A Ducati, uma das marcas de motos mais prestigiadas do mundo, lançou no ano passado a 1199 Panigali S.

Quase um ano depois, ela finalmente desembarca no Brasil. Apesar de ser disponibilizada em 3 versões no exterior (1199 Panigale, 1199 Panigale S e 1199 Panigale Tricolore), por aqui ela chega somente na versão intermediária.

Segundo a empresa, a Ducati 1199 Panigale possui a melhor relação torque-potência e peso-potência do mundo entre as motos produzidas em larga escala.

O modelo é equipado com o novo motor Superquadro, bicilíndrico em L, de 1199 cilindradas e capaz de gerar 195 cv de potência e 13,5 kgfm de torque máximo. Este é o motor mais potente já produzido pela marca até hoje e adota um novo conceito de integração de chassi e motor.

Além do design esportivo, há outras características no modelo que remetem às motos de competição da marca. A superesportiva da Ducati possui freios ABS de competição, acelerador e suspensões com ajuste eletrônico, controle de tração com 8 programas de uso, controle de freio motor, quick-shift, embreagem automática DQS e câmbio automatizado de seis velocidades.

1199 Panigale

Ducati 1199 Panigale

1199 Panigale S

Ducati 1199 Panigale S

Painel da 1199 Panigale

Painel da Ducati 1199 Panigale

A moto também apresenta opção de 3 tipos de condução: Sport, Race e Wet. No modo Sport a moto pode utilizar toda a força do motor. No modo Race rende ainda mais já que a assistência eletrônica é reduzida. No modo Wet (para piso molhado) a potência fica limitada e as respostas são mais suaves.

Seu chassi do tipo monocoque (peça única) é feito de alumínio, o que proporcionou um baixo peso-seco para o modelo (apenas 164 kg). A carenagem é feita de fibra de carbono e as luzes, lanternas e farol são de Led.

O painel de instrumentos da Ducati Panigale 1199 S possui tela colorida com mostrador digital no qual a disposição interna se adapta de acordo com o estilo de condução escolhido (Sport, Race ou Wet).

As rodas são de liga leve aro 17. Os pneus são Pirelli Diablo Supercorsa SP, uma versão de estrada dos pneus usados no Campeonato Mundial Superstock 1000. Os pneus possuem as seguintes medidas: 120/70 ZR17 na dianteira e 200/55 x ZR17 na traseira.

No Brasil a 1199 Panigale S custa R$ 117 mil, sendo considerada uma das motos mais caras vendidas no país. No exterior, o mesmo modelo sai por volta de 24 mil euros (em média R$ 60 mil), quase metade da preço praticado no Brasil.

Além de linda, a moto é realmente potente. Para quem é fã de superesportivas e tem grana para investir em uma dessas, realmente deve valer a pena.

Aproveite e dê uma olhada em outras motos esportivas porém, com preços mais acessíveis como a Honda CBR 1000RR e a Nova Yamaha YZF-R1.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)