Os carros híbridos já são uma realidade, mas a desconfiança, a falta de informação e principalmente diferença de preço ainda faz com que este modelo fique na corda bamba.

Vamos tentar explicar um pouco mais sobre os carros com esta tecnologia e o porquê das diferenças de preços.

O que antes era dor de cabeça, atualmente tem tido a mesma atenção e investimento nas oficinas mecânicas. A manutenção de um carro com motor a gasolina e de um híbrido é bem diferente, isto sem contato que há um número menor de oficinas que trabalham neste ramo. Antigamente quando os carros híbridos apresentavam problemas, os motoristas eram obrigados a levar o carro até uma concessionária, todos nós sabemos a diferença de preço de uma oficina comum e uma concessionária.

Este fator pode estar entre os motivos de um preço maior do veículo, mas esta realidade está mudando, uma vez que mais mecânicos estão sendo treinados para consertar carros híbridos.

A manutenção na realidade não pode ser culpada pelo alto custo dos carros híbridos. Nos carros híbridos, a troca de óleo deve ser feita com quase o dobro do tempo de um carro comum. Recomenda-se que ela seja feita a cada 8.000 km, já nos carros de combustão, esta troca deve ser feita a cada 5.000 km.

Vamos para o sistema de freio. Os carros híbridos são capazes de produzir bem menos calor e utilizar parte da energia da frenagem para recarregar as baterias. Sendo assim, existe um desgaste muito menor das pastilhas e discos dos freios e certamente isso fará com que eles durem muito mais nos carros híbridos.

Porque os carros híbridos ainda são tão caros?

Carros híbridos – Sonhos ou Realidade?

Após destacar estes itens ainda estamos em busca de razões para existir este preço elevado. Uma razão fica por conta das baterias de substituição dos carros. As baterias chegaram a custar mais de US$ 8 mil nos primeiro modelos, atualmente eles custam algo em torno de US$ 2 mil. Os fabricantes afirmam que existem pesquisas e investimentos para fazer com que este preço reduza mais ainda.

Os fatores que fazem com que os carros híbridos ainda tenham preços mais caros que os carros normais, certamente estão ligados a situação atual de mercado. As empresas criadoras e fabricantes ainda estão em fase de melhorias constantes e este veículo não tem um mercado fixo. De alguma forma, os fabricantes precisam de um retorno deste alto investimento e isso acaba sendo aplicado no preço dos automóveis.

A falta de concorrência também faz com que este preço não seja muito alterado. Todos nós sabemos o que acontece com produtos que não tem concorrência, os vendedores podem colocar o preço que quiser, pois quem quiser aquele produto vai pagar aquele valor ou ficar sem.

Apesar da diferença não ser muito grande, isso faz com que as pessoas continuem preferindo os carros de motor a combustão. Venhamos e convenhamos que o Brasil não ajuda em nada em relação ao tanto de impostos que temos que pagar, isso certamente faz com que o consumidor busque opções mais baratas.

Esta diferença entre os carros híbridos e os normais está na casa dos 40%, mas existe a expectativa de que no máximo em 2020, esta diferença seja bem menor e o mercado abra os olhos cada vez mais para os carros híbridos.

Estamos encerrando o nosso artigo e podemos assegurar que tudo que ainda está em fase de teste, tende sim a ter mudanças e alterações drásticas a cada momento. Vamos torcer para que as próximas novidades dos carros híbridos sejam positivas, pois do jeito que o preço do petróleo está, certamente em breve ninguém terá mais condições de manter seu carro em atividade. :)

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)