa qualquer carro popular no chinelo, assim como o consumo e preços das manutenções, peças e equipamentos básicos. De longe, a motocicleta ganha em economia.

Habilitação: é mais barato se habilitar para dirigir motos do que carros. Porém, a diferença é tão pequena que este critério é um empate.

Comparando todos estes fatores e elegendo aqueles que são mais importantes para você, é fácil decidir se a troca de um pelo outro vale mesmo a pena. Decidida a troca, é então hora de começar o trabalho bruto para efetivar a desejada troca.

Disputa entre meios de tranporte

O combate eterno entre motos e carros vai continuar por um bom tempo, já que as pessoas não entendem que falamos de diferentes tipos de transporte e não de vencedores e perdedores. (Foto: www.grautoblog.com)

Obtenha informações sobre os veículos que você tem e o que está procurando obter

Encontre toda a documentação do seu carro;motocicleta, ou solicite a substituição pelo DETRAN, se você não consegue encontrá-lo. Você quer ter sua papelada em ordem. Certifique-se de que não há multas vinculadas à moto/carro. Você deve possuir seu veículo livre e desembaraçado para o comércio.

Pesquise por preços online

Você deve saber os valores exatos para fazer transações. Sites de vendas de veículos são um bom começo, assim como a tabela FIPE. Pesquisando revistas especializadas e jornais da sua região, você também pode ter uma boa ideia dos preços para o veículo que você quer obter e quanto você pode conseguir para o veículo que já tem. Separe algum valor para compensar a diferença de preço, caso haja.

Faça a publicidade da sua troca

Anuncie seu veículo para o comércio em tantos lugares quanto possíveis, deixando claro que você quer fazer a troca e pode também compensar a diferença. Mantenha-se atento para todos os anúncios pois você pode oferecer o seu veículo na troca pelo seu veículo alvo, desde que o dono deste esteja disposto a trocar.

Vá para os fóruns específicos para cada veículo

Que muitas vezes têm seções de classificados, se você sabe que tipo de veículo que você quer para a troca. Aproveite os fóruns para obter também mais informações sobre o veículo específico que você quer na troca.

Ligue para comerciantes locais e descubra quem aceita veículos como entrada para trocas

Tenha cuidado com os preços. Veículos de concessionárias são muitas vezes mais caros, por isso pedimos que você verifique as faixas de preços dos concessionários e vendedores de veículos antes de fazer uma transação.

Segurança de carros duvidosa

A grande maioria dos acidentes fatais é causado por erro humano, e não por ser um motorista de moto ou carro. Pense nisso quando achar que um carro é mais seguro do que uma moto. (Foto: divulgação)

Antes de efetuar a troca

Certifique-se que seu veículo está limpo e está em bom estado de funcionamento Mostre aos potenciais compradores o veículo e dar uma olhada no veículo de troca potencial. Valores devem ser os mesmos sites que você pesquisou para encontrar o valor do seu veículo e a troca tem que ser justa.

Segure o veículo

Chame sua companhia de seguros para adicionar seu novo veículo e transferir o seguro. Leve os documentos, carteira e seguro para completar a sua papelada. Faça todo o registro e não se esqueça de mudar a propriedade pelo DETRAN.

Ficou alguma dúvida? Deixe suas perguntas nos comentários! Estamos aqui para ajudar.

3 comentários para “Trocar moto por carro ou vice versa vale a pena?”

  1. Johnathan

    Bom dia eu tenho uma moto CG 150 e o ano dela 2015 tenho ela já faz 5 meses e no terceiro mês que eu tava com ela eu sofri um acidente o cara bateu em mim no carro não me machuquei muito tive só alguns arranhões é e fiquei com medo de cair de novo e eu queria trocar essa moto que eu tenho em um carro o que eu acho mais seguro então apareceu uma proposta pra mim o cara quer trocar a minha moto ele quer dar um carro um Gol vermelho 99 4 portas Seria uma boa pra mim?

    Responder
    • Equipe Carro de Garagem

      Sim, mas verifique o valor dos veículos de acordo com a tabela FIPE< para ver se vale a pena financeiramente.

      Responder
  2. Izack

    Texto muito bom, e ótimas dicas! Como bem sabemos, casa um tem sua necessidade.

    Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)