A Suzuki está acordando e renovando suas motocicletas. Lançamentos como a V-Strom 1000 ABS são um sinal claro de que a marca japonesa precisava se renovar para competir no crescente mercado das motocicletas. Era quase impensável há alguns anos atrás que a Suzuki precisava renovar inclusive seus “carros chefe”. Essa renovação acabou também afetando a marca mais forte da Suzuki: o scooter Burgman, sinônimo de qualidade e outrora copiado por muitas outras marcas. Agora que as outras marcas alcançaram o Burgman em número de vendas, diferenciais e até em qualidade, a Suzuki teve de reinventar seu scooter e lançou o Suzuki Burgman 200 ABS, substituindo o já envelhecido modelo de 150 cc e ainda adicionando o item mais desejado pelos motociclistas hoje em dia: o ABS, sistema de freios que impede o travamento das rodas.

A renovação da linha Suzuki Burgman

O Burgman é uma referência mundial nos scooters. No Brasil, foi por anos o scooter mais vendido e nem sequer a Honda, dona de mais de 80% do mercado brasileiro foi capaz de ameaçar essa posição. A entrada da Dafra no cenário nacional com seu CityCom 300i e sua alta popularidade entre os motociclistas acendeu um sinal vermelho para os japoneses, que precisariam responder à altura.

Essa resposta teria de ser dada não apenas com preços mais agressivos, mas também inovações diferenciais. Afinal, o Suzuki Burgman 400, concorrente “direto” do CityCom 300i é um modelo exemplar em qualidade, mas mesmo com uma baixa nos preços, ele continuaria ainda muito mais caro que seus concorrentes.

A solução encontrada pela Suzuki foi então aumentar as cilindradas de um de seus modelos básicos, o Suzuki Burgman 150, que deixa de existir para dar lugar ao modelo de 200 cc. O modelo Burgman 125 cc continua, graças à sua alta economia e custo/benefício ainda competitivo mesmo em relação à scooters com 150 cc.

Desta forma, a Suzuki ainda mantém seu Burgman 400 em uma faixa de preço diferencial, podendo aproximar este modelo a scooters voltados para estradeiros, enquanto usa seu modelo de 200 cc para competir com os novos atores no mundo dos Maxi Scooters.

Só que como competir com concorrentes que tem mais cilindradas, mais potência e já estão no gosto do povo? Oferecer um diferencial desejado por muitos daqueles que compram scooters: a segurança.

A inovação do ABS nos modelos Suzuki Burgman

Assim como em seu modelo V-Strom 1000 ABS, a Suzuki está apostando alto no diferencial que o ABS proporciona aos seus modelos. Para quem ainda não conhece, o sistema ABS proporciona uma segurança maior nas frenagens, já que impede que as rodas travem e o piloto perca a aderência e sofra acidentes. Ainda, o ABS proporciona uma frenagem mais eficiente, parando totalmente a motocicleta em um menor espaço e tempo do que uma motocicleta sem o sistema.

Ficha técnica do Suzuki Burgman 200 ABS

Mas será que é só o ABS que é diferencial no Suzuki Burgman? Vamos às características técnicas para saber o que mais este scooter tem a oferecer aos potenciais compradores.

  • Motor: 200cc, 4 tempos, arrefecido a líquido, monocilíndrico, OHC
  • Diâmetro x Curso: 63,0 milímetros x 53,4 milímetros
  • Taxa de compressão: 11,0:1
  • Potência: 18,1 cavalos a 8.000 RPM
  • Torque: 1,73 kgf.m a 6.000 RPM
  • Sistema de Combustível: Suzuki Fuel Injection
  • Consumo: aproximadamente 25,5 km/l
  • Partida: elétrica
  • Lubrificação: cárter úmido
  • Transmissão: automática
  • Transmissão final: correia V-belt
  • Suspensão dianteira: telescópica, mola helicoidal, óleo amortecida
  • Suspensão traseira: tipo braço oscilante, mola helicoidal, óleo amortecida, com ajuste de pré-carga
  • Freio dianteiro: à disco, 240 mm, três pistões
  • Freio traseiro: à disco, 240 mm, pistão único
  • Pneus dianteiros: 110/90-13 M / C 56P, sem câmara
  • Pneus traseiros: 130/70-12 62P, sem câmara
  • Capacidade do tanque de combustível: aproximadamente 11 litros (incluindo reserva)
  • Ignição: sistema de ignição eletrônico (transistorizado)
  • Comprimento: 2055 milímetros
  • Largura: 740 milímetros
  • Distância entre eixos: 1.465 milímetros
  • Afastamento à terra: 130 milímetros
  • Altura do assento: 735 milímetros
  • Peso (molhado): 163 kg
  • Outros: espaço de armazenamento para até dois capacetes embaixo do assento, tomada de 12 DC, bolha, painel frontal digital
  • Preço: aproximadamente R$11.300
  • Garantia: 12 meses de quilometragem ilimitada (nos EUA)

