Endosso de seguro automóvel é um termo burocrático usado elas seguradoras para todas as alterações feitas na apólice de seguro. O endosso do seguro auto pode ser a alteração de dados cadastrais do segurado pela apólice, a inclusão de coberturas extras para o veículo, a exclusão de alguns tipos de cobertura, a substituição do veículo por um novo (mantendo a mesma seguradora), o adiamento da apólice (renovação) e outras mudanças cadastrais que alterem quaisquer dados originais da apólice.

Por que fazer endosso do seguro do carro?

O ramo dos seguros de veículos é altamente burocrático. Esta burocracia tem como principal objetivo evitar fraudes em seguros automotivos, e ajuda, indiretamente, vistoriadores a terem mais “detalhes” que podem ser omitidos da indenização de um seguro. Por exemplo, você tem rodas com aros diferentes dos originais? Imagine que em um acidente elas sofreram algum dano, foram roubadas, ou houve perda total do veículo. Se essa informação não foi endossada no seguro, ou seja, essa informação não foi alterada nos dados cadastrais da sua apólice para que você tenha direito a reaver o dinheiro investido nas rodas, caso algo aconteça com elas ou seu veículo. Em algumas seguradoras, inclusive, colocar itens não originais no veículo pode até fazer que você perca o direito à indenização do seu seguro.

Importância do endosso do seguro auto

Com o endosso de um seguro, você garante que todas as coberturas de sua apólice serão respeitadas. (Foto: www.smartia.com.br)

Quando fazer o endosso do seguro do carro?

As situações em que o endosso deve ser realizado são:

Renovação/adiamento da apólice do seguro. Deve ser realizada antes do fim da apólice vigente.

Troca de automóvel, mas mantendo o mesmo seguro.

Adição de motoristas que usam o veículo.

Adição ou troca de partes do veículo.

Adição ou remoção de cobertura contra roubo. Opcionais podem ser incluídos para proteção dos vidros, faróis e retrovisores do veículo, que não são segurados em coberturas básicas de seguro auto.

Adição ou remoção de cobertura em outros estados.

Adição ou remoção de cobertura para acidentes.

Alteração do endereço do segurado.

Alteração do nome do segurado.

Alteração de dados bancários do segurado.

Transferência do seguro para outra pessoa.

Adição ou remoção de carro reserva para caso de problemas mecânicos ou acidentes.

Adição ou remoção de cobertura para estadia, caso o veículo estrague em outra cidade.

Adição ou remoção de cobertura mecânica e para reboque.

Adição ou remoção de cobertura à terceiros.

Adição ou remoção de cobertura para alagamentos.

Adição ou remoção de cobertura para acessórios adicionados ao veículo. É necessária a regularização e vistoria no DETRAN, caso os acessórios mudem a originalidade do automóvel. Os dados da vistoria devem ser endossados no seguro.

Todos os casos acima precisam de endosso do seguro para que você tenha direito ao reembolso total, inclusive por itens que você modificou ou adicionou no veículo. Caso você não faça esse endosso, você pode perder seu seguro ou não reaver todo o dinheiro na hora de fazer um pedido de sinistro.

Considerações Finais

Podemos ter esquecido uma ou outra situação em que o endosso é necessário mas, basicamente, listamos as principais e mais importantes. Se você lembra de algum tipo de endosso necessário e que esquecemos, coloque nos comentários e vamos atualizar o artigo com as informações. A participação de vocês é muito importante!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)