Ao contrário da crença popular, nem todos os mecânicos estão por aí para roubá-lo. Com um pouco de esforço, você vai encontrar um mecânico bom e honesto em que você pode confiar. Infelizmente, você pode encontrar algumas maçãs podres ao longo do caminho. Aqui estão algumas dicas para ajudar a prevenir as roubadas durante esta jornada.

Encontrar um mecânico com quem você se sente bem sobre antes de seu carro precisar de grandes reparos. Pergunte aos seus amigos e colegas de trabalho por referências.

Traga o seu carro em qualquer loja de novo primeiro para pequenos reparos, como a troca de óleo ou verificar um freio, avaliando todo o serviço e a qualidade do mesmo oferecida pelo mecânico.

Traga uma lista de verificação do que o seu carro precisa (e por que) sempre quando deixar o seu carro em algum mecânico. Evite deixa o seu veículo no mecânico e pedir para fazer o que for necessário. Além de deixar claro que você não entende de mecânica, ao fazer isso e o mecânico deixar que você vá embora, você já pode ter certeza de que ele não é um bom profissional. Um bom profissional escuta seus clientes para saber quais problemas o veículo está apresentando.

Fale com o mecânico que irá trabalhar em seu veículo. Vá para um test drive antes e explique claramente, apontando o problema. O mecânico ou atendente irá anotar tudo isso em uma ordem de serviço, que será o esqueleto base para facilitar o trabalho do mecânico. E acredite: só os bons fazem isso, pois eles entendem que cada carro pode apresentar problemas completamente diferentes dependendo do perfil do motorista.

Obtenha uma segunda opinião, se você se sentir desconfortável com qualquer diagnóstico. É perfeitamente aceitável rebocar o seu carro para uma segunda loja para outra opinião se não é muito confiável. Mas tenha certeza de deixar claro na ordem de serviço que quer primeiro um diagnóstico.

A confiança no mecânico

Mesmo que o mecânico seja muito bom, ele pode cometer alguns erros. Por isso, é importante conferir o trabalho dele para saber se está tudo certo com seu veículo. (Foto: www.vrum.com.br)

Peça por uma estimativa escrita de preços e peças. Nas revisões, peça que o mecânico te dê uma ideia completa do que é necessário trocar ou reparar, incluindo informações sobre garantia das peças e da mão de obra. É muito comum ainda ter que retornar para a oficina depois por erros de montagem de peças.

Na hora de confirmar o reparo, sempre solicite que suas peças sejam guardadas para sua inspeção, fazendo isso antes que o trabalho no veículo comece. Peça também para que o mecânico explique bem o problema, de forma a te ensinar sobre como evitá-lo.

Vá para um test drive antes de pagar a conta para garantir que o carro está bem e todos os problemas foram arrumados.

Leia com atenção a conta antes de pagar. Peça esclarecimentos sobre quaisquer valores que não fazem sentido para você.

Não deixe o preço ser sua primeira consideração ou a única delas. O custo dos reparos em qualquer loja de não é necessariamente um indicador de qualidade. Além disso, não leve tanto em conta o prazo para entrega do veículo. Peça que o mecânico dê uma estimativa para o diagnóstico e a partir daí, solicite um prazo mínimo.

Evite levar seu carro ou moto para reparos antes de partir para uma viagem. Se você tem uma viagem marcada, faça os reparos com um mês ou mais de antecedência, evitando surpresas durante a viagem.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)