Análise das características de utilidade e conveniência

Espaçoso armazenamento sob o assento pode conter dois capacetes fechados. Com a adição de um bauleto, pode facilmente se tornar o veículo ideal para viagens.

A tomada de 12V DC está localizada abaixo do painel de instrumentos e é de fácil utilização, ideal para alimentar uma unidade de navegação ou carregar o seu dispositivo móvel.

O assento é moldado na frente, enquanto mais largo na parte de trás para maior conforto. Barras de apoio estão convenientemente localizadas para os passageiros. Dois compartimentos frontais permitem transportar facilmente itens essenciais em viagens diárias ou mais longas, como barras de cereais para repor as energias, carteira entre outros.

Um painel de instrumentos com piscas, sinalização de farol alto, FI (fuel injector = indicadores de erros), ABS, temperatura da água, direção econômica, relógio, indicador de combustível. O design limpo proporciona uma experiência de condução agradável.

Analisando o Suzuki Burgman 200 ABS

Um painel frontal moderno e uma bolha que protege bem o motorista dos ventos das estradas. (Foto: motos.motorgiga.com)

Análise das características do motor e da transmissão

Um motor de 200cc leve e compacto produz um forte poder de baixa-média gama e é poderoso o suficiente para trajetos de auto-estrada, diferentemente do modelo de 150 cc que o Suzuki Burgman 200 ABS veio a substituir. O sistema de injeção de combustível atinge excelente eficiência de combustão, resultando em motor de arranque suave, maior eficiência de combustível (25,5 km/l) e entrega suave da potência. Com frenagens mais suaves proporcionadas pelo ABS e uma pilotagem moderada, um motorista pode facilmente atingir o consumo de 30 km/l, tornando o modelo uma boa opção para viagens mais econômicas também.

A transmissão continuamente variável (CVT) incorpora um design de mola fixa, que minimiza a vibração e possibilita um relaxamento melhor ao condutor, que não tem a necessidade de trocar marchas.

Análise das características do chassi

Os garfos dianteiros telescópicos (33 milímetros de diâmetro do tubo interno) são efetivos para os solavancos da estrada duras para fornecer um passeio mais suave. Amortecedores traseiros individuais estão equipados com ajuste de pré-carga da mola, possibilitando o ajuste da mola de acordo com as condições da estrada. Um percurso maior dos garfos poderia ser melhor, já que sabemos que as estradas do Brasil são bem duras com os veículos que aqui circulam.

O posicionamento e design do tanque de combustível ao centro e o motor compacto criam um centro de gravidade baixo que contribui para uma grande estabilidade e manobrabilidade. A altura do assento do Burgman 200 vem em 735 milímetros. Um ajuste de assento viria a calhar para os mais altos, mas esta altura é um bom meio termo até para quem tem mais de 1,80 m.

O modelo foi ergonomicamente projetado para um alcance fácil do pé ao chão, garantindo certo conforto até para quem é mais alto. Aliás, esse é um grande diferencial em relação aos modelos antigos, já que quem tinha mais de 1,80 m sentia um certo desconforto ao pilotar o Suzuki Burgman.

O pára-brisas foi ergonomicamente projetado e testado em túnel de vento, proporcionando excelente proteção contra o vento, reduzindo a fadiga do condutor e proporcionando uma melhor experiência de pilotagem, principalmente em estradas. Há também uma melhor economia no combustível.

Conforto pilotando o Suzuki Burgman

Como você pode ver pela foto, o Suzuki Burgman 200 ABS aumento o espaço para as pernas do piloto, deixando mais confortável a posição de pilotagem. (Foto: www.ilgiornale.it)

Análise do sistema de frenagem

Os 240 milímetros do disco dianteiros com pinça de três pistões e os 240 milímetros disco traseiro com pinça de pistão único proporcionam um desempenho de frenagem eficiente em combinação com o sistema ABS. Se lembrarmos que até alguns anos atrás o modelo Honda Tornado 250 cc tinha freios traseiros a tambor e era maior e até mais pesado que o Suzuki Burgman 200 ABS, podemos ver que há além de uma evolução, uma preocupação considerável com a segurança.

