É senso comum que o óleo de qualquer motor nunca deve se misturar com o líquido de arrefecimento ou a água. Mas o que fazer quando isso acontecer e por que isso acontece? Vamos tentar esclarecer esse ponto e ajudar em uma compreensão melhor de problemas que seu veículo pode ter.

Óleo misturado com água do radiador

Isso ocorre porque, enquanto o óleo serve para lubrificar todas as partes móveis do motor, o líquido de arrefecimento supostamente resfria o motor, que normalmente gera calor em altas temperaturas quando está em funcionamento. Um motor de veículo é projetado de tal forma que ele tenha uma tampa superior que deveria cobrir todo o motor.

A cabeça do cilindro, que também faz parte do sistema de refrigeração, fica no bloco do motor, a estrutura que abriga os cilindros ou câmaras de combustão. A cabeça do cilindro também forma o teto das câmaras de combustão. Entre a cabeça do motor e o bloco do motor está a junta da cabeça do cilindro, que será o foco da nossa discussão.

A junta da cabeça do cilindro veda a cabeça do cilindro, que aloja as válvulas do motor na parte superior do motor, e o bloco do motor, que também aloja os pistões e os eixos de manivelas na parte inferior.

O bloco do motor tem duas redes de canais diferentes perfuradas, uma direcionando o óleo do motor para onde é necessário e a outra fazendo o mesmo para o líquido de arrefecimento / água no sistema de arrefecimento do motor.

Durante o desenvolvimento inicial do motor de combustão interna, uma fina folha chamada junta da cabeça do cilindro foi introduzida nela. Sua finalidade era vedar os cilindros para garantir máxima compressão e evitar vazamento de líquido refrigerante ou óleo do motor nos cilindros; como tal, é a aplicação de vedação mais crítica em qualquer motor e, como parte da câmara de combustão, compartilha os mesmos requisitos de resistência que outros componentes da câmara de combustão.

Sempre que for descoberto óleo no líquido de arrefecimento do motor ao inspecionar o tanque de reabastecimento do radiador, notará que o líquido de arrefecimento formou uma cor leitosa. É uma ocorrência bastante ruim quando os dois se misturam e normalmente significa que a gaxeta não funcionou conforme necessário, criando um vazamento interno que poderia facilmente danificar o motor.

Água no óleo

A mistura de água no óleo do motor pode ser perigosa e danificar seu veículo. Identifique a causa do problema e solucione o quanto antes. (Foto: enginebuildermag.com)

Por que pode ter água no óleo do motor?

Algumas das razões pelas quais o óleo do motor se mistura com o líquido de arrefecimento são:

Uma junta do cabeçote quebrada / danificada. Lembre-se disso fica entre o bloco e a cabeça do cilindro. Caso seja danificado, permitirá que o óleo e o líquido de arrefecimento se misturem.

Uma cabeça de cilindro rachada devido ao superaquecimento ou a um acidente. Se isso não for substituído, às vezes leva à mistura de óleo e líquido de arrefecimento. Isso acontece porque uma cabeça rachada desorientará o líquido de arrefecimento e, a longo prazo, ele se misturará com o óleo, podendo danificar também os pistões.

Um bloco de motor danificado, uma vez que esta é a parte inferior do motor que abriga a maioria das partes móveis que usam o óleo e se isso for danificado, levaria à mistura dos fluidos.

Sobreaquecimento extremo do motor, principalmente em motores diesel. Quando os motores superaquecem, eles tendem a queimar e destruir a junta que, a longo prazo, perde sua funcionalidade.

Quando um veículo passa pela água que sobe ao nível do topo do motor. Às vezes, essa água entra no motor, seja pela tampa superior ou por qualquer outra parte aberta do motor. Também poderia entrar pelo tubo de escape, especialmente sempre que um acelere o motor enquanto dirige pela água.

Água no motor: o que fazer?

Observe que, sempre que houver uma mistura de óleo / líquido de arrefecimento, você precisa entrar em contato imediatamente com um mecânico experiente. Se a falha for extrema, seu veículo pode precisar de uma revisão do motor, mas se for menor, o motor é simplesmente lavado e o óleo e o filtro são trocados para corrigir o problema. O risco maior é do veículo sofrer um calço hidráulico, o que pode resultar em reparos caros no veículo mais tarde.

Já teve um veículo misturando fluidos? Como resolveu o problema?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)