A burocracia de veículos no Brasil é bem extensa, e a quantidade de documentos diferentes para um veículo pode deixar os proprietários bem confusos. Para tentar acabar um pouco com a confusão, vamos esclarecer melhor o que significa o CRV, um desses documentos que todos os proprietários de veículos precisam ter em dia.

O que significa CRV?

CRV é a sigla para Certificado de Registro do Veículo, um documento expedido pelo Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN). O CRV é o principal registro para se comprovar a propriedade de um veículo, sendo um importante documento para pessoas físicas e jurídicas proprietárias de veículos. O CRV é também conhecido como DUT ou Documento Único de Transferência.

Para que serve o número do CRV? E as outras informações?

No seu CRV, não ficam anotados apenas o número do CRV, em si. Você poderá encontrar as seguintes informações no CRV de um veículo:

Código Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores)

Nome do proprietário

Endereço completo

CPF ou CNPJ

Placa e chassi do veículo

Espécie (tipo) do veículo

Tipo de combustível

Marca/modelo

Ano de fabricação

Ano do modelo

Cor predominante

Categoria (se é particular ou não)

Observações sobre a situação do veículo (por exemplo, se ele está alienado no banco)

Nome do antigo proprietário

Nome da cidade e data

N.T.R.C. (Registro Nacional de Transportes Rodoviários de Cargas)

Número da via (caso mais de uma tenha sido solicitada)

Local do registro

Capacidade/potência/cilindrada

Data de emissão do documento

Na parte traseira do documento há um espaço para assinaturas e reconhecimento de firma para que se faça a transferência do veículo quando há a venda do mesmo.

O CRV é como se fosse um documento de identidade para seu veículo e assim como um RG, é também emitido em papel especial, com marca d’água, brasão da República do Brasil, e outros detalhes de segurança para evitar falsificações.

Qual a função do CRV

O CRV comprova a propriedade do veículo. (Foto: Vrum)

Quando é emitido o CRV?

O CRV é emitido no primeiro emplacamento do veículo ou quando são realizadas quaisquer alterações nas características do carro. Algumas das mudanças que exigem um novo CRV incluem pintura do veículo em nova cor, troca de proprietário, e outras mudanças que devem ser informadas ao DETRAN de seu estado.

Devo andar sempre com o CRV?

Não. Inclusive, a recomendação é que o CRV seja guardado na sua residência, já que não é um documento de porte obrigatório para o motorista. O documento de porte obrigatório é o CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de veículos).

Qual a função do CRV?

O CRV traz informações sobre o veículo para comprovar sua propriedade e para se realizar a venda e troca de propriedade do mesmo. Inclusive, vale lembrar que na parte traseira do CRV há um espaço para assinaturas e inclusão de informações para que seja feira a transferência de propriedade. Em outras palavras, de acordo com o Detran MG:

O CRV é o documento utilizado para efetuar a transferência do veículo e é emitido no momento do primeiro emplacamento, alteração de dados ou na aquisição de veículo usado.

O que fazer se você perder o CRV?

Caso você perca o CRV de seu veículo, vá a uma Delegacia de Polícia e registre um Boletim de Ocorrência para comunicar a perda do documento. Depois, vá para o posto mais próximo do DETRAN ou visita o site do DETRAN de seu estado e solicite uma segunda via do documento, pagando as taxas devidas.

CRV tem prazo de validade?

O CRV é um documento que não tem prazo de validade, ou seja, é um documento que não importa a data em que foi expedido, continuará sendo válido em qualquer situação. Porém, pode ser necessário expedir um novo CRV nas seguintes situações, previstas no Código de Trânsito Brasileiro:

Transferência de propriedade

Proprietário mudar o Município de domicílio ou residência

Alteração em qualquer característica do veículo

Mudança de categoria

Perda ou extravio do CRV

CRV ou CRLV: qual a diferença?

Qualquer modificação no veículo deve aparecer em ambos os documentos. Legalmente falando, você só pode rodar com seu veículo ao possuir os dois documentos, mesmo que o CRV não seja de porte obrigatório. É também comum a esses documentos que sua expedição só pode ser realizada quando o veículo não tiver qualquer tipo de débito ou pendência, tais como seguros DPVAT, IPVA ou multas atrasados. A emissão do CRV também é dependente do CRLV estar em dia.

O CRLV significa Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos. Este é um documento de porte obrigatório, ao contrário do CRV. Este documento, também conhecido como licenciamento anual, deve ser emitido todos os anos mediante o pagamento do DPVAT, IPVA, e da taxa de licenciamento. Só após o pagamento de todas as taxas e com o documento em mãos é que o proprietário poderá rodar com o veículo legalmente.

Qual a diferença entre CRV e CSV?

CSV é a sigla para Certificado de Segurança Veicular. Esse certificado é emitido quando você faz alguma customização legalizada em seu veículo, e as especificações do CSV vão aparecer no CRV. Nesse documento está a garantia de que a modificação foi realizada de acordo com a legislação vigente.

Ficou alguma dúvida? Deixem suas perguntas nos comentários e iremos responder!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)