Manutenção preventiva dos freios: o que fazer?

Em Dúvidas automotivas por André M. Coelho

Seus freios de carro formam um dos componentes mais críticos que ajudam no funcionamento geral do seu veículo. Sem freios, você não pode nem esperar dirigir seu carro na estrada. Um bom sistema de frenagem e eficiente sempre protegerá você, bem como seus entes queridos de acidentes de estrada ou quaisquer outras questões terríveis. É por isso que a manutenção adequada dos freios de carro é muito necessária.

Manutenção preventiva  dos freios: por que fazer?

Se você mantiver mal os freios de carro, o sistema de frenagem enfrentará a longevidade reduzida, bem como o desempenho, levando a riscos de lesões ou acidentes. A menos que você queira que isso aconteça, seria bastante prudente contratar um profissional para reparos de carros e obter seus freios verificados regularmente.

As principais sub-partes do sistema de travagem do carro incluem – pinças de freio, cilindro mestre, linha de freio, rotores de freio e pastilhas de freio, e precisam de uma atenção especial.

Manutenção preventiva dos freios: verificação de pastilhas e fluido

Verifique suas pastilhas de freio a cada 20.000 km e substitua ou reabasteça o fluido de freio a cada 40.000 km. No entanto, as estimativas acima mencionadas podem ser alteradas com base no seu estilo de condução, bem como do modelo de veículo e idade.

Caso você use seu veículo com mais frequência, essa verificação precisa ser realizada com maior frequência, preferencialmente na metade da quilometragem.

Manutenção preventiva de freios

A manutenção preventiva dos freios garantirá sua segurança, além de vida mais longa para o equipamento. (Imagem: divulgação)

Manutenção dos discos e pastilhas de freio

A menos que você não conheça nada de veículo, os rotores/discos e pastilhas de freio formam o principal ponto de contato entre os pneus do carro e o sistema de frenagem. Assim, com o tempo, esses componentes tendem a se desgastar devido à fricção excessiva, mais do que qualquer outro componente no sistema de frenagem de carro. Portanto, você precisa inspecionar regularmente a profundidade geral e a qualidade das pastilhas de freio para garantir que o sistema esteja funcionando em todo o seu potencial.

Por exemplo, se você sentir que você tem que pressionar o pedal do freio do seu carro com uma força muito mais forte do que antes, então é um sinal claro que os rotores e pastilhas de freio se desgastaram e precisam ser substituídos.

Troca do fluido de freio

Quando você pressiona o pedal do freio, é o fluido de freio que ajuda a transferir a força do pedal para as pastilhas de freio e rotores/discos. Assim, ter um fluido funcional e eficiente de freio é extremamente necessário porque age como o mensageiro entre o pedal do freio e as pastilhas de freio.

Com o tempo, os fluidos de freio ficam sujos e absorvem a umidade, perdendo assim sua eficiência. Como resultado, o sistema de frenagem não poderá funcionar de forma eficaz. Para evitar esse cenário, os fluidos de freio devem ser alterados a cada 40.000 km ou no intervalo pedido pelo fabricante.

Se você usar seu veículo com frequência, precisará substituir o fluido mais cedo.

Além de realizar as práticas acima mencionadas para manter seu sistema de frenagem de carro, certifique-se de seguir práticas de condução saudáveis ​​para manter sempre a segurança na estrada.

Não ter pressa é essencial para poder manter seus freios por mais tempo, apresentando menos defeitos.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentário suas perguntas e iremos responder! Estamos aqui para ajudar!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

O pai de André já teve alguns carros clássicos antes de falecer, como Diplomata, Chevette e Opala. Após completar 18 anos, tirou carteira de moto e carro, comprando então sua primeira moto, uma Honda Sahara 350. Fez um curso de mecânica de motos para começar uma restauração na moto, e acabou aprendendo também como consertar alguns problemas de carros. Seu primeiro carro foi uma Nissan Grand Livina de 2014 e pretende em breve comprar uma picape diesel. No caminho, vai compartilhando tudo que aprende no site Carro de Garagem.

Deixe um comentário