Já vamos começar cortando seu barato: não existe farol xenon legalizado. Pode ser muito bonito um farol xenon para moto, ou aquele kit de farol xenon para o gol G5, mas você não pode, legalmente, modificar um veículo que já tenha um sistema diferente de fábrica.

Para ser mais exato, segundo a resolução 384 do CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito), os proprietários de veículos são proibidos de instalar fontes luminosas de descarga de gás (xenon) em veículos que não vem de fábrica com o sistema. Se você for pego com a modificação não autorizada, é infração grava, você terá de pagar multa, perderá pontos na carteira e terá seu veículo retido para a regularização. Todo o investimento terá ido pro brejo. As dúvidas surgem quanto à legislação porque as pessoas querem dar um jeitinho brasileiro nas coisas, e querem “burlar” as regras. Não há porém aqui, é proibido e pronto. Mas por quê é proibido?

Pense em quanto tempo os engenheiros levaram para projetar um carro. Pensar em toda relação do torque com a potência, além do peso que cada parafuso adicionaria ao total do veículo. Pense nos testes extensivos de colisão, as horas (e até dias) que o carro ficou em um túnel de vento. Os testes de iluminação, para testar a quantidade ideal de luz para iluminar seu caminho, sem atrapalhar os outros motoristas. Leu essa última frase muito bem? Vou destacar ela:

Iluminar seu caminho sem atrapalhar outros motoristas.

Quem anda de moto sabe muito bem o mal que um farol simples desregulado já faz. Te deixa cego, mesmo que momentaneamente. Um farol halógeno, instalado por terceiros, e que não estava no projeto original do carro, tem muito mais chances de estar desregulado. Mesmo 1 grau de inclinação errada pro novo bloco ótico pode gerar um caos. Cegar um motorista de moto é uma coisa, cegar um motorista de caminhão é outra e, diga-se por passagem, já aconteceu várias vezes, causando muitos acidentes.

Mas o vendedor diz que o farol xênon é legal

O xênon só é legal quando o veículo tem, no seu projeto original, os faróis de xênon. Não existem exceções, mesmo que o vendedor te diga o contrário, e você pode ser multado por isso.

Talvez, uma exceção plausível, mas que não podemos confirmar ou recomendar, são veículos usados em áreas rurais. Mas estamos falando de veículos sem placa, tais como tratores, quadriciclos e motos para trilha. Carros de competição e apresentação, que só são usados para estes fins, acreditamos que também podem usar os faróis xênon, mas, vale lembrar mais uma vez: não estamos recomendando ou confirmando que é legal, apenas que pode existir a possibilidade (e que você deve pesquisar antes) para essas exceções.

O que podemos dar 100% de certeza é: nas vias urbanas e estradas, seja qual for o seu veículo, se o xênon não é original de fábrica, o farol xênon é proibido.

Legislação sobre o uso de lâmpadas de xênon

Bonito, colorido e ilegal: essa é a realidade dos faróis de xênon no Brasil. Portanto, cuidado com os “kits legais de xênon”, pois eles são uma farsa! (Foto: www.clublexus.com)

Eu ainda preciso de mais luz na estrada. Quais são as minhas opções?

Aí estamos falando de dois tipos de faróis diferentes: o farol de longo alcance, conhecido também como farol de milha; e o farol de nebline. De acordo com a Resolução 227/07 do CONTRAN, o farol de milha é um farol adicional, com um facho de luz concentrado de alta intensidade, com o propósito de auxiliar a iluminação à frente do veículo. Devem cumprir todas as exigências da lei quanto à temperatura das lâmpadas, potência, e tipos de lâmpadas permitidos. Só pode ser acionado após os faróis de luz alta estarem já ligados e você pode ser multado se usar os faróis de milha indiscriminadamente, ou seja, sem necessidade. Pode ser instalado no teto do carro, no santantônio ou na frente do veículo, perto dos faróis normais.

