O mercado automobilístico anda à todo vapor. Além dos carros compactos, outra tendência que vem dominando o mercado é a criação de versões esportivas de diversos modelos.

A Fiat oferece a versão Sporting em grande parte da sua linha de veículos, a Volks tem o Polo GT, a Nissan tem o March SR e por aí vai.

Depois de lançar o Sandero GT Line, a Renault lançará em outubro (no Salão do Automóvel de São Paulo) o Fluence GT.

Conhecido na Argentina como Fluence Sport, a versão esportiva do sedã possui poucas diferenças em relação à sua versão comum.

Esteticamente, as diferenças ficam por conta das rodas liga leve 17″ Schuss, bancos de couro e fárois com lavadores e iluminação por xênon.

Frente do Fluence GT

Frente do Renault Fluence GT

Traseira do Fluence GT

Traseira do Renault Fluence GT

Interior do Fluence GT

Interior do Renault Fluence GT

Já, em relação ao motor, as diferenças também são pouco significativas. O Renault Fluence GT é equipado com motor 2.0 Turbo que gera 180 cv de potência, 30,5 kgfm de torque e é associado ao câmbio manual de 6 velocidades.

Acelera de 0 a 100 km/h em 8,6 segundos e atinge a velocidade máxima de 213 km/h. Só para se ter uma idéia, a versão comum do Fluence possui 37 cv a menos de potência.

Entre os itens de série do veículo estão: ar condicionado digital dual zone, regulador e limitador de velocidade, sensor de chuva e crepuscular, vidros elétricos, direção elétrica com assistência variável, computador de bordo, volante com regulagem de altura e profundidade, porta-luvas refrigerado, chave-cartão e sensor de estacionamento.

Além de controle de estabilidade (ESP), controle de tração (ASR), freios ABS com auxílio de frenagem de emergência e distribuição eletrônica de frenagem (EBD), faróis de neblina, botão de partida start/stop, retrovisor interno eletrocrômico, alarme, airbag frontal, lateral e cortina, volante com comandos, som, bluetooth, retrovisores elétricos e teto solar.

O Renault Fluence GT será comercializado logo após o seu lançamento oficial e deve custar em torno de R$ 80 mil.

Um dos seus principais concorrentes é o Jetta Highline que custa R$ 5 mil a mais. Ele possui motor 2.0 TSI associado ao câmbio automático de dupla embreagem porém, são oferecidos menos itens de série.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)