Nas ruas e estradas, sempre vemos nas beiradas e acostamentos calotas de veículos em que os donos tomaram muito pouco cuidado na manutenção do carro. Isso também pode acontecer com você, se não for precavido e não tomar os devidos cuidados com as calotas de seus pneus.

Além do valor estético das calotas, elas também protegem o pneu de danos na parte metálica, contra batidas, pequenas pedras e até contra danos do próprio tempo.

As calotas podem se soltar por 4 motivos principais, que vamos descrever e explicar como evitar a seguir.

Quando seus pneus passam por buracos e irregularidades no péssimo asfalto brasileiro, a estrutura de fixação das valotas vai se deteriorando. Com o tempo, elas não conseguem mais se prenderem às rodas, tornando necessário reparos ou até a troca. A perda da calota pode ser evitada, nesse caso, com uma rápida verificação diária dos pneus ara ver se há algum dano visível ou se as calotas estão um pouco bambas nas rodas. No caso de levar a calota para um reparo, retire-a do veículo antes de colocá-lo em movimento e leve ao seu mecânico de confiança.

Ao manobrar seu veículo para estacioná-lo, qualquer esbarrão em obstáculos feito com a roda pode danificar a estrutura. Ao ouvir qualquer barulho, pare o carro e refaça a manobra, estacionando corretamente o veículo e verificando imediatamente o dano causado aos pneus. Se houve dano às calotas, não se esqueça de retirá-la, guardá-la e levá-la para reparos o quanto antes.

Calotas

Uma boa calota também é responsável por ajudar na aerodinâmica do veículo, diminuindo o consumo de combustível. (Foto: freecarautopecas.com.br)

Velocidades muito elevadas causam trepidações nas rodas que podem danificar a fixação das mesmas. Principalmente antes e depois de viagens mais longas, verifique a estrutura das calotas antes que seja tarde demais, além de respeitar os limites de velocidade. Se necessário, peça ao seu mecânico para fazer algum tipo de reforço nas calotas para uma viagem ou um reparo temporário, se no seu destino você verificou que houve algum dano.

Em temperaturas muito quentes e também com o uso excessivo dos freios, o calor pode aliviar as presilhas das calotas e elas se soltarem das rodas. Sempre que o verão está chegando, é hora de ver a estrutura delas e dar um reforço básico para a estrutura, antes de perder as calotas no meio do caminho. Uma boa manutenção de seu veículo e cuidados como esses é que fazem a diferença entre um bom motorista e aqueles que apenas tentam dirigir.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)