Um motor de partida pode apresentar uma série de defeitos. Entender como estes defeitos ocorrem e seus possíveis diagnósticos podem te ajudar a poupar dinheiro e também entender como os custos de um reparo de motor de arranque são cobrados. Vamos falar sobre o diagnóstico, o reparo, e os custos do motor de arranque.

Diagnóstico do sistema de partida

Se um teste do circuito de partida indicar uma falha no motor de partida, desconecte a bateria e remova o motor de arranque do carro com o solenoide conectado, se for um tipo de motor pré-engatado. Para rastrear a falha e realizar reparos, quase sempre será necessário desmontar o motor de partida, especialmente se a falha estiver no comutador ou na escova. Pode ser necessário ter o manual de serviços do veículo em mãos para este tipo de manutenção.

No entanto, a engrenagem Bendix de um iniciador do tipo inércia pode ser reparada sem desmontar; remover o motor do carro dá acesso suficiente.

Algumas falhas, como um comutador muito desgastado, estão além do reparo e você precisa comprar um motor novo ou de troca. No entanto, você pode renovar os rolamentos gastos.

Danos nos enrolamentos elétricos geralmente são muito difíceis de serem resolvidos em casa. Um eletricista de automóveis pode cuidar de um curto-circuito menor nas bobinas de campo, mas qualquer outra coisa exige a instalação de um motor novo ou de troca.

Provavelmente, vale a pena reparar uma única falha no motor, mas se você encontrar mais de uma falha, verifique o custo de todas as peças de reposição necessárias. Você pode achar mais barato – e mais rápido – substituir o motor por uma unidade de troca.

Funcionamento de motor de partida

Um motor de partida pode ser consertado com facilidade para retornar seu veículo ao funcionamento normal. (Foto: YouTube)

Como remover o motor de arranque?

Sempre desconecte a bateria antes de remover o motor de partida, que geralmente está na parte de baixo do motor. Pode ser necessário levantar o carro nos suportes do eixo e trabalhar a partir de baixo.

Desconecte a bateria (primeiro o terminal terra) para evitar um curto-circuito acidental.

Remova a porca que prende o cabo pesado que conecta o motor de partida à bateria. Com um motor de partida do tipo inércia, tome cuidado para não torcer o borne do terminal enquanto desaparafusa a porca. Segure a contraporca na coluna com uma chave de boca.

Com um acionador de partida pré-engatado, o fio pesado da bateria é conectado ao solenoide montado no corpo do acionador de partida. Observe cuidadosamente os outros condutores do solenoide antes de desconectá-los.

Remova os dois ou três parafusos que prendem o motor à placa traseira do motor.

Levante o motor, procurando calços espaçadores. Colete-os e anote seu pedido para que você possa montá-los corretamente.

Inverta o procedimento de remoção para recolocar o motor.

Testando um motor para curtos-circuitos

Use uma lâmpada de teste equipada com clipes de jacaré para fazer esses testes. Você terá que remover as placas terminais do motor.

As bobinas de campo são isoladas da carcaça do motor por invólucros. Uma quebra nas embalagens pode causar um curto-circuito.

Se o teste de bobina de campo abaixo indicar uma interrupção, e a interrupção for apenas menor, um eletricista poderá consertá-lo.

Se o teste de armadura abaixo mostrar um curto-circuito, instale um motor novo ou de troca.

Se houver pequenos respingos de solda no motor ou qualquer outro sinal de superaquecimento, instale um motor de substituição.

Para verificar as bobinas de campo, prenda um fio da lâmpada de teste no terminal da bobina de campo e o outro fio em um dos terminais da bateria. Conecte um fio ao outro terminal da bateria e toque sua extremidade livre no corpo do motor. Se a lâmpada acender, há um curto-circuito.

Para verificar a armadura, conecte um cabo de teste entre o eixo e um terminal da bateria. Conecte um fio da lâmpada de teste ao terminal da bateria secundária e toque a outra extremidade em cada segmento do comutador. Se as lâmpadas acenderem, há um curto-circuito.

Qual o preço para o conserto de um motor de arranque com defeito?

Um motor de arranque com defeito pode ser consertado com reparos simples, como a troca das escovas. Este tipo de reparo é barato e vale o investimento. Quando o reparo vai além disso é que é preciso pensar um pouco mais.

Um enrolamento dos fios é um reparo que depende de outros fatores. Por exemplo, se uma engrenagem ou outros componentes do motor de arranque precisam de substituição, um enrolamento pode não ser a melhor opção, pois os outros componentes poderão apresentar defeitos em breve. O mesmo vale para reparos mais extensivos no motor de arranque.

Se um reparo custar até 25% do motor de arranque novo, seja ele original ou paralelo, vale a pena reparar.

Quando o reparo custar entre 25% e 50% do valor do motor original, só faça o reparo se for urgente e você não tiver dinheiro para comprar um motor de arranque novo.

Acima de 50% do valor do motor novo, não faça o reparo e compre um motor de arranque novo.

Aproveite também para verificar outros componentes elétricos no motor, pois a vida útil deles é bem parecida e as falhas podem ocorrer ao mesmo tempo ou em momentos semelhantes.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)