Há alguns anos atrás não era permitido o uso de reboque ou semi-reboque em nenhum  tipo de moto. No entanto, foi criada e publicada uma lei que permite o uso desse tipo de equipamento desde que sejam projetados conforme as regras e homologados pelo órgão competente.

As motos devem ser acima de 120 cilindradas para que possam tracionar reboques e semi-reboques. Estes devem possuir as seguintes dimensões máximas: 2,15 m de comprimento, 1,15 m de largura e 90 cm de altura.

As motocicletas devem levar em consideração o limite da capacidade máxima de tração indicado pelo fabricante e contido no documento de licenciamento (CRLV).

A maioria das pessoas que utilizam carretas para moto são pessoas que trabalham com entrega de carga para pequenos comércios (gás, bebidas, alimentos, etc).

Para transitar sem problema, as carretinhas devem estar emplacadas e com a documentação em dia. Também devem conter luz de freio e de alerta, freio de estacionamento e sinais reflexivos na traseira e laterais.

Abaixo, seguem alguns exemplos dos tipos de carretinha para motos:

Carreta para mercado: modelo com tampa e espaço para colocar caixas no interior e sobre a tampa. Há opções com capacidade para até 8 caixas no interior e 3 sobre a tampa e  até 6 caixas no interior e 2 sobre a tampa.

Carreta para bebidas: modelo com tampa e capacidade para até 8 engradados no interior e mais 3 sobre a tampa.

Carreta para galão de água: modelo com tampa e capacidade para até 12 galões dentro e 3 sobre a tampa.

Semi-reboque para moto

Os diferentes tipos de carretinha para moto

Carreta para botijão: equipamento sem tampa e em três tamanhos. Com capacidade para até 5 botijões de 13 kg, com capacidade para até 4 botijões de 13 kg e com capacidade para até 6 botijões de 13 kg mais um liquinho ou 3 botijões de 45 kg.

Carreta de som: ideal para ganhar uma grana extra através da divulgação de estabelecimentos comerciais. É vendida somente a carreta, sem o som. Este deve ser instalado posteriormente.

Carreta Multi-função: modelo com tampa e com capacidade de carga para até 200 kg. Serve para transporte tanto de compras de supermercado quanto galões ou botijões.

Carreta para moto: modelo que é tracionado por moto e capaz de transporta uma moto de pequeno a médio porte. Também pode ser usada para transporte de outras coisas.

Carreta para Pet Shop: modelo com tampa que suporta algumas caixas de animais tanto no interior quanto sobre a tampa. Possui abertura para circulação de ar.

Carreta S.O.S: modelo sem tampa com capacidade para até 200 kg e pode ser utilizada para transporte de diversos itens (1 tonel pequeno, latas de tinta, materiais de construção, alimentos, etc).

Enfim, deu para perceber que são diversos os tipos de reboque para motos. Tudo depende do perfil do proprietário, qual melhor se adapta às suas necessidades. Os preços variam bastante, a partir de R$ 2.500 até uns R$ 5.000.

Apesar do preço não ser tão em conta, quem adquirir uma carretinha para moto estará realizando um bom investimento já que a economia com combustível será bem menor do que a de um carro ou caminhonete.

Caso também esteja procurando um moto para tracionar a carreta, veja as motos mais vendidas no Brasil.

6 comentários para “Tipos de carretinha para moto – Quanto custa e o que a lei exige?”

  1. Antonio Teodoro de Oliveira Sobrinho

    Onde posso estacionar? Na vaga comum para motos não caberia com a carretinha, em vaga de carro, seria legal ou não? Tem lei para isso?

    Responder
  2. Leandro

    Gostaria de saber o valor da carretinha que transporta outra moto e outras coisas quais são as formas de pagamentos
    Grato desde já

    Responder
  3. Adriano Faria

    E um transporte melhor que já trabalhei, acontece que quando vai emplacar em Brasilia eles não emplacam e não dizem coisa com coisa, quando mencionei que outros estados emplacam eles dizem que aqui não pode e ponto final

    Responder
    • Equipe Carro de Garagem

      No Brasil inteiro pode, Adriano. Vá ao DETRAN de sua cidade para informações melhores.

      Responder
  4. Cicero Amaral

    Gostei das dicas sobre as opcões de reboques, e deixo uma, as motos mais antigas são mais resistentes para essa funcão, obrigado.

    Responder
  5. Nego Gostoso

    Seu comentário…Para o micro empreendedor não existe coisa melhor do que uma moto e uma carretinha dessas.

    Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)