Você tira a tampa e olha para o líquido de arrefecimento. É um belo tom de verde, ou talvez vermelho, ou talvez até laranja. Em alguns casos, pode estar um pouco marrom o líquido de arrefecimento. Independente do caso, especialmente se já passaram dois anos ou mais desde a última vez em que você a esvaziou seu sistema de arrefecimento, e a limpeza do sistema é mais do que necessária.

Por que é necessária a limpeza do arrefecimento?

Os motores de hoje são carregados com componentes de alumínio: cabeçotes, bombas de água, coletores e até blocos de motor. E os dois principais trocadores de calor – radiador e aquecedor – também são de alumínio. O alumínio precisa de uma grande proteção contra corrosão para sobreviver, e a proteção contra corrosão no líquido de arrefecimento é consumida em cerca de dois anos. Alguns líquidos oferecem vida útil mais longa, mas se o seu carro veio com, um líquido padrão, você não pode mudar para outro melhor sem uma boa quantidade de preparação. E se o seu carro tiver mais de quatro anos, é provável que uma troca não permita uma vida útil prolongada do líquido de arrefecimento, e você ainda enfrentaria o intervalo de drenagem habitual de 2 anos.

Os passos abaixo te ajudarão com a limpeza apropriada do sistema para os melhores resultados.

Como limpar o sistema de arrefecimento: drenagem

Primeiro, vamos fazer um trabalho adequado para drenar o líquido de arrefecimento. Comece verificando as especificações para ver quanto está no sistema. Isso é importante, porque as capacidades variam em todo o lote. Você precisa saber qual a porcentagem de líquido de arrefecimento foi drenada.

Passo 1:

Comece com um motor frio. Se a tampa de pressão estiver no motor ou no radiador, observe o reservatório de transbordamento e, se for fácil desconectar e esvaziar, vá em frente. Em seguida, remova a tampa do radiador e abra a torneira de drenagem do radiador. Se a torneira de drenagem estiver em locais apertados, use um soquete especial disponível na maioria das lojas de autopeças. Deixe o líquido de arrefecimento escorrer para uma panela. A menos que sua cidade tenha uma configuração de coleta de refrigerante, despeje o anticongelante antigo em um ralo doméstico, em um cano de lavar roupas ou em um banheiro. Essa é uma abordagem ambientalmente segura. Não o derrame no chão ou no esgoto. Se o seu carro tiver um radiador de cobre ou um núcleo de aquecimento, o líquido de refrigeração está contaminado com solda de chumbo. Muitos municípios dispõem de instalações de eliminação de resíduos perigosos. Além disso, é ilegal para os mecânicos profissionais descartarem o líquido de arrefecimento usado, para que você possa levá-lo à loja local e perguntar se eles cuidam dele.

Passo 2:

Em seguida, mova a alavanca de temperatura do painel para quente, para que, se o seu carro tiver uma válvula de controle do líquido de arrefecimento do aquecedor, ela abrirá. Se a tampa de pressão estiver no reservatório de plástico, remova a tampa e abra a torneira de drenagem. Sem torneira de drenagem do radiador? Desconecte a mangueira inferior do radiador. Afaste a braçadeira da mangueira do pescoço do radiador, deslize uma chave de fenda fina entre a extremidade da mangueira e o pescoço do radiador para liberar a mangueira e gire levemente para desconectar a mangueira. Drenar o radiador sozinho normalmente deve remover 40 a 45 por cento do líquido de refrigeração.

Passo 3:

Após o primeiro dreno, encha o sistema da melhor maneira possível com água, aqueça o motor e deixe esfriar. Drene o radiador novamente e encha-o mais uma vez com água. Repetir. Você pode usar líquidos especiais para o “flush” do sistema, e até equipamentos de limpeza profissionais. porém, a maioria dos veículos não vai precisar do equipamento profissional. Mas o líquido de flush pode ser bem vindo.

Limpeza do arrefecimento

O sistema de arrefecimento precisa de uma limpeza em algumas situações, para garantir que o motor seja resfriado corretamente. (Foto: YouTube)

Como limpar o sistema de arrefecimento: sangria do sistema

Agora vem a parte difícil – encher o sistema. Se o sistema tiver, por exemplo, 4 litros, você deseja instalar 2 litros de líquido de arrefecimento não diluído, ou exatamente metade da capacidade do sistema de refrigeração. Essa proporção pode variar de acordo com o veículo e o tipo de líquido de arrefecimento usado. Algumas misturas podem já vir prontas, o que facilita muito o trabalho.

Passo 1:

O sistema de refrigeração possui muitos cantos e recantos que retêm o ar, dificultando o preenchimento do sistema com líquido de arrefecimento. A tampa de enchimento e o pescoço devem estar no ponto alto do sistema para ajudar a sangria, mas geralmente não estão. E mesmo que sejam, você precisa de toda a ajuda natural que puder obter. Então, levante a frente do carro, o que leva o pescoço do líquido de refrigeração o mais alto possível.

Passo 2:

Verifique se há sangramentos no motor. Às vezes, você vê um óbvio sangramento de ar, como um item semelhante a um parafuso enfiado em uma mangueira. Se houver um sangramento, abra-o. Se houver vários, abra todos eles. Se você tiver acesso a um manual de serviço de fábrica do seu carro, verifique se há um procedimento de preenchimento de líquido de arrefecimento.

Passo 3:

Despeje a quantidade necessária de anticongelante lentamente até ver o líquido de arrefecimento escorrendo pelo ar livre. Em seguida, feche os sangramentos e complete o sistema com o líquido de arrefecimento restante e depois a água destilada.

Passo 4:

Se o sistema tiver uma válvula de refrigeração do aquecedor, feche-a movendo a alavanca ou o controle de temperatura para frio. Com o motor funcionando em marcha lenta rápida e aquecido, peça a um ajudante para mover a alavanca ou o botão para quente enquanto você ouve a válvula do líquido de arrefecimento. Se, após a primeira descarga de refrigerante, você ouvir um ruído contínuo, ainda há ar no refrigerante e você deve estar preparado para observar o nível do refrigerante no reservatório durante as próximas semanas.

Usando o líquido de arrefecimento

A maioria dos líquidos de arrefecimento é feita com um produto químico básico chamado etileno glicol. O corante é usado na maioria das marcas, mas varia entre as diferentes fabricantes. Há líquidos de arrefecimento orgânicos, que usam substâncias diferentes ao etileno glicol, mas com a mesma eficiência.

Você deve, preferencialmente, usar o líquido de arrefecimento recomendado pela fabricante do veículo. Em alguns casos, pode trocar por um líquido de arrefecimento orgânico. Porém, consulte com a fabricante do veículo e do líquido de arrefecimento para não errar.

O que acham da limpeza do sistema de arrefecimento? Já fizeram? Como foi?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)