Existem quatro coisas que um motor requer para gerar energia e quase qualquer problema de potência de motor vai se resumir em algo relacionado a um desses quatro fatores. Vamos nos concentrar em cada um desses temas individualmente, e também olhar um tema geralmente descartado por muitos mecânicos e por muitos donos de veículos.

Motor fraco o que pode ser: ar

O ar é um elemento essencial na mistura de combustível para que ele possa ser queimado no motor e entregar a potência para as rodas, transformando a combustão, a energia térmica em força motriz. Se o ar não chega ao combustível para a mistura na proporção ideal, o motor não vai entregar a potência total porque não vai queimar todo o combustível.

Filtro de ar sujo: felizmente um reparo fácil, filtros de ar podem ficar obstruídos por detritos, por isso é importante limpá-los ou substituí-los. Na maioria dos carros é uma verificação simples, e muitas vezes nem sequer exige ferramentas. Um filtro de ar entupido faz com que o motor tenha que trabalhar mais para puxar o ar, podendo limitar a quantidade máxima de ar dentro do motor. Menos ar significa menos energia no motor.

Restrições de escape: o ar e combustível que entram no motor tem que sair. vem em devem sair. Restrições em cada extremidade do bloco vão significar redução do fluxo de ar e desempenho reduzido. O motor terá de trabalhar mais para empurrar para fora gases de escape, o que limita a potência. Catalisadores podem entupir-se em motores que tenham uma mistura inadequada de ar e combustível ou como resultado de reações com óleo que pode estar vazando para dentro do motor. Silenciosos também pode falhar internamente, seja devido a ferrugem ou outros fatores, e alterações da tubulação interna pode resultar em uma restrição do fluxo de ar.

Desgaste no comando de válvulas: ao longo do tempo, esses componentes se desgastam, problema que pode ser reduzido com a troca do óleo do motor adequada. Como o comando de válvulas é responsável pela abertura e fechamento das válvulas, é possível que o desgaste cause uma dessincronização entre elas, sendo necessário ajustar as válvulas para compensar o desgaste e fazer com que o combustível e o ar voltem a ser misturados e expelidos na taxa ideal.

Carro perdendo potência

Quando o carro está perdendo potência, é bom diagnosticar o motivo o quanto antes para não ser deixado na mão quando você mais precisar. (Foto: home.bt.com)

Motor fraco: combustível

Qualquer coisa que restringe a entrada do combustível no cilindro pode prejudicar a entrega da melhor potência. A qualidade do combustível também influencia na potência que o motor conseguirá entregar.

Injetores de combustível (bicos injetores): injetores de combustível entupidos criam uma cascata de problemas. Depósitos podem acumular-se nos injetores ao longo do tempo devido ao calor ou combustível de má qualidade. Pequenas restrições pode fazer com que os sensores façam leituras incorretas, e façam com que mais combustível seja adicionado para compensar. Isto pode resultar numa mistura rica para os cilindros, ou mesmo a falha de ignição.

Bombas de combustível: um veículo que roda quase sempre na reserva tem grandes chances de queimar a bomba de combustível cedo, porque ela utiliza o próprio combustível ao seu redor para resfriamento. Se o seu veículo perde potência quando você acelera, em subidas, ou engasga quando você mantém uma alta velocidade, pode ser um sinal de bomba de combustível com problemas.

Motor sem força: compressão

Para os motores antigos, manter a compressão pode ser um desafio. Questões relacionadas com a compressão são frequentemente um fator importante que contribuem para uma perda de potência, e as correções não são tão fáceis quanto a dos outros motivos, simplesmente porque a compressão está, na maior parte das vezes, relacionada ao desgaste dos componentes metálicos e mais caros de um veículo.

Anéis de pistão desgastados: uma das principais coisas que podem acontecer ao longo do tempo é que os anéis do pistão vão se desgastar, permitindo que a compressão não atinja níveis ideais. Além disso, óleo vai escapar da parte inferior do cilindro e ir para a câmara de combustão, contaminando a mistura de ar e combustível e resultando em menor potência final do motor.

Depósitos de carbono nos assentos de válvulas ou nas válvulas: os depósitos de carbono, geralmente causados pela queima de combustível de má qualidade ou de óleo que entra no cilindro, pode resultar nas válvulas não se fecharem corretamente, o que resulta em uma menor taxa de compressão.

Motor sem força: velas de ignição

As velas de ignição tem grande influência sobre a potência de um veículo, e as pessoas não dão a devida importância à manutenção desse item essencial para a queima da mistura de ar e combustível.

Depósitos de carbono sobre o pistão: depósitos de carbono sobre o pistão ou cilindro podem criar pontos quentes. Estes pontos quentes podem causar a ignição do combustível fora do ponto de ignição da vela, se as condições permitirem. Geralmente esses depósitos de carbono se formam por combustível ruim utilizado ou vazamento de óleo no motor.

Velas de ignição sujas ou velhas: velas de ignição pode construir depósitos com o tempo. O desgaste das velas também resulta em uma perda do motor, e a troca delas é necessária para a entrega da potência ideal.

Motor perde força quando esquenta: atrito, lubrificação e arrefecimento

Quando um carro não tem um sistema de arrefecimento funcionando bem (radiador e líquido de arrefecimento na proporção ideal), uma boa lubrificação de suas partes metálicas (óleo trocado em dia, na especificação certa para seu motor), o atrito das partes metálicas do veículo só vai aumentando. Isso resultará em uma  perda de potência no médio e longo prazo, por vários motivos, que vão desde as peças de metal raspando entre si até a formação da borra no motor (óleo velho cristalizado no motor). Isso sem contar uma junta queimada, jogando água para todos os lados porque os tubos estão todos enferrujados.

Aqui a dica é simples: use sempre o líquido de arrefecimento na proporção ideal para seu veículo, nunca usando água pura na mistura. O óleo, use o recomendado pela fabricante do seu veículo no manual, e troque de acordo com a tabela de manutenção.

Em um último caso, há sensores de temperatura do veículo que podem “travar” e fazer leituras erradas, e o veículo começar a falhar em altas temperaturas. Verifique ligando o carro em um scanner automotivo e conferindo os códigos de erros.

Seu carro está perdendo potência? Em quais situações ele perde potência do motor? Quais dos diagnósticos acima você já tentou?

Um comentário para “Carro perdendo força e não desenvolve: o que pode ser?”

  1. Carlos Prado

    Bom dia quero parabenizar pelas dicas sobre a perda de potência do motor pis aprendi muito pois o meu carro Esta assim deste jeito mesmo perdendo potência vou levar imediatamente no mecânico pra resolver este problema grato.

    Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)