Por ser um entusiasta da área de tecnologia eu gosto muito de carros. Não somente do conforto e praticidade que proporcionam mas também fico extasiado sobre como eles funcionam. Acompanho vários canais na internet sobre o assunto e as vezes me deparo como notícias sobre carros elétricos. Visitei o Canadá recentemente e fiz questão de visitar uma loja da Tesla, e falo um pouco disso para vocês agora.

Os carros elétricos ainda não são uma realidade, mesmo no primeiro mundo. Dirigindo por mais de 1600km no Canadá vi apenas alguns pelas ruas, 6 para ser mais exato. O alto preço destes novos veículos os torna pouco competitivos em países onde carros comuns (motores de combustão) custam 7 ou 8 vezes menos! Em 2014, o modelo de entrada do Tesla S é vendido por aproximadamente $75000 dólares canadenses ao mesmo tempo em que é possível comprar um veículo zero, de entrada, por 9 ou 10 mil dólares! Não estamos falando do mesmo produto, mas são carros e cumprem a mesma função. O Tesla tem ainda uma série de subsídios do governo, excelente garantia e até mesmo opções de recompra garantida em alguns países, mas ainda é pouco para popularizar de verdade o conceito.

Outro ponto que gera discussões é autonomia destes veículos e o tempo de carga das baterias. Dificilmente você poderá fazer viagens longas com um carro elétrico sem se obrigar a passar noites conectado á recarga. Você não tem escolha as a opções para agilizar a recarga ou aumentar a autonomia tornam o carro ainda mais caro. Elas existem mas não são práticas nem competitivas ainda.

Há muito o que se falar sobre estes pontos que estão em constante evolução. Todos os dias leio notícias de que alguma empresa melhorou algo em um tipo de bateria, ou desenvolveu algo novo em um motor ou qualquer outra coisa que melhore a tecnologia dos veículos híbridos ou elétricos. Todas elas são bem vindas e continuaremos acompanhando.

As fotos abaixo são da loja da Tesla que visitei. O primeiro grande impacto é não ver nenhum motor, componente ou peça aparente no carro. É limpo, vazio, sucinto, e passa mesmo a ideia de usar apenas o essencial, se ser verde. Só de olhar o Tesla a ideia de funcionalidade e minimalismo fica evidente.

 

Tesla S se motor na frente

Tesla S não tem motor na frente

Tudo o que pode ser visto no capô do Tesla é a entrada para o reservatório de água do limpador de para-brisas. E ainda acho que é questão de tempo para popularizarem os parabrisas auto limpantes e este carro não depender mais deste item. Quantos menos componentes que exijam manutenção, melhor!

 

Carro elétrico e fluidos

Fluidos em carros elétricos

Nesta imagem mostram o motor com um corte facilitando a visualização de seus componentes e materiais utilizados internamente.

É possível ao lado ver os plugs e cabos fornecidos para fazer a recarga do veículo… e isso me lembrou um smartphone gigante e pesado.

 

Carro elétrico carregando

Tesla S carregando

 

O motor mais de parto para permitir enxergar os detalhes. Como todo curioso eu achei muito legal poder tocar e sentir a qualidade dos materiais e conectores utilizados nesta peça chave do Tesla.

 

Corte do motor do Tesla S

Motor do Tesla S em corte

Abaixo uma explicação básica sobre o funcionamento do motor e como ele utiliza energia AC a partir das baterias DC. Imagine 1200 A fluindo deste banco de baterias e sendo convertido em corrente alternada!

 

Tesla S tem motor AC

Inversor usado no Tesla S

De todas, a foto que mais me chamou a atenção foi a foto principal que mostra a aparente simplicidade e, de novo, o minimalismo do projeto deste carro elétrico. São apenas 2 motores para gerar o torque e um banco de baterias para fornecer a energia requerida.

Obviamente há também um avançadíssimo circuito de carga e muitos softwares para controlar isso tudo, mas ver tão poucas peças em um carro fez com que eu me sentisse mais próximo do futuro! Nada mais de engrenagens complexas e que dependem de tanta manutenção. Agora o torque é controlado pelo software!

As baterias na base do veículo ajudam a manter o centro de gravidade baixo… e por aí vai. Cada detalhe neste carro mostra que há muito inteligência e anos de evolução por trás deste projeto.

 

Tesla S e a tração com 2 motores

Tração do Tesla S

 

O interior também segue a mesma linha de modernidade, sem ponteiros ou partes móveis no painel. São apenas telas, e possivelmente maiores que as que usamos diariamente. Tudo colorido, com fotos detalhadas, caprichado, fácil de ver e entender.

Interior Tesla S

Tesla S por dentro

 

Interessante como todas as informações do carro podem ser acessadas de forma intuitiva como já fazemos ao utilizar os nossos tablets e smartphones. Mais um sinal de convergência que mostra que no futuro as telas estarão por toda parte.

Painel do Tesla S. Elétrico

Painel do Tesla S

 

E para finalizar deixo abaixo o vídeo que motivou a escrever este artigo, juntamente com minha experiência na loja da Tesla. O vídeo mostra um test-drive do o Tesla P85D, ainda em fase de lançamento. Este modelo vai de 0 100Km/h em 3.2 segundos. Bom demais pra ser verdade.

E como boas notícias as vezes chegam juntas, há também um novo sistema de direção autônoma. O carro entende as placas de velocidade e ajusta a velocidade a partir delas.

Ele também identifica outros veículos na via e para quando necessário. Aumente o som e  OUÇA O RUÍDO DO MOTOR! Achei isso muito legal.

Se você também fica empolgado com novidades, certamente gostou do viu! Agora é esperar uns 100 anos para que algo parecido se torne acessível aqui no Brasil!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)