O ABS do Bugman 200 funciona através de monitores de velocidade da roda e responde com o poder de frenagem ideal para a tração disponível. Vale sempre lembrar que o ABS é um dispositivo suplementar para a operação de frenagem, e não é um dispositivo para encurtar a distância de paragem. Lembre-se sempre de reduzir a velocidade antes de se aproximar às curvas.

A não possibilidade de desligar o ABS deixa claro que este scooter foi feito para o asfalto e não para se aventurar em estradas de terra, como CityCom 300i já se mostrou capaz de fazer.

Análise sobre a família Burgman da Suzuki

O Burgman 200 é o segundo menor membro da família Burgman da Suzuki, que também inclui as versões de 125cc, 400cc e 650cc. As versões de 125 cc e 200 cc do Burgman são quase a mesma coisa, como o 125 usa as mesmas peças, mas recebe um motor subdimensionado. Ambos modelos vem com ABS de série.

Para 2014, o Burgman 200 chega nos EUA e Canadá, com uma nova revisão. O Burgman 200 originalmente foi colocado à venda mundialmente em 2006, com base no projeto Burgman 125, que foi lançado em 2002. No entanto, a sua história vai mais longe do que isso. Desde 2002, a Suzuki faz três projetos Burgman diferentes. Os menores projetos eram oferecidos como 125 cc e 150 cc, enquanto o design de médio porte era oferecido como 250 cc e 400 cc eo maior foi o Burgman 650 cc. Quando o projeto menor do Burgman foi redesenhado para uma segunda geração, a montadora japonesa decidiu oferecer uma versão de 200 cc maior, que é o que foi colocado à venda como o Burgman 200 e agora está vindo para a América do Norte em forma atualizada.

O Burgman 200 2014 carrega sobre o mesmo quadro e motor, mas torna-se uma extensa reformulação visual e ABS padrão. As configurações de luz são novos em ambas as extremidades, e os indicadores são particularmente agradável. Suzuki criou um novo sistema de ABS que vem de fábrica. Os faróis agora são feixes separados que se assemelham aos do Burgman 400. O Burgman 200 leva o conceito maxi-scooter opulento de seus irmãos maiores e os escala para baixo para ser mais econômico.

Tudo isso traz para a família Burgman inovações há muito necessárias, visto que Honda, Yamaha e até a BMW já estão vindo com competidores pesados para o Brasil com seus Maxi Scooters. A Dafra e seu CityCom 300i também precisarão ficar de olhos abertos. Há também uma sinalização de que a Suzuki possa renovar seus modelos de maior cilindrada, mas ainda precisamos esperar para ver.

Poucas opções de cores para o Burgman

Talvez um “defeito” do Suzuki Burgman 200 ABS seria a não disponibilidade de mais cores além do preto e cinza. (Foto: www.lerepairedesmotards.com)

Pilotando o Suzuki Burgman 200 ABS

Com seu peso leve, o Burgman 200 ABS entrega a velocidade rapidamente. Ele usa um motor de 200 cc de um cilindro, o que gera um máximo de 18,1 cv. O pico de potência ocorre até a 8000 RPM, enquanto o Burgman 200 acelera o seu caminho para uma velocidade máxima de 120 km/h. Com uma scooter a esta velocidade, você fica bastante dependente do vento, podendo cruzar 130 km/h com um vento de cauda ou ver uma velocidade máxima de 110 km/h se você estiver indo contra o vento. O resultado global é o desempenho em rodovias aceitável, mas você certamente pediria um pouco mais. Motoristas pacientes irão desfrutar deste pequeno Burgman, enquanto pilotos de scooters menos passivos encontrarão um desempenho um pouco frustrante em dias de vento ou com um passageiro.

A Suzuki espremeu uma boa potência neste motor, graças ao uso de injeção de combustível e uma alta taxa de compressão (11,0:1). O sistema também ajuda a aumentar a quilometragem, o que é excelente em velocidades moderadas. No máximo de velocidade da resistência do vento, a eficiência é prejudicada, mas em torno de 100 km/h o Burgman 200 pode saborear um consumo de 26 km/l. O resultado global é um pacote econômico muito atraente para aqueles que valorizam a frugalidade tanto quanto o desempenho.

