A tecnologia dos faróis não é muito complexa, mas há muitas maneiras diferentes para os faróis falharem. Então, se você perceber que os faróis de repente pararam de funcionar, é importante tomar nota do tipo de falha com a qual você está lidando e como consertá-la. O processo de solução de problemas que você segue depende do tipo de falha com a qual você está lidando. Com isso em mente, pode ser extremamente útil começar analisando se ambos, ou apenas um, de seus faróis falharam e se o modo de farol alto ou baixo ainda funciona. Pois mesmo se o problema for só o farol baixo, outras questões podem estar influenciando no funcionamento do farol, e um diagnóstico completo se torna necessário.

O que fazer se o farol não acende?

Se um farol não acende, isso geralmente é causado por uma lâmpada queimada. Os faróis de descarga de alta intensidade (HID) também podem falhar devido a outros componentes associados.

Se nenhum dos faróis funciona, vale dizer que as lâmpadas geralmente não queimam juntas, mas ainda é importante descartar isso verificando a energia. A maioria das falhas totais de faróis é causada por um componente defeituoso, como um fusível, um relé ou um módulo. Problemas de fiação também podem fazer com que ambos os faróis parem de funcionar.

Farol alto ou farol baixo não funciona

Os faróis altos não funcionam ou os faróis baixos não funcionam. Se apenas uma lâmpada não funcionar no modo de farol alto ou no modo de farol baixo, pode ser a lâmpada. A maioria das falhas dos faróis que são limitadas apenas a feixes altos ou baixos estão relacionadas a um relé ou ao interruptor de controle de farol alto.

Farol parece ter perdido potência

Os faróis funcionam, mas parecem escuros. Se seus faróis sempre parecem escuros, o problema pode ser lentes enevoadas ou lâmpadas gastas. Se os faróis parecerem ofuscados durante circunstâncias específicas, pode haver um problema no sistema de carregamento, e aí é necessário uma verificação do sistema para encontrar a fonte do problema.

Como os faróis funcionam?

A maioria dos sistemas de faróis é bastante simples e inclui alguns componentes básicos, como lâmpadas, relé, fusível e um interruptor. Existem variações sobre este tema básico, como alguns veículos têm luzes diurnas, faróis adaptativos ou outros pequenos detalhes, como luzes de neblina, mas a ideia ainda é a mesma.

Quando você liga os faróis, esse interruptor ativa um relé. Esse relé, por sua vez, fornece a conexão elétrica entre os faróis dianteiros e a bateria. Os fusíveis também estão envolvidos para fornecer um ponto de falha sacrificial para proteger o resto da fiação.

Da mesma forma que o seu interruptor de farol ativa um relé para fornecer energia aos faróis, operar o seu controle de farol alto geralmente ativará um relé para ligar os faróis altos. No caso de cápsulas de farol duplo de filamento, isto literalmente envia energia para o filamento de luz alta.

Se algum desses componentes parar de funcionar corretamente, seus faróis falharão. E, olhando para a maneira como eles falharam, normalmente você pode voltar atrás para descobrir o melhor lugar para começar a solução de problemas.

Consertar ou levar a um mecânico?

Consertar um farol queimado geralmente é um trabalho bem fácil, mas há casos em que você pode querer ir direto para um mecânico. Se você não possui algumas ferramentas básicas e equipamentos de diagnóstico, como chaves de fenda e um mulltímetro, então você pode querer pensar em levar seu carro a um profissional durante o dia.

Se você levar seu carro a um mecânico, provavelmente começarão com uma inspeção visual do sistema de farol, verificarão seus fusíveis e darão uma olhada no interruptor e nos relés.

Substituir um farol queimado geralmente leva apenas alguns minutos, mas o procedimento de diagnóstico pode demorar entre meia hora e uma hora, ou até mais, se você estiver lidando com um problema mais complicado.

O procedimento de diagnóstico que um técnico profissional realmente seguirá é semelhante ao descrito abaixo. Então, se você quiser saber mais sobre o que esperar quando você levar seu carro para ter seus faróis fixos, você pode querer ler sobre.

Farol baixo

Se o farol baixo não estiver funcionando, é bom identificar a causa do problema e consertar logo. (Foto: ProCarReviews)

Como consertar um farol baixo ou alto com defeito?

