Qual serviço de reparo em um carro merece prioridade? Decidir isso não é uma tarefa fácil, e muitas oficinas vão te dizer que todos os reparos são igualmente importantes. Mas não é bem assim. Conversando com especialistas, conhecemos algumas informações importantes que podem te ajudar a decidir qual o reparo mais importante a se fazer no seu veículo.

Arrumar o carro ou não?

Quando um veículo entra em uma oficina atrás de um caminhão de reboque, a prioridade é bastante óbvia: consertar o que estragou e voltar para a estrada com segurança, rapidez e confiança. Mas mesmo nessa situação direta, há uma decisão a ser tomada: o valor do veículo vale o custo do reparo? Veículos novos ou com baixa quilometragem com poucos problemas existentes não estão em questão, mas você deve considerar cuidadosamente consertos caros em veículos mais antigos e de alta quilometragem com outros problemas conhecidos. Um bom consultor de serviços pode ajudar com essas decisões básicas de priorização, inspecionando o veículos para saber quais problemas pendentes, se houver, podem afetar seus reparos. Se o veículo não tiver nenhum histórico de serviços ou uma lista de recomendações arquivadas para você, é possível que os mecânicos te orientem para as inspeções ou diagnósticos necessários para obter as informações reais necessárias para tomar essa decisão no mundo real.

Decidir entre prioridades concorrentes para consertar o carro

Além da questão básica de corrigir ou não corrigir, pode haver uma questão de prioridades concorrentes. A qualquer momento, os veículos podem ter problemas contínuos de gravidade, importância e despesa variáveis. Quando uma Inspeção para Reparo (projetada para obter uma imagem detalhada da condição mecânica real de um veículo) é feita, determinam-se as necessidades de manter um veículo seguro, sem avarias e operando adequadamente. Estes variam de itens de desgaste, como pastilhas de freio ou pneus, vazamentos de fluidos até problemas sérios, como falha dos principais sistemas mecânicos. Pode haver uma lista considerável, mas quase nunca recomenda-se abordar todos esses problemas de uma só vez. Em vez disso, cria-se uma lista priorizada de recomendações que você pode abordar ao longo do tempo e conforme seu orçamento permitir. As melhores recomendações são classificadas em 3 grupos:

Segurança

Sistemas de freios comprometidos, pneus desgastados ou danificados e muitas outras coisas podem tornar seu veículo um perigo para seus ocupantes e outros. Se forem encontrados problemas de segurança válidos em seu veículo, eles serão destacados e recomenda-se corrigi-los antes de fazer qualquer outra coisa. A prioridade é a segurança.

Prevenção de quebra

Além da segurança, um veículo deve funcionar de forma confiável e bem. Não deve deixá-lo na mão quando você menos espera. Quando descobre-se que um sistema está começando a falhar, geralmente recomenda-se que ele seja corrigido antes de sair da oficina, mas ao equilibrar as prioridades não relacionadas à segurança, tenta-se fornecer alguma indicação de se um reparo pode esperar ou não.

Manutenção preventiva

A manutenção adequada do seu veículo pode reduzir a necessidade de reparo. Manter os fluidos, correias e mangueiras substituídos dentro do cronograma, filtros substituídos, pneus em rodízio e freios e outros sistemas inspecionados, etc. podem prolongar a vida útil do veículo e economizar custos na estrada. Consumíveis como limpador de pára-brisa, faróis ou luzes de sinalização também precisam de substituição ocasional e supervisão contínua. Esses serviços preventivos são vitais, mas talvez seja necessário priorizá-los de acordo com as questões de segurança ou prevenção de quebra.

Consertando veículos

Saiba as prioridades de conserto em veículos para evitar surpresas desagradáveis. (Foto: www.mobilemechanicprosaustin.com)

Manutenção de veículo deve ser moldada de acordo com os objetivos do cliente

Suas metas de propriedade de automóveis direcionam nossos conselhos de reparo e manutenção. As recomendações variam de acordo com os planos de propriedade. É um veículo que você planeja possuir a longo prazo, passar para a família ou vender no próximo ano? Aqui está um bom exemplo: imagine que seu carro antigo tem um pouco de óleo saindo de um selo de motor. Não é crítico agora, mas vazamentos de óleo aumentam pode se tornar um problema. Substituir uma vedação principal pode abrir uma gama dispendiosa de gastos. É um problema, mas esse óleo que está vazando é uma prioridade de reparo atual? Bem, isso depende inteiramente de você. Se você planeja possuir o veículo por muitos anos, uma oficina provavelmente recomendaria monitorar a situação enquanto você separa o dinheiro para o conserto, e então arrumando isto quando o vazamento se tornar um vazamento ativo. No entanto, se você pretende vender o veículo em breve, provavelmente não seria recomendado o reparo. Um vazamento de óleo não é uma questão de segurança que colocaria em risco um comprador, e o maior valor de venda do carro provavelmente não cobriria os custos de reparo. Provavelmente, seria sugerido que você venda o carro como está, mas incentivando o comprador a inspecionar o veículo antes de comprá-lo.

Seu orçamento desempenha um papel enorme na priorização

Pode ser preparada uma lista organizada e priorizada de possíveis reparos, mas saber o que precisa ser feito e pagar por isso são duas coisas completamente diferentes. Às vezes o dinheiro é pouco e você não tem capacidade para fazer tudo, até mesmo as coisas mais importantes, tudo de uma vez. Entendemos que, assim que tiver a lista de “necessidades”, um trabalho é feito em conjunto para decidir não apenas quais delas são mais importantes, mas quais dos itens mais importantes que você pode pagar. Uma pergunta muito frequente de clientes é “eu tenho X reais para gastar no veículo. Como devo gastá-los?” É onde você pode confiar em um bom mecânico. Um bom profissional garante que um orçamento limitado seja gasto da maneira mais eficaz para atingir suas metas.

Se você tem um problema absolutamente crítico, mas não tem dinheiro para considerá-lo, boas oficinas oferecem consultoria para conseguir crédito ou até parcelamento do seu reparo. Pesquise para encontrar boas oportunidades.

Cuidado com as oficinas que ganham comissão

A maioria das empresas da indústria de reparação de automóveis tem funcionários que trabalham por comissão, isto é, quanto mais eles venderem, mais eles ganham. Isso pode facilmente corromper o conselho até do mecânico mais bem intencionado. Procure uma oficina que remunere bem seus funcionários por hora e não por comissão para evitar surpresas desagradáveis.

Não há fórmula para o sucesso

Não existe um processo único para determinar o que é mais importante para o seu veículo. A priorização sábia depende de seus objetivos e orçamento, bem como da experiência, especialização e motivações de seu consultor de serviços. Pesquise, compare, e confie em mecânicos que se importam com sua satisfação e segurança acima de tudo.

Como vocês decidem quais reparos fazer nos veículos? Quais reparos julgam mais importantes?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)