Motocicletas têm sido veículos populares por mais de 100 anos. E elas continuam a ser um dos modos mais populares de transporte em todo o mundo. Motocicletas são leves e manobráveis ​​e podem ter um preço muito menor do que o carro tradicional. Motocicletas precisam considerável habilidade para direção, conhecimentos básicos de manutenção e do estado da motocicleta, mesmo que você esteja comprando uma moto 0 km.

Saiba que tipo de moto que você está comprando. Há muitos tipos diferentes de motocicletas, desde modelos pequenos para cidades, motos esportivas de turismo, entre outros. Cada uma, quanto mais detalhes, mais coisas você terá de verificar na motocicleta.

Avalie como a moto parece, de modo geral, no dia em que for buscá-la. A tinta deve estar brilhante, o banco não deve parecer usado e não deve haver ferrugem em nenhum ponto. Procure por arranhões ou amassados que possam ter acontecido durante o transporte. Verifique se os retrovisores estão em perfeito estado de conservação e se todos os parafusos estão bem apertados. No caso de motocicleta com pintura fosca, verifique se não há nenhuma parte com manchas ou polida, pois pode ser resultado de respingos de gasolina.

Observe os pneus. Eles não devem estar desgastados e devem ainda estar com as “rebarbas” e até o silicone de proteção de fábrica. Cuidado com esse silicone na hora de sair pilotando a moto, pois ele causa redução na aderência e pode te levar a uma queda. Ande devagar com ela no começo até o silicone sair por completo da roda.

Checando a moto 0 km

Muito importante é que você dedique um tempo para checar e verificar todo o funcionamento da moto antes de sair feliz com seu novo brinquedo. (Foto: minhaxre300deudefeito.blogspot.com)

Verifique sob a moto para qualquer vazamento de fluido. Vazamentos de óleo ou gasolina pode ser uma causa de séria preocupação em sua motocicleta. Ligue o motor, verifique todos os tubos e conexões, veja se não há nenhum vazamento anormal. Dê uma volta no quarteirão, volte para a concessionária e verifique novamente.

Peça para ver os freios aa motocicleta. As pastilhas devem estar completamente novas. Na mesma volta em que sair com a motocicleta, teste os freios dianteiros e traseiros. Qualquer aderência ou chiado nos freios deve ser verificado com cuidado.

O motor deve rodar forte e a moto deve viajar tranquilamente, sem engasgos. Tente rodar por uma rua mais irregular para verificar o amortecimento. Qualquer comportamento estranho da motocicleta deve ser comunicado na concessionária. Pode ser um comportamento normal ou algum defeito. O mecânico responsável da concessionária será o responsável por comunicar o que exatamente está acontecendo.

Teste os cabos de freio e embreagem, veja se eles correm livres. A corrente e a relação devem estar bem lubrificadas. Se a moto tem eletrônicos, como ABS, teste todo o painel e o ABS antes de sair com ela da concessionária.

Nunca compre uma moto sem antes fazer um test drive com um modelo da concessionária. Você pode conhecer de motocicletas, mas cada uma delas tem uma personalidade diferente, uma ciclística diferente, e que pode não ser exatamente o que você procurava. Só que depois da compra, não dá pra voltar atrás.

Uma moto zero km poupa muitos problemas. Mas sem cuidados, pode dar mais dores de cabeça que uma moto usada. Cuidado, cheque tudo com cuidado e garanta uma boa compra, pesquisando inclusive na internet para você ter alguma noção sobre mecânica de motos, problemas possíveis que a moto possa ter e até informações sobre a concessionária.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)