Quando um farol pára de funcionar e o outro funciona muito bem, o problema geralmente é apenas uma lâmpada queimada. Mesmo que ambas as lâmpadas dos seus faróis tenham sido expostas exatamente às mesmas condições, elas normalmente não falharão exatamente ao mesmo tempo. Então, é bem comum ter uma lâmpada queimada antes da outra.

Antes de descartar a lâmpada do farol como ruim, é importante olhar para o conector elétrico em busca de sinais de danos ou corrosão. Se o conector se soltar, empurrá-lo de volta pode resolver o problema. No entanto, você ainda vai querer aprofundar um pouco mais para descobrir por que ele se perdeu em primeiro lugar.

Outro fator a ter em conta antes de substituir uma cápsula do farol queimado é se houve ou não causas externas para a falha. Cápsulas de halogênio regulares podem durar de 500 a 1000 horas. Então, se o seu farol não durou tanto tempo, pode haver outro problema causando danos aos faróis.

Uma coisa fácil de se procurar é qualquer água ou condensação dentro do conjunto do farol. Se a vedação estiver desgastada ou deteriorada, ou se a caixa estiver rachada, a água pode entrar facilmente. Quando isso acontecer, a vida útil da cápsula do seu farol ficará gravemente comprometida, e a única correção é substituir o conjunto do farol.

Problemas adicionais com faróis HID

As falhas tradicionais dos faróis de halogêneo são geralmente bastante simples, mas as coisas podem ficar mais complicadas quando se lida com faróis Xenon ou HID. Embora seja possível que uma lâmpada HID se queime, há vários outros possíveis pontos de falha que você precisa observar. A lâmpada pode ter queimado ou o problema pode ter a ver com um problema de ignição ou fiação.

A maneira mais fácil de verificar se a cápsula do seu farol HID está ruim é remover cuidadosamente ambas as lâmpadas e substituir a que não funciona com a que faz. Se a lâmpada boa conhecida não ligar quando colocada na outra tomada, você estará lidando com um problema mais complicado.

É importante observar que, se você trocar as lâmpadas para descartar um problema no chicote ou no cabeamento, deve evitar tocar no envelope de vidro da cápsula. Quaisquer óleos ou outros contaminantes de suas mãos, ou em qualquer outro lugar, reduzirão significativamente a vida útil das lâmpadas.

O que fazer quando ambos os faróis param de funcionar?

Quando os dois faróis param de funcionar ao mesmo tempo, as lâmpadas geralmente não são as culpadas. A principal exceção é quando um dos faróis queima primeiro, passa despercebido por algum tempo e depois o outro também falha.

Se você suspeitar que as lâmpadas podem estar com defeito e possuir um multímetro, é recomendável iniciar o procedimento de solução de problemas verificando se há energia nos faróis. A melhor maneira de fazer isso é ligar o interruptor do farol, conectar o fio negativo do seu medidor a um bom aterramento e tocar o fio positivo em cada terminal do conector do farol.

Um dos terminais deve mostrar a tensão da bateria, e os outros dois devem mostrar nada, se o problema é queimado lâmpadas. Você pode então tentar ativar seus máximos, o que deve resultar em um terminal diferente mostrando a voltagem da bateria. Se este for o caso, a substituição das lâmpadas deve resolver o problema.

Teste de fusíveis, relés, chaves e outros componentes de circuito de farol. O primeiro e mais fácil componente a verificar é o fusível do farol. Dependendo de como o circuito do farol estiver configurado, pode haver um fusível ou vários fusíveis para os faróis.

Se você encontrar um fusível queimado, substituí-lo pode resolver o problema. Ao substituir um fusível queimado, é importante usar um novo com a mesma taxa de amperagem. No caso em que o novo fusível fundir, isso indica um problema em outro lugar do circuito, e substituir um fusível de amperagem mais alto pode causar danos catastróficos.

Se você achar que o fusível não está queimado, o próximo passo é verificar a energia com um voltímetro. Você deve encontrar a tensão da bateria em ambos os lados do fusível. Se você não fizer isso, precisará analisar a fiação entre o bloco de fusíveis e a bateria.

O próximo passo é localizar e inspecionar o relé do farol. Se você puxar e agitá-lo, e você ouvir algo chacoalhando por dentro, provavelmente ele falhou. Descoloração na base ou nos terminais também pode indicar um problema. Se tiver sorte, você descobrirá que o mesmo relé usado em seu circuito de farol é usado em um ou mais circuitos. Nesse caso, você pode facilmente trocar o relé do farol com um componente idêntico. Se os faróis começarem a funcionar nesse momento, então o relé foi o problema.

