Vi uma reportagem na TV sobre alguns radares inteligentes que estão sendo instalados em locais considerados importantes na cidade, sob a ótica da prevenção de acidentes e controle de velocidade. Como eles poderiam ser melhor utilizados?

Os radares comuns que temos nas estradas e grandes centros urbanos são do tipo que fotografam a placa do veículo para posterior identificação da placa , muitas vezes não automática, e envio da notificação de multa ao endereço registrado do veículo.

Os radares ditos inteligentes tem a capacidade de identificar a placa em tempo real e partir daí realizar consultas automáticas usando esta placa. Os radares mostrados na reportagem são usados com fins de identificar condutores com documentação irregular e avisar para que sejam parados para averiguação mais à frente em uma barreira policial, onde o veículo possa ser apreendido.

Estes equipamentos são bem complexos e funcionam fotografando o veículo várias vezes, rastreando seu trajeto na imagem até que um algoritmo consiga identificar corretamente a placa. Não é nada simples e não acerta 100% das vezes mas tem grande utilidade assim mesmo.

Multa de radar inteligente

Radar pode ter outra utilidade além de gerar dinheiro para o governo

Mas como este tipo de radar poderia ser melhor empregado?

  • Rastrear carros roubados:  identificar em tempo real as placas em todas as saídas e principais avenidas da cidade para identificar carros roubados. Seria possível recuperar um carro roubado caso ele transitasse ou tentasse sair da cidade. Logo após a queixa realizada pelo cidadão, a placa começaria automaticamente a ser monitorada. Eles já são usados para isso, mas deveria ser instalados apenas com esta finalidade em certos pontos da cidade onde possivelmente não gerariam muitas multas.
  • Multar pela média de velocidade. Substituir os radares comuns em estradas e vias de tráfego rápido como o Anel Rodoviário em Belo Horizonte ou as várias marginais de São Paulo e Rio. Os radares interligados e com uma distância definida entre si iriam calcular em tempo real a média de velocidade a partir do tempo que um veículo gastou para ir de um a outro. Caso a média seja acima da velocidade da via, significa que em alguma parte do trecho a velocidade máxima foi excedida. É mais barato e eficiente colocar um radar de média a cada 10km do que vários radares comuns a cada 2 km. Além da diminuição do custo, o motorista sabe que deverá manter uma velocidade baixa para não ser multado.

O desafio político para ambas ideias acima acontecerem é várias ordens de grandeza maior que o desafio técnico, mas já existem radares assim na Europa a vários anos e funcionam bem, logo é tecnicamente viável. Tudo que for possível fazer para aumentar a segurança no trânsito deve ser feito.

O que você acha de radares identificando o seu carro em cada lugar da cidade que você vai? Acha invasão de privacidade ou é algo necessário em prol do bem da coletividade?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)