Sensores ultrassônicos são, sem dúvida, um dos sensores mais eficazes para proteger o espaço interno de um veículo e são muito mais confiáveis ​​do que um sensor de quebra de vidro. Eles também são conhecidos como sensores volumétricos, e são usados em vários sistemas de alarme mais modernos de veículos.

Alarme volumétrico: o que é?

Normalmente existem dois sensores que são normalmente instalados no topo dos pilares de dentro de um veículo. Um sensor transmite uma onda sonora de alta frequência (ultrassom) que é inaudível ao ouvido humano, e o outro sensor recebe o sinal. A onda sonora ricocheteia em todas as superfícies do veículo. Se o padrão de onda mudar, o sistema de alarme será acionado.

O nome “volumétrico” vem do fato que o sensor será capaz de sentir mudanças no volume que está dentro do veículo, através e mudanças no ultrassom.

Deixando uma janela aberta em antifurtos para veículos volumétricos

Se desejar deixar uma janela aberta ou um cão ou pessoa no veículo quando o alarme estiver armado, o ultrassom deverá ser desligado para evitar um alarme falso. Mesmo uma rajada de vento através de uma janela ligeiramente aberta tem o potencial de acionar ultrassom por mudar o volume de dentro do veículo.

A boa notícia é que a maioria dos alarmes decentes tem a opção de desligar o ultrassom ao armar. Os alarmes volumétricos de melhor qualidade permitem que você desligue o ultrassom pressionando o botão de armar no controle remoto uma segunda vez ao armar.

Você pode adicionar um módulo de fechamento ao seu veículo, desta forma suas janelas irão fechar toda vez que você armar o alarme.

Alarme volumétrico de carros

Use um alarme volumétrico no veículo para maior segurança do veículo. (Foto: Lifewire)

Sistemas inteligentes de sensor de alarme de carro

Alguns alarmes são capazes de detectar se uma janela for deixada aberta, eles tocarão a sirene quando o alarme for armado para avisá-lo e desativar os sensores ultrassônicos para evitar um alarme falso. Este recurso é normalmente encontrado em veículos alemães e em alarmes mais modenos, e só está disponível se o veículo tiver os dados da janela e o firmware do alarme os ler. Em outras palavras, você precisa de sensores de janelas.

Cuidados com a instalação de um sensor volumétrico

É vital que os sensores ultrassônicos sejam instalados com cuidado e que não interfiram com os airbags de cortina ou tenham os cabos presos. A última geração de sensores vem em uma cápsula muito organizada que se adapta ao interior ou à maioria dos carros. Dito isso, nem todos os carros têm a mesma cor interior da cápsula e podem parecer bobos se o carro tiver acabamento em preto. A boa notícia é que eles podem ser pintados para combinar.

Observação: os melhores sensores volumétricos se conectam diretamente na ECU de alarme Cobra, portanto, não são compatíveis com outras marcas de alarmes.

Tanto o sensor fixo quanto a versão mais comum dividida do sensor ultrassônico estão disponíveis atualmente para atender suas necessidades.

O sensor de olho fixo vem como padrão nos alarmes modernos e tem um LED integrado no centro. Ele pode ser adicionado a qualquer sistema de alarme, mas tenha certeza de ter um sistema que pode ser desligado quando necessário.

Os sensores volumétricos divididos não têm a aparência de equipamento original que os ultrassônicos do tipo cápsula têm. Eles ainda estão arrumados e vêm geralmente em preto, o que parece aceitável independentemente da cor do interior do veículo.

Eles podem ser adicionados à maioria dos sistemas de alarme, mesmo se o alarme não for da mesma marca..

Alguns veículos têm entradas ultrassônicas de fábrica disponíveis. Pode ficar uma instalação muito mais limpa.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)