Um bom sistema de segurança para carros não só dificulta roubos, como também ajuda a aliviar o peso psicológico de deixar um carro estacionado na rua ou em uma garagem. Um sistema de segurança pode também trazer uma dose de praticidade. O remoto que você carrega com suas chaves permite armar e desarmar o alarme, bloquear e desbloquear as portas, e talvez até mesmo abrir seu porta malas. Alguns sistemas permitem que você use o seu smartphone para controlar e monitorar a segurança do seu carro, e até controlar o sistema elétrico do veículo.

Como um típico sistema de segurança veicular funciona?

Quando você deixa o carro, aperte o botão que aciona o seu sistema. Você ouve as portas trancarem e um sinal sonoro avisa que o seu veículo está protegido. Se você acidentalmente deixou a porta entreaberta, o sistema te alerta com um som diferente. Alguns sistemas acionam as travas do veículo assim que você se afasta dele, fechando todos os vidros e portas automaticamente, bem como abrindo todos os vidros e portas assim que você se aproxima.

Geralmente, um LED fica piscando, avisando que o sistema foi acionado. Se um ladrão mexer no seu veículo, o proprietário do carro é avisado através de um aviso sonoro, ou até mesmo uma mensagem SMS. Em alguns sistemas o alarme não toca a sirene mas, silenciosamente, desativa a alimentação de combustível para o motor do veículo. A desativação da alimentação é bem mais eficiente, e deve ser sua escolha na hora de comprar um alarme para seu carro.

Sistemas mais modernos incluem também rastreamento via GPS e até avisos direto à polícia de que seu veículo foi roubado.

Como escolher sistema de alarme veicular

Nos melhores sistemas de segurança veicular, o controle remoto do alarme tem funções extras, como acionamento remoto de vidros, luzes, e até dar partida no carro à distância. (Foto: caralarmreview.toptenreviews.com

Melhor proteção veicular: itens essenciais!

Controle remoto: preferencialmente um que possibilite o acionamento e desligamento automático do veículo apenas pelos botões do controle (partida remota) ou, pelo menos, controle de faróis e vidros remotamente.

Interrupção do motor de arranque: impede que alguém corte os fios do veículo e consiga dar partida no carro através de ligação direta.

Sensores de movimento e de quebra em tetos solares, janelas, e vidros: sensores mais modernos não detectam apenas a quebra de vidros. Por exemplo, se seu vidro por algum motivo não se fechar por completo e alguém tentar entrar no veículo, um sensor de movimento pode acionar um alarme. É um sistema múltiplo, para garantir a maior proteção possível ao veículo.

Sensor de inclinação: é um sensor que controla a inclinação do veículo estacionado. Dessa forma, o alarme é acionado quando alguém tenta subir o carro ou rebocá-lo.

Vidros e travas elétricas: opcionais para alguns sistemas de alarmes. São acionados automaticamente, assim que você acionar o alarme do carro.

Conexão à internet e smartphones: alguns sistemas de alarme podem se conectar à internet e/ou serem controlados via smartphones ou tablets. É, com certeza, um luxo, mas é um luxo que traz bastante praticidade.

O vídeo abaixo apresenta um pouco mais sobre alguns sistemas de alarme de uma marca específica. Não estamos falando que é a pior ou melhor marca, nem recomendando. Gostamos do vídeo porque ele é bem informativo.

Sistema de segurança para carros com rastreamento veicular

Destaque exclusivo para esses sistemas, principalmente quando incluem o desligamento remoto do veículo. Prefira os serviços de rastreamento que cobram uma mensalidade, para ter mais segurança sobre o veículo. Bons serviços de rastreamento veicular e GPS incluem também controle de velocidade, e até informações sobre a área onde você pretende estacionar o trafegar com seu veículo.

Cuidados na instalação do sistema de segurança de carro

Para o sistema de proteção veicular funcionar sem afetar outros sistemas do veículo, contrate um profissional para a instalação. Uma instalação mal feita pode causar problemas e conflitos no sistema elétrico e eletrônico de veículos mais modernos, que podem resultar até em acidentes. Ou causar o clássico e incômodo problema de alarme disparando sozinho.

Um profissional vai ser capaz de calcular toda a necessidade de energia para o sistema de segurança e também instalar o alarme sem prejudicar qualquer sistema existente. Além disso, lembre-se que profissionais qualificados vão oferecer garantia para o serviço e para os produtos instalados.

Qual o melhor sistema de segurança veicular na sua opinião? Quais sistemas você recomendaria? Você já teve algum problema com sistema de segurança veicular?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)