Dirigir o Burgman é uma delícia em velocidades mais baixas, com o peso leve, mais baixo centro de gravidade e um scooter que ansiosamente se dobra nas curvas. Onde ele realmente se sente em casa é nas estradas e rodovias, já que a posição de assento reclinado e a potência do motor moderada trabalham em conjunto para proporcionar uma experiência perfeita. A estas velocidades, o pára-brisas funciona bem apenas com ventos moderados batendo nos ombros pilotos. Ao contrário dos maiores Burgman, o modelo de 200 cc não serve muito conforto para os passageiros. O banco do passageiro não tem um encosto.

Há um velocímetro analógico central, que contém o odômetro e um pequeno LCD que exibe tanto o seu hodômetro quanto o relógio. Barras opostas mostram a temperatura do motor e nível de combustível. Completando o painel são avisos de luzes para seus sinais de setas, farol alto, injeção de combustível e troca de óleo. Este último indicador é uma inclusão inteligente. Há também uma luz “ECO” indicadora para ajudar a conduzir de forma eficiente, embora sem engrenagens das marchas para mudar isso presumivelmente desencoraja plena aceleração e velocidades elevadas.

Projeto e serviços disponíveis para o Suzuki Burgman 200 ABS

O projeto Burgman é todo sobre amenidades e conveniência. Além dos compartimentos frontais para pequenos itens como óculos de sol. A maior parte do armazenamento é encontrado sob o banco, que pode engolir dois capacetes. Se você está atrás de mais armazenamento para uma viagem, a Suzuki vende um bauleto superior traseiro que adiciona mais 10 litros de espaço.

Comparação do Suzuki Burgman 200 ABS com a concorrência

O Burgman 200 ocupa um lugar solitário na paisagem de scooteres como o menor Maxi Scooter oferecido. O único scooter que realmente compete de perto é o modelo CityCom 300i, mas que já é grande para boa parte daqueles que buscam um scooter. Esta baixa cilindrada do maxi é uma excelente escolha para alguns pilotos, mas uma escolha bastante frustrante para quem deseja um pouco mais. O comprador certo deve ser alguém que viaja em estradas secundárias e não muito em auto-estradas, não anda muitas vezes com um passageiro e não está à procura de uma maior capacidade de auto-estrada do que dirigir moderadamente no lado mais lento da pista. Nas condições certas, o Burgman 200 pode se dar bem nas rodovias, mas subidas e ventos fortes rapidamente podem relegá-lo para a pista da direita.

Talvez os mais exigentes podem optar por motocicletas como a Fazer 250 cc, Lander 250 cc, Ténéré 250 cc, XRE 300 cc, CB 300 cc, Roadwin 250 cc ou outros modelos que não scooters para viagens mais longas. Porém, se você gosta do estilo de pilotagem de um scooter e a dinâmica por eles oferecidos nas cidades mas não quer algo potente demais, você ficará entre o Suzuki Burgman 200, o modelo Honda PCX e o Honda Lead, além do já citado CityCom 300i, mas lembrando que este modelo já trará um resultado final bem diferente de um scooter comum.

Preço do Suzuki Burgman 200 ABS: vale a pena?

Nos EUA, o Burgman 200 ABS oferece um preço mais baixo de entrada de aproximadamente R$11.300 e excelente quilometragem por litro. Os potenciais compradores devem considerar cuidadosamente algumas das máquinas 250-400 cc. Optar por uma máquina de 300-400 cc vai ganhar habilidades de estrada em qualquer circunstância, incluído o transporte de passageiros, mas além do preço maior, você também perderá em economia.

No Brasil, podemos esperar que este preço fique entre R$11.300 e R$16.000.

Considerações Finais

Embora seja mais de uma máquina de nicho que tem companheiros estáveis ​​maiores, é muito bom ver a Suzuki levando o menor membro de sua família Burgman a uma maior inovação. É uma máquina elegante, que vai gerar um culto de seguidores como seus irmãos maiores.

O que você achou do Suzuki Burgman 200 ABS? Deixem suas opiniões nos comentários abaixo.

Um comentário para “Suzuki Burgman 200 ABS!”

  1. Max

    Show de bola, mas chega quando aqui no Brasil?

    Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)