Na teoria, todo veículo que vai para a mecânica de uma concessionária para conserto deveria voltar de lá sem problema algum, certo?  Mas sabemos que isso não é sempre a regra. Ocasionalmente, haverá um reparo que não é facilmente diagnosticado, ou um que a concessionária não é capaz de corrigir. Principalmente quando o carro ainda está na garantia, bate um desespero do que pode ser feito para resolver o problema e acabar com a dor de cabeça do carro defeituoso.

Carro com defeito que a concessionária não conserta

Mecânicos de concessionárias nem sempre conseguirão fazerm os melhores diagnósticos. E nem sempre também, são os melhores mecânicos. Mas quando um veículo está dentro da garantia, não há muita escolha: você tem que levá-lo a assistência autorizada, e deixá-los que descubram o problema por conta própria.

Há muita variação na operação de diferentes concessionárias de serviços. As pessoas pensam que o fabricante terá as respostas para todos os problemas, mas os consumidores tem uma ideia errada sobre o nível de conhecimento que uma fabricante ou concessionária de serviços tem sobre os veículos, e sobre os reparos necessários. Pode não parecer, mas a fabricação de um veículo é um procedimento bem diferente do reparo de um veículo. Muitos problemas podem aparecer quando um veículo está já no mercado (os recalls também são para consertar esses problemas). Junte tudo isso com concessionárias que não pagam sempre os melhores salários para seus mecânicos, e temos uma combinação perfeita para uma assistência que não é capaz de resolver os problemas mais complicados de veículos.

Diagnóstico de veículos não é fácil

Encontrar um problema em um carro não é tão fácil quanto parece. Na verdade, é uma das etapas mais demoradas no reparo de um veículo, e a mais difícil. (Foto: commonvehicleproblems.com)

Carros com problema na concessionária: diagnóstico do problema

Entenda que a concessionária não é um santuário do know how da solução dos problemas. Na verdade, nenhuma oficina mecânica é um centro com todas as respostas para os problemas de um veículo. Você vai levar seu carro até a oficina, os mecânicos tentarão fazer o diagnóstico de seu problema, mas não há garantia de que eles vão encontrar. Talvez você tenha que retornar a concessionária mais de uma vez, talvez você tenha que levar o veículo para uma outra concessionária para ter uma segunda opinião.

É mais ou menos como um diagnóstico médico: você vai ter, muitas vezes, que ouvir mais de um profissional, antes de ter uma versão definitiva do que realmente está acontecendo com seu veículo, e poder então receber um “tratamento”, ou seja, propor o reparo apropriado para o veículo.

O que fazer para ter o reparo e diagnóstico correto para o veículo?

Quando a concessionária não conseguir resolver seu problema, então é hora de pensar em possíveis soluções fora da caixa para o diagnóstico do seu veículo.

Quando ele está dentro da garantia, é tudo mais fácil: a concessionária tem que se virar para resolver o problema, ou dar uma versão nova da peça defeituosa. Quando estiver fora da garantia, vai precisar um pouco mais de criatividade da sua parte para resolver o problema.

Você deve começar por procurar uma oficina mecânica de confiança, recomendada por amigos, em fóruns, clubes de carros, ou que você já conheça. Eles podem, muitas vezes melhor do que uma concessionária, encontrar a resposta o seu problema do veículo.

Se o mecânico não encontrar uma solução para o problema, você vai ter que pesquisar um pouco. Nos mesmos fóruns e clubes de carros, você pode encontrar pessoas que tiveram os mesmos problemas, e encontraram diferentes soluções. Consulte sempre o máximo de fontes de informação possíveis, e você terá várias formas de encontrar uma solução definitiva para o problema do seu veículo.

Já teve algum problema sério com seu veículo que não conseguiu resolver na concessionária? Qual? Como você fez para resolver o problema? Deixe nos comentários suas perguntas e sugestões!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)