A maioria dos brasileiros, principalmente os que gostam de carro, sabe que por aqui nós somos desprivilegiados. Além de pagarmos bem mais caro pelos carros, eles ainda vêm com motores e acabamentos inferiores, além de menos itens de série.

Infelizmente, estamos acostumados a aceitar tudo o que nos é imposto, sem reivindicar. Como já foi falado e mostrado em diversas matérias, no Brasil, além dos impostos, as montadoras embutem seus lucros e cobram o preço que lhes é conveniente.

Isso acontece com todos, ou quase todas, as montadoras. Desde as “populares” até as mais luxuosas. Um exemplo é a Hyundai e a diferença dos carros no Brasil e na Coréia.

Primeiramente, lá o mix de produtos é bem mais extenso do que aqui. Para ser mais exata, lá existem 15 modelos a mais do que os disponíveis no Brasil, sem contar com as versões especiais para taxis, os caminhões e ônibus.

O conhecido e bem vendido Tucson só existe no Brasil, lá fora ele já saiu de linha. Lá, o que leva o nome Tucson é vendido no Brasil como ix35. Aqui no Brasil ele custa a partir de R$ 120 mli enquanto na Coréia, a versão top de linha (que aqui nem é encontrada), sai por apenas R$ 58 mil.

i30 da Hyundai

i30 vendido no Brasil x 130 vendido na Coréia (previsto para desembarcar por aqui no fim do ano)

Hyundai ix35

Interior do antigo Hyundai ix35 vendido no Brasil x Hyundai Tucson ix vendido na Coréia

Na Coréia e em diversos países, os veículos da marca são disponíveis em diferentes versões e motorização. Por aqui, eles chegam somente nas versões básicas e equipados com os motores menos potentes.

Quando o Hyundai Veloster foi lançado aqui no país, a marca divulgou que o carro viria com uma certa configuração. Quando desembarcou aqui e muitas pessoas já o haviam adquirido, descobriu-se que a configuração era outra (abaixo do que foi divulgado).

O Hyundai Genesis que foi lançado a pouco aqui no Brasil, na Coréia e nos Estados Unidos é disponíveis com diferentes tipos de motor e disponível nas versões híbrido e coupe.

Além de motores inferiores, os veículos que são disponíveis no país (mesmo na versão top de linha) vêm com muito menos itens de série. Lá é comum os carros virem com gps, vários airbags, diferentes opções de acabamento, de rodas, entre outros. Além, das cores disponíveis não serem cobradas à parte, o que não acontece por aqui e uma cor diferente pode custar até R$ 5 mil a mais no preço final.

Como em outras marcas, também acontece do modelo mudar de geração ou sofrer um reestilização e só chegar no Brasil depois de um ou mais anos. Infelizmente, essa é a verdade. Além de pagarmos impostos e valores altíssimos, ainda somos prejudicados.

Se você gosta de carros pequenos, saiba mais sobre o Hyundai HB que deve chegar por aqui ano que vem.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)