5 dicas de higienização do ar condicionado automotivo

Escrito na categoria "Dúvidas automotivas" por André M. Coelho.

O Brasil tem épocas extremas, podendo sair do calor ao frio cortante dentro do mesmo dia. E principalmente no trânsito congestionado dos centros urbanos brasileiros, é cada vez mais necessário que o ar condicionado do veículo esteja funcionando perfeitamente para garantir um conforto térmico um pouco melhor. A higienização do ar condicionado é essencial para garantir esse funcionamento, mas o que pode ser feito para melhorar esse processo e facilitar a limpeza do ar condicionado? Reunimos 5 dicas de profissionais de higienização para garantir que a limpeza do sistema de ar condicionado veicular seja um sucesso.

Higienização do ar condicionado automotivo: comece verificando o funcionamento do ar condicionado

Antes de começar a higienização, é importante dar uma olhada na correia do ar condicionado no seu carro para garantir que está funcionando corretamente. Não só é a correia importante para manter seu ar condicionado em funcionamento, como também é importante para manter outros componentes críticos como a bomba de água, bomba de direção hidráulica e o alternador. Verifique por rachaduras, dentes faltando, ou barulhos estranhos quando ela começa a funcionar.

Verifique o radiador, o condensador do ar condicionado e o filtro de cabine

Certifique-se de que o radiador e o condensador do ar condicionado estão limpos e livres de detritos. Um condensador entupido restringe o fluxo de ar através da unidade, o que limita a capacidade de dissipar o calor produzido pelo sistema de ar condicionado. O filtro de cabine também deve ser verificado antes da higienização para garantir que esteja limpo o suficiente ou se precisará de troca. Vale ressaltar que o filtro só deve ser trocado antes da última etapa da higienização, que é o uso do higienizador.

Limpeza de ar condicionado

Algo importante na higienização do ar condicionado é a limpeza das aletas com ar comprimido, garantindo que detritos e sujeiras sejam limpos corretamente. (Foto: YouTube)

Limpe as aletas do ar condicionado e o interior do seu carro

Use ar comprimido para limpar as aletas do ar condicionado, removendo toda a poeira e detritos que ficam acumulados ali. Preferencialmente, faça isso com o filtro sujo que seja trocado e ligue o ar condicionado para que a poeira seja presa no filtro. Deve ser realizada também uma limpeza completa do interior do carro para remover cheiros ruins e outras sujeiras que possam prejudicar a higienização do interior do veículo. A limpeza deve ser completa para melhores resultados da higienização.

Troque o filtro de cabine

Antes de fazer a higienização do ar condicionado e depois da limpeza completa do interior do veículo, você deve trocar o filtro de cabine do veículo. Isso é importante para garantir que o sistema não sofrerá com contaminantes que estavam presos no filtro do ar condicionado, e proporcionará a melhor higienização possível para seu veículo. Só não troque o filtro da cabine se ele estiver muito limpo.

https://youtu.be/osUUEgkRUSw

Ligue o ar condicionado no máximo durante a higienização e passa a usá-lo com mais frequência

Usando o spray higienizador ou uma máquina de higienização, ligue o ar condicionado no máximo durante o tempo especificado no manual do produto de limpeza, deixando o veículo completamente fechado enquanto o produto está fazendo seu trabalho. Depois que o spray acabar ou o produto da máquina se esgotar, ainda é bom deixar o ar condicionado funcionando um tempinho, para filtrar mais o ar dentro do automóvel.

Depois da higienização, é importante que você faça o uso do ar condicionado com uma certa frequência. Isso é importante tanto para lubrificar o sistema do ar condicionado quanto para evitar que o ar parado no veículo tenha tempo para juntar cheiros e odores desagradáveis novamente. O filtro de cabine irá ajudar a manter o interior do veículo limpo.

Como você realiza a higienização do seu ar condicionado veicular? Quais procedimentos adota para higienizar seu veículo?

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

O pai de André já teve alguns carros clássicos antes de falecer, como Diplomata, Chevette e Opala. Após completar 18 anos, tirou carteira de moto e carro, comprando então sua primeira moto, uma Honda Sahara 350. Fez um curso de mecânica de motos para começar uma restauração na moto, e acabou aprendendo também como consertar alguns problemas de carros. Seu primeiro carro foi uma Nissan Grand Livina de 2014 e pretende em breve comprar uma picape diesel. No caminho, vai compartilhando tudo que aprende no site Carro de Garagem.

Deixe um comentário