Como funciona o Kers da Volvo?

Escrito na categoria "Automóveis e veículos" por André M. Coelho.

Assim que a Volvo encerrou os testes da nova tecnologia que consegue aprimorar o sistema Kers, ela decidiu que realmente está disposta a fabricar um compacto híbrido ou elétrico. Para vocês que não conhecem, Kers significa Kinetic Energy Recovery System ou Sistema de Recuperação de Energia Cinética, este sistema tem a capacidade de reutilizar a energia gerada em frenagens e consegue uma redução de até 25% no consumo.

A Volvo em parceria com a sua proprietária Geely estão trabalhando em uma novíssima arquitetura que será voltada apenas para a produção das próximas gerações de seus modelos.

O Lex Kerssemakers que é vice-presidente da marca sueca disse em uma entrevista que eles não possuem um plano concreto para este carro híbrido, mas todos sabem que o segmento B está em crescimento constante. Mesmo que eles fizessem este carro, eles precisariam de uma parceira de plataforma, além de uma garantia de um trem-de-força elétrico ou híbrido.

O que é a tecnologia Kers?

Volvo pensa em lançar um carro elétrico ou híbrido

Novas tecnologias

A bateria de testes que a Volvo completou sobre a nova tecnologia de recuperação de energia cinética foi impressionante e duradoura, os resultados confirmaram que o Kers é realmente uma solução leve, barata e muito eficiente.

Este desempenho só é possível através do sistema Kers que está montado no eixo traseiro. Com este sistema, a Volvo conseguiu um ganho de 80 cv de potência.

Esta tecnologia é utilizada em um motor de quatro cilindros, ela consegue fazer com que ele tenha um desempenho similar a de um motor de seis cilindros turbinado. Se não bastasse este upgrade, você ainda vai ter uma potência maior com uma redução de até 25% no consumo.

Como funciona?

No momento em que está acontecendo a frenagem, o motor que funciona a combustão é totalmente desligado, neste momento o volante motor do Kers começa a girar a 60.000 rpm. Depois que o veículo começar a se mover novamente, esta energia que foi acumulada é totalmente transferida para as rodas traseiras por um sistema de transmissão especialmente que foi concebido para isto.

Esta energia Kers poderá ser utilizada para acelerar o automóvel ou apenas para manter velocidades constantes. Durante os testes, um Volvo S60 acelerou de 0 a 100 km/h em 5,5 segundos, atingindo a velocidade com 1,1 segundo a menos que um S60 sem o sistema Kers.

Como é o Kers da Volvo?

Veja o infográfico do sistema de Kers da Volvo

Características

A volvo utilizou um volante experimental para o sistema de Kers feito em fibra de carbono. Ele pesa aproximadamente 6 quilos e mede 20 cm de diâmetro. A roda de fibra de carbono gira em um vácuo e consegue minimizar as perdas pelo atrito.

O vice-presidente de engenharia de trem-de-força Derek Crabb afirmou que eles foram os primeiros a aplicar a tecnologia Kers para o eixo traseiro em um carro que é equipado com um motor de tração dianteira. Ele afirma que o próximo passo será a evolução da tecnologia para avaliar como ela poderá ser implantada nos novos veículos da Volvo.

Certamente vamos falar muito desta tecnologia e queremos o que vocês acharam desta novidade. Deixe-nos um comentário com sua crítica, sugestão e opinião. Compartilhe conosco o seu pensamento e ajude-nos a melhorar ainda mais as nossas publicações!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

O pai de André já teve alguns carros clássicos antes de falecer, como Diplomata, Chevette e Opala. Após completar 18 anos, tirou carteira de moto e carro, comprando então sua primeira moto, uma Honda Sahara 350. Fez um curso de mecânica de motos para começar uma restauração na moto, e acabou aprendendo também como consertar alguns problemas de carros. Seu primeiro carro foi uma Nissan Grand Livina de 2014 e pretende em breve comprar uma picape diesel. No caminho, vai compartilhando tudo que aprende no site Carro de Garagem.

Deixe um comentário