Como limpar zinabre?

Escrito na categoria "Dúvidas automotivas" por André M. Coelho.

A corrosão da bateria do carro, também conhecida como zinabre, é uma das principais causas da redução da vida útil e do desempenho da bateria. Não só a corrosão acumulada da bateria pode evitar que seu veículo dê partida – o que seria um incômodo pela manhã, quando você estiver indo para o trabalho – mas pode levar a uma série de outros problemas, incluindo danos ao ar condicionado do veículo e fiação elétrica.

O que é zinabre na bateria?

Felizmente, a corrosão da bateria do carro é fácil de detectar. Muitas vezes, e especialmente com baterias mais antigas, você começará a notar uma cobertura branca, verde ou azulada ao redor dos terminais da bateria do seu veículo, postes da bateria ou cabos da bateria. Esse acúmulo de lixo químico reduz a condutividade da bateria e leva a um fluxo de corrente transiente, o que é uma maneira elegante de dizer que pode resultar em mau funcionamento da bateria devido à resistência elétrica.

Zinabre: como limpar?

Manter a bateria do seu veículo livre de corrosão aumenta a vida útil da bateria e o desempenho da bateria. Mas não tema! O processo de limpeza da corrosão da bateria é direto e simples e pode ser feito por qualquer pessoa.

Siga estes passos simples para remover a corrosão da bateria do carro.

Passo 1: Desconecte os cabos da bateria.

Para evitar ser atingido por eletricidade e sofrer queimaduras graves, certifique-se de desconectar o cabo negativo da bateria ANTES do cabo positivo da bateria.

Você pode identificar cabos negativos e positivos verificando o que eles estão marcados por: o sinal negativo (-), a abreviatura ‘NEG’ e / ou a cor preta; e o sinal positivo (+), a abreviatura ‘POS’ e a cor vermelha.

Passo 2: Verifique se há danos nos cabos da bateria

Cabos de bateria danificados e gastos são um culpado comum por motores que não dão partida. Se você notar que o isolamento dos cabos está mostrando sinais de corrosão ou estão desgastados, lascados, descascados, secos ou rachados de qualquer forma, isso deve servir como uma indicação de que você deve substituí-los imediatamente.

Problemas com zinabre

O zinabre pode prejudicar sua bateria, e precisa ser reparado para evitar problemas ao veículo. (Foto: Go Auto)

Passo 3: Remova o zinabre da bateria e dos terminais da bateria

Uma vez que os cabos tenham sido removidos, você pode concentrar sua energia na remoção e neutralização do zinabre da bateria. Existem alguns métodos diferentes para realizar esta etapa, então vamos nos aprofundar rapidamente no melhor deles.

Onde houver corrosão na bateria e nos cabos da bateria, aplique um agente de limpeza de bateria. Sua melhor aposta seria optar por limpadores de bateria de nível comercial. Eles não apenas eliminarão a corrosão da bateria, mas também neutralizarão o ácido da bateria. Se você não tiver acesso a nenhum produto de limpeza comercial, existem alguns itens domésticos comuns que você pode usar, como bicarbonato de sódio e Coca-Cola. No entanto, embora algumas pessoas considerem a Coca-Cola um método eficaz e econômico, sugerimos que você tenha cuidado, pois a bebida contém açúcares sintéticos e ácido fosfórico que podem ser prejudiciais ao motor.

O método do bicarbonato de sódio, por sua vez, é testado e comprovado, além de simples de executar. Tudo que você precisa é de um copo d’água e uma colher de chá de bicarbonato de sódio para preparar a solução. Em seguida, use uma escova de dentes velha ou escova de cerdas para esfregar a referida solução nas áreas corroídas. Cubra os terminais da bateria e outras áreas corroídas com uma camada de bicarbonato de sódio. Em seguida, despeje uma pequena quantidade de água em cada terminal. Você notará que os dois ingredientes reagem um com o outro quando começam a borbulhar. Isso neutraliza a corrosão ácida e torna o manuseio seguro. Se necessário, repita o mesmo processo nas extremidades do cabo da bateria.

Passo 4: Enxaguar e secar

Depois disso, você vai querer usar sua escova de dente ou escova de cerdas para esfregar a corrosão.

Tenha cuidado para não deixar que a solução nem os elementos corrosivos caiam sobre os outros componentes do motor para manter o seu carro protegido dos danos que podem causar. Aconselhamos que retire a bateria completamente, se possível.

Além disso, esteja avisado: se você usar suprimentos de nível profissional, não deixe o agente de limpeza da bateria entrar em contato com a pintura do seu veículo, pois alguns agentes de limpeza podem manchar permanentemente seu veículo.

Depois de limpar toda a corrosão, enxágue a bateria e as extremidades do cabo completamente com água limpa e deixe secar.

Se você puder, use um compressor de ar para acelerar as coisas.

Passo 5: Tome algumas medidas preventivas de corrosão

Aplique tampas anticorrosivas quando tudo secar. Também conhecidos como protetores de terminal de bateria, esses pequeninos ajudam a proteger os terminais da bateria. Use almofadas revestidas com um composto preventivo de corrosão da bateria.

Como alternativa, aplique uma camada fina de vaselina ou spray protetor nos terminais da bateria depois que tudo estiver seco. Isso servirá para melhorar a condutividade elétrica entre o terminal e a extremidade do cabo. Também ajudará a proteger os terminais da bateria contra corrosão futura. Seja generoso na quantidade que você usa.

Passo 6: Reconecte a bateria ao seu veículo

Depois de limpar a corrosão (etapa 3), deixar tudo secar completamente (etapa 4) e aplicar algumas substâncias preventivas às peças da bateria (etapa 5), ​​você está pronto para reconectar a bateria ao veículo.

Faça isso em ordem REVERSA para evitar lesões. Comece conectando o terminal positivo da bateria primeiro, seguido pelo negativo.

Neste ponto, se você deseja aplicar compostos preventivos de corrosão de bateria extras, vá em frente!

Manutenção da bateria do veículo

A remoção da corrosão da bateria do carro é uma tarefa de manutenção obrigatória. Manter a bateria limpa aumentará sua vida útil em muitos anos e ajudará a manter seus níveis de desempenho.

Agora você está equipado com o conhecimento para fazer o trabalho sozinho, mas se preferir, você sempre pode trazer seu veículo para o seu mecânico confiável para realizar esta manutenção.

Dúvidas? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

O pai de André já teve alguns carros clássicos antes de falecer, como Diplomata, Chevette e Opala. Após completar 18 anos, tirou carteira de moto e carro, comprando então sua primeira moto, uma Honda Sahara 350. Fez um curso de mecânica de motos para começar uma restauração na moto, e acabou aprendendo também como consertar alguns problemas de carros. Seu primeiro carro foi uma Nissan Grand Livina de 2014 e pretende em breve comprar uma picape diesel. No caminho, vai compartilhando tudo que aprende no site Carro de Garagem.

Deixe um comentário