Assim como os carros alemães e ingleses são considerados ícones e sinônimo de qualidade, a Harley Davidson é para motos.

Apesar de alguns fãs de motocicletas não gostarem muito do estilo das motos H-D, preferem as esportivas, não tem como não respeitar uma Harley.

A marca desembarcou no país ano passado e partir daí, ficou muito mais fácil o acesso às motos da marca, sem contar os acessórios e vestuário disponíveis, além dos encontros realizados pelos fãs e proprietários de H-D.

O último modelo da marca que chega ao país é a Harley Davidson Sportster 1200 Custom. Assim como a maioria das motos da marca, esse modelo possui motor potente e design clássico.

As rodas são de liga leve, os pneus são largos (o dianteiro possui praticamente a mesma medida que o traseiro), a lanterna traseira é iluminada por led, o farol é envolvido por uma capa e há muitos detalhes cromados.

Sportster 1200 Custom

Harley Davidson Sportster 1200 Custom

O modelo é equipado com motor Evolution, também conhecido como Blockhead, e refrigerado a ar. Os cabeçotes e cilindros são de alumínio, o que confere maior eficiência de refrigeração. Mesmo assim, o motor bicilíndrico gera calor e dependendo da situação, até desconforto.

Na hora das arrancadas deve-se ter cuidado já que, dependendo do nível de aceleração e do piso, a moto tende a perder tração da roda traseira e pode ocasionar derrapagem.

Cuidado também ao passar em buracos, irregularidades e inclinações em curvas já que a Sportster 1200 Custom é baixa e o chassi pode tocar no chão. O escapamento e as pedaleiras também tendem a raspar no chão durante as curvas, independente da velocidade.

Mesmo assim, o modelo possui boa estabilidade e só não é melhor devido ao peso do conjunto. A suspensão é firme e acertada enquanto os amortecedores são um pouco rígidos, o que pode ocasionar desconforto em pisos irregulares.

O sistema de frenagem também não é dos melhores, a traseira tende a travar e a dianteira exige um esforço do piloto para parar já que há apenas um disco. Pelo peso da moto, o modelo deveria ter disco duplo.

Apesar de ser uma moto pesada, ela se sai muito bem em vias urbanas. Seu design esguio facilita bastante na hora de realizar manobras e passar por entre carros no trânsito engarrafado.

A postura de pilotagem é ereta porém, devido ao guidão curto, os mais baixos ficam um pouco desfavorecido e precisam se esticar. No geral, o condutor fica bastante confortável ao pilotar.

Já o carona fica desconfortável, não há muito espaço para as pernas e o estofamento do banco possui pouca espuma. Não é recomendado para viagens longas e, em trajetos curtos, quando há irregularidades o carona sente o impacto diretamente.

Sportster 1200 Custom (detalhes)

Detalhe do motor e painel

Sportster 1200 Custom (detalhe)

Detalhe do banco e lateral traseira

Há diversos acessórios disponíveis para personalização como guidão, assento, acabamento do motor, alarme, parafusos, pedaleira, roda e outros.

O painel possui design clássico tendo como peça central o velocímetro. Outras informações como nível de gasolina, óleo, ignição, etc se localizam acima do velocímetro enquanto um pequeno visor de cristal líquido mostra o horário, hodômetro e trip A e B.

Seus principais concorrentes são a Honda Shadow (R$ 28.880), Kawasaki Vulcan Classic (R$ 29.990), Suzuki Boulevard M800R (R$ 31.900) e a Yamaha Midinight Star (R$ 29.990).

Em relação a motorização, a H-D ganha de lavada dos seus concorrentes. Porém, o modelo não disponibiliza freios abs, o que melhoraria e muito o sistema de frenagem e o nível de segurança.

A 1200 Custom custa a partir de R$ 33.100. Dependendo da cor escolhida o modelo sai por R$ 33.250 e, se optar por dois tons, sai por R$ 33.500.

Apesar de todos os contras, para o dia a dia e principalmente viagens sem o carona, o modelo da H-D tem um bom comportamento e proporciona prazer ao pilotar.

Se você prefere as motos esportivas de alta cilindrada, saiba mais sobre a nova Yamaha YZF-R1.

 

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)