Ao comprar um carro usado, a condição do motor, transmissão e corpo do carro são os itens mais importantes a verificar. O fato de que o carro parece limpo e tem uma direção sua´ve não significa muito se o seu motor tem um problema oculto ou foi mal mantido por proprietários anteriores. Como reparos do motor são muito caros, é bom conhecer pelo menos uma checklist básica do que verificar em um motor de carro usado.

Naturalmente, é difícil avaliar a condição mecânica do motor durante um teste rápido, por isso recomendamos que um carro usado seja devidamente inspecionado por um mecânico qualificado antes de assinar o contrato. Para ajudá-lo a estar melhor informado, aqui estão algumas dicas sobre como detectar sinais de problemas do motor ou falta de manutenção ao verificar um carro usado.

Checklist de carros usados: dê uma olhada sob o capô

Quando você está verificando um carro usado, dê uma olhada rápida sob o capô antes do test drive. Ajuda se você tiver uma lanterna pequena. Certifique-se de que o motor está desligado, a transmissão está em P (park) ou N (neutro) e o freio de mão está acionado. O que você está procurando são os vazamentos, cheiro de óleo queimado ou líquido de arrefecimento vazando, sinais de reparos de má qualidade ou falta de manutenção regular e modificações feitas às pressas. Se tudo parece limpo e brilhante, ainda não significa muito, já que concessionárias de automóveis muitas vezes limpam seus carros usados sob o capô antes de mostrá-los a potenciais compradores. Então é preciso ir mais a fundo na sua checklist.

Problemas de motor usado

Inspecionar o motor de um carro vai além de apenas levantar o capô e verificar o motor. É preciso observar com atenção por certos itens que mostram, claramente, quando um motor está ou não com problemas. (Foto: Perrys)

Checklist de motor de carro: o que verificar?

Vamos então a uma lista completa do que deve ser verificado no motor de um carro usado:

Bateria: se a bateria tiver sinais de corrosão, é muito improvável que o veículo tenha recebido uma manutenção regular.

Cheiro de óleo queimado sob o capô: um cheiro de óleo de queima forte, que é um sinal de possíveis problemas.

Vazamentos: verificar no radiador e nas linhas do sistema de arrefecimento por vazamentos. Qualquer vazamento no sistema de arrefecimento pode ser sinal de um problema maior.

Verificar por baixo do motor: cuidado com os vazamentos de óleo também. Eles podem não ser visíveis de cima, mas basta olhar embaixo do carro usando uma lanterna. Verifique a parte inferior do motor e da transmissão. Tudo tem que estar seco. Pode haver uma parte ligeiramente molhada, o que não é muito ruim, mas não deve haver quaisquer vazamentos.

Baixo nível de óleo: verifique o nível de óleo com a vareta, aproveitando para verificar se o óleo está limpo ou sujo. Se o óleo está sujo, significa que ou o motor consome óleo ou já passou muito tempo desde que a última mudança de óleo foi feita. Além disso, o motor desgasta mais rápido quando está baixo em óleo. Normalmente, o nível de óleo deve estar próximo da marca superior da vareta, e com uma aparência limpa.

Verifique sob a tampa do reservatório de óleo: com o motor desligado, é claro. Este teste pode dizer muito sobre o motor. Se você não está confortável fazendo este teste, deixe-o nas mãos do seu mecânico. Com o motor desligado, remova a tampa de enchimento de óleo e procure por baixo. Se você pode ver que há um monte de depósitos de carbono preto sob a tampa, normalmente, é um sinal de má manutenção. Uma tampa limpa é um bom sinal.

Cuidado com as alterações de desempenho no motor: tenha cuidado se um carro usado tem alguns “tunings” de desempenho. Se feitas corretamente, as modificações podem melhorar significativamente o desempenho do veículo. No entanto, as modificações mal feitas no motor podem levar a muitos problemas, especialmente se as peças que estavam originalmente no veículo já não estão disponíveis. Se o carro foi modificado, também é provável que tenha sido usado em de forma imprópria, como em altas velocidades e rotações acima do que o carro aguenta.

Partida a frio: a melhor maneira de detectar problemas ocultos no motor é com uma partida a frio. Para fazer isso, pode ser uma boa idéia para vir para o revendedor um pouco mais cedo do que o horário marcado. A primeira coisa que isso vai revelar é o quão boa é a bateria, porque se a bateria é antiga, talvez o carro precise de um empurrãozinho extra. Outra coisa a olhar em uma partida a frio é o ruído do motor. Se o motor chacoalhar ou fizer outros ruídos altos, pode ser sinal de desgaste excessivo ou outros problemas mecânicos. Da mesma forma, uma fumaça azul em uma partida a frio significa que o motor está gasto e é melhor procurar outro veículo.

A luz da injeção fica acesa: depois que o carro é iniciado, todas as luzes de advertências no painel devem apagar. Se a luz da injeção permanecer ligada depois do carro ter sido ligado, significa que o computador do motor detectou alguma falha. Pode ser um problema menor, mas também pode ser algo muito caro para reparar o problema. Não há qualquer maneira de saber o quão sério é o problema até que o carro seja diagnosticado corretamente.

Fumaça do escapamento: uma fumaça azul/cinza saindo do escape pode ser sinal de queima de óleo ou de líquido de arrefecimento.

Termine todo o checklist com um test drive

Durante o test drive, atente para os ruídos do motor, vibrações, falta de potência, ou quaisquer outros problemas de condução. Quando iniciado, o motor deve funcionar liso, sem agitação ou hesitações. Se você sente que o motor está com algum problema quando acelerado, há um problema. A velocidade de marcha lenta deve ser estável também. Faça o test drive para o maior tempo possível; Às vezes os problemas não podem ser óbvios durante uma movimentação curta em descidas e subidas. É melhor testar o carro em todos os modos: aceleração, desaceleração, tráfego intenso, rodovias. Cuidado com a temperatura do motor no painel. Uma vez que o motor é aquecido, o medidor de temperatura deve ficar em algum lugar em torno do meio da escala. Preste atenção ao acionamento do eletroventilador também.

Mesmo se tudo parecer OK, recomendamos vivamente que o carro usado seja devidamente inspecionado por um mecânico independente antes de comprar. É a garantia da paz após a compra.

Quais itens estão na sua checklist de um motor de carro usado? Já teve problemas com o motor de um carro que você comprou? Quais problemas?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)