Já os faróis de neblina possuem uma lâmpada de intensidade mais fraca e só pode ser acionada com o farol baixo. Além disso, a altura dos faróis de neblina devem ser o mais baixo possível, abaixo da faixa principal do pára-choque dianteiro. Assim, o farol de neblina executará sua função de segurança, que é iluminar as laterais da pista abaixo da neblina (a neblina se forma a 30 cm do chão). Não vale trocar a lâmpada de neblina por uma de xênon, ok? É um tuning que é ilegal e vai resultar em multa.

Isso significa que você pode usar o xênon? Não, mas você pode usar outros tipos de lâmpadas.

Comparando diferentes tipos de faróis

Para você entender melhor, veja as vantagens e desvantagens das diferentes lâmpadas para faróis.

Halógenas

Vantagens das lâmpadas halógenas: fácil de substituir, construção simples, dimensões variadas, ótima relação entre custo/benefício.

Desvantagens das lâmpadas halógenas: desperdício de energia, manutenção extra necessária.

Xênon

Vantagens das lâmpadas de xênon: vida útil mais longa do que lâmpadas halógenas, mais eficiente do que o halogênio pois usam menos energia e criar mais luz, melhor visibilidade para o motorista.

Desvantagens das lâmpadas de xênon: muito brilho e potenciais problemas para o tráfego (cegar motoristas), custos elevados, sistema mais complexo do que as lâmpadas halógenas, possíveis materiais nocivos podem ser utilizados na fabricação. demoram alguns segundos para atingir o brilho total.

LED

Vantagens das lâmpadas de LED: tamanho pequeno e permitem uma grande manipulação de várias formas, baixo consumo de energia, mais brilhante do que as lâmpadas halógenas.

Desvantagens das lâmpadas de LED: custos de produção elevados, alta temperatura criada em torno da estrutura ao redor das lâmpadas, mais difícil de projetar e lidar com as temperaturas já altas do motor.

Laser

Vantagens das lâmpadas laser: muito eficiente no uso de energia, pequenas embalagens, 1000 vezes mais brilhante do que os faróis de LED com o dobro do alcance.

Desvantagens das lâmpadas laser: extremamente caras, atualmente precisam ser usados em conjunto com sistemas halógenos ou de LED para ter o farol alto e baixo, ainda precisam de refrigeração porque criam muito mais calor do que os sistemas de LED.

Esperamos ter explicado muito bem que o kit farol de xênon é atraente, mas ilegal. Tem suas vantagens e desvantagens, mas você pode ser muito bem atendido por uma lâmpada original de qualidade e uma regulação do bloco óptico para seu veículo.

Se ainda ficaram dúvidas, deixe suas perguntas nos comentários e iremos responder o quanto antes!

6 comentários para “Kit farol de Xenon vale a pena? É permitido? Vantagens e desvantagens!”

  1. Luciano

    Lâmpadas LED: “alta temperatura criada em torno da estrutura ao redor das lâmpadas”??

    Responder
    • Equipe Carro de Garagem

      Sim. A estrutura elétrica ainda esquenta, e muito.

      Responder
  2. Zeus

    No tocante as lâmpada super branca, qual a vantagem e desvantagem? Ela traz mais luminosidade e menos temperatura e consumo de energia?

    Responder
    • Equipe Carro de Garagem

      Zeus, das vantagens podemos citar maior vida útil, melhor luminosidade, e a instalação simples, e a desvantagem é que esquentam muito.

      Responder
  3. Vinicius Dourado

    Olá eu não quero colocar Xenon por é ilegal… Mas vi que tem umas lâmpadas de super Led…e elas fazem tem um desempenho muito bom…
    Mas minhas duvida…
    Lâmpada de super Led é permitido?

    Posso colocar elas no farol e no milha?

    Responder
    • Equipe Carro de Garagem

      Vinicius, utilize as lâmpadas recomendadas pelo fabricante do seu veículo, é mais seguro.

      Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)