Além disso, o procedimento diagnóstico é um pouco mais complicado. Para determinar se o relé ou o interruptor está ruim, você deve verificar se o relé recebe energia quando a chave do farol estiver ativada. Se isso não acontecer, existe um problema com o interruptor do farol ou o cabeamento entre o comutador e o relé.

Se o seu veículo tiver um módulo de farol, módulo de luz de circulação diurna ou outro componente semelhante, os procedimentos de diagnóstico podem ser ainda mais complexos. Nesses casos, o melhor curso de ação é excluir todos os outros componentes primeiro.

Muitos dos mesmos problemas que podem fazer com que os faróis parem de funcionar também podem causar o mau funcionamento dos feixes de baixa ou alta tensão. Se você descobrir que apenas uma lâmpada se apaga quando você ativa os feixes altos, mas a outra funciona bem, então o filamento da luz alta provavelmente está queimado na primeira lâmpada. O mesmo acontece se uma lâmpada funcionar em feixes altos, mas não em baixa.

Na maioria dos casos, a falha de feixes altos ou baixos ocorre devido a um problema de relé ou comutador, e o procedimento de solução de problemas é semelhante ao descrito acima. A diferença é que alguns veículos têm um relé separado apenas para os faróis altos, e o interruptor de farol alto, de passagem ou dimmer pode ou não ser integrado ao interruptor do farol.

Se você localizar o relé de farol alto e descobrir que ele não recebe energia quando o interruptor de alto feixe ou o interruptor de dimmer estiver ativado, o problema estará nesse interruptor ou na fiação. Em alguns casos, um comutador do tipo haste solta pode causar esse problema, embora seja mais comum descobrir que o comutador falhou completamente.

O que faz com que os faróis pareçam escuros?

Quando os faróis param de funcionar, eles geralmente param de funcionar juntos. Existem algumas situações em que você pode perceber que seus faróis não parecem tão brilhantes quanto o esperado, mas a causa raiz pode ou não estar relacionada aos faróis.

Se seus faróis sempre parecem escuros, ou eles não parecem iluminar a estrada corretamente, há um punhado de fatores que poderiam estar em jogo. A primeira é que os faróis realmente perdem brilho à medida que envelhecem. Portanto, se já passou muito tempo desde que você substituiu os faróis, um novo conjunto de lâmpadas pode soluconar seu problema.

Lentes de farol sujas, embaçadas ou oxidadas também podem causar um problema bloqueando um pouco da luz. A sujeira é fácil de ver e limpar, enquanto as lentes embaçadas geralmente indicam a entrada de água nos conjuntos dos faróis.

Embora às vezes seja possível perfurar um pequeno orifício no conjunto do farol para drenar a água, isso pode não representar uma correção permanente. Em alguns casos, você terá que substituir o conjunto do farol.

A oxidação das coberturas das lentes dos faróis pode ser tratada com o recondicionamento. Este é um processo que envolve a remoção da oxidação com um abrasivo e, em seguida, a aplicação de uma camada protetora clara.

Faróis e problemas do sistema elétrico

Se os faróis parecerem escuros quando o motor estiver em marcha lenta e o brilho parecer mudar com a rotação, o problema pode estar relacionado ao sistema elétrico. O culpado mais comum é um mau alternador ou uma correia com problemas. Se você achar que a voltagem da sua bateria está abaixo de 13V quando o motor está funcionando, então você vai querer verificar o sistema de carregamento antes de se preocupar com os faróis.

Em algumas situações, você pode descobrir que o sistema de carregamento está funcionando bem, mas ainda não consegue acompanhar as demandas do sistema elétrico. Isso geralmente ocorre devido à instalação de componentes de reposição que exigem muita energia, como um sistema de som personalizado com um amplificador potente.

Quando o sistema de carregamento não consegue acompanhar as demandas de componentes do mercado de reposição, como amplificadores, as luzes do painel e os faróis costumam ser o sinal mais fácil de captar. Se você perceber que os faróis ou as luzes do painel diminuem de intensidade com o ritmo do motor, ou quando você está parado no trânsito, um alternador mais potente pode resolver o problema.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)