Como funciona o turbo do carro?

Escrito na categoria "Automóveis e veículos" por André M. Coelho.

Você que é um apaixonado por motor turbo pode chegar mais, nosso artigo de hoje vai explicar como funciona o turbo do carro? Certamente todo mundo sabe que o objetivo principal é oferecer mais potência ao motor.

Para cumprir este objetivo de oferecer mais potência sem ter que aumentar o tamanho do motor, é necessário criar uma melhora no rendimento volumétrico, ele é o sistema responsável por conseguir colocar mais ar dentro dos cilindros.

O turbo é formado por dois rotores que trabalham dentro de câmaras projetadas em formato de caracóis. Eles são interligados por um eixo e funcionam de maneira solidária, eles vão sempre girar na mesma velocidade.

Como funciona o turbo do carro?

Imagem de carro com motor turbo

Para te auxiliar a compreender melhor o funcionamento de um turbo, vamos dividi-lo em duas partes:

Você deve saber que o escapamento de um motor de combustão interna, será uma impressionante fonte de energia mecânica e calórica, tudo isso só será possível, graças à alta velocidade e temperatura com que os gases já queimados serão expelidos.

A poderosa energia cinética gerada por estes gases é a responsável por impulsionar o rotor do turbo e também o compressor da parte fria, uma vez que eles estão interligados por um eixo. A parte fria do turbo utiliza a energia do escapamento na parte quente. Ela admite ar atmosférico do filtro de ar e em seguida os comprime para dentro dos cilindros.

Como funciona o turbo do carro?

Imagem de modelo de motor turbo

Desta forma o motor turbo contará não somente com a pressão atmosférica, mas também com todo este ar pressionado para dentro dos cilindros. Graças a tudo isso, é possível gerar muito mais potência e mais torque.

Para te ajudar entender ainda mais o funcionamento de um turbo, veja este vídeo abaixo:

Alguns motores são equipados com um intercooler, este equipamento é responsável por resfriar e diminuir o ar já pressionado pelo turbo. Com este acessório, o aumento de rendimento volumétrico é ainda mais impressionante. Com o auxílio do intercooler, a entrada de ar no motor é ainda maior, isso proporciona uma explosão mais forte dentro dos cilindros, conseqüentemente resultando em mais potência.

Após estas informações estamos encerrando outro artigo em nosso site. Obrigado pela atenção e esperamos contar com a presença de vocês sempre em nosso site. Até breve pessoal!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

O pai de André já teve alguns carros clássicos antes de falecer, como Diplomata, Chevette e Opala. Após completar 18 anos, tirou carteira de moto e carro, comprando então sua primeira moto, uma Honda Sahara 350. Fez um curso de mecânica de motos para começar uma restauração na moto, e acabou aprendendo também como consertar alguns problemas de carros. Seu primeiro carro foi uma Nissan Grand Livina de 2014 e pretende em breve comprar uma picape diesel. No caminho, vai compartilhando tudo que aprende no site Carro de Garagem.

Deixe um comentário