O Crash Test é uma poderosa ferramenta para medir e melhorar  o comportamento dos veículos em caso de colisão. Através do Crash Test, é possível saber, entre outras coisas, qual os prováveis danos aos quais os ocupantes dos veículos estariam sujeitos no caso de um impacto. Os carros brasileiros não fogem destes testes, que acabam sendo um dos principais critérios na hora de escolher um bom carro. Seria até o critério mais importante, não fosse a má qualidade da segurança dos veículos brasileiros.

Sabemos que os carros brasileiros não são nenhum exemplo em termos de segurança mas recentemente, versões destes carros que já são comercializados no mercado Europeu ou Americano passaram a ser vendidos no país. Com isso, os opcionais de segurança se tornaram acessíveis, e os carros nacionais um pouco mais seguros. Infelizmente, não são todos os modelos que possuem air bags, freios ABS, controle de estabilidade e vários outros itens de segurança. E mesmo com esses elementos extras de segurança, os veículos ainda tem uma pontuação pior do que o mesmo modelo vendido na América do Norte ou Europa.

Segurança avaliada através do crash test e sua importância

O Crash Test é extramente importante para dar mais segurança à todos os passageiros de um veículo. (Foto: www.telegraph.co.uk)

Enquanto o dia em que todos os veículos brasileiros atingem uma pontuação de 4 a 5 estrelas em Crash Tests não chega, podemos assistir a um crash-test de alguns modelos de carros vendidos aqui no país. Pela deformação dos veículos e pelos danos sofridos pelo bonequinho (dummie), dá pra ter uma boa ideia do nível de risco a que estamos expostos. Queria falar ainda algo antes do vídeo.

Alguns veículos, no quesito segurança, ganham 1 ou zero estrelas. Isso, em teoria, torna uma motocicleta mais segura. Basta que o motociclista use um capacete, luvas, botas e uma blusa com proteção. Por quê a moto fica mais segura? Porque, quando a segurança de um veículo é ruim, muitas vezes as próprias peças do veículo se tornam armas contra os passageiros. O motor, ao invés de ir para “baixo” do veículo, acaba deformando “pra frente”, indo como um projétil na direção dos passageiros. Ainda, cabe lembrar que as soldas de muitas partes da lataria do veículo, quando não se preocupam com a segurança, podem soltar a estrutura e fazer com que essas partes perfurem os ocupantes do veículo. Quer piorar a situação?

Muitas das batidas, no teste, estão com velocidade abaixo de 70 km/h. Em uma motocicleta, com uma batida nessa velocidade e com o equipamento de segurança completo, o motociclista pode ter mais chances que os ocupantes do carro. Isso porque o carro não se tornará uma arma contra os ocupantes. Veja o vídeo dos crash tests e tirem suas próprias conclusões.

Nossa opinião não deve impedir que você dê a sua. A segurança dos veículos é muito importante, mas muitos outros fatores devem ser considerados na hora de escolher o carro certo. Queremos muito saber sua opinião, os critérios que te levam a escolher um carro, como você avalia a segurança do mesmo. O teste acima te surpreendeu? Qual a sua opinião sobre os itens de segurança de um veículo? Quais deveriam ser obrigatórios? Tem alguma história de acidente em que o veículo falhou com você no quesito segurança?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)