Pneus, especialmente em motocicletas, precisam ser fortes e confiáveis para a segurança do motorista. Diferentes tipos de pneus estão disponíveis, geralmente com a classificação radial ou não radial, cada um apresentando diferentes vantagens e desvantagens.

Identificação do tipo de pneu

O pneu não radial mais comum é o diagonal. A sua construção é feita na forma de cordões estruturais intersectados e utilizados para criar a resistência do pneu. Em contraste, os pneus radiais têm cordões perpendiculares à linha central do pneu, criando um ângulo de 90 graus.

Diretamente no pneu, para saber se ele é radial ou não, você pode procurar pela definição radial no pneu ou a letra “R” na descrição de tamanho do pneu.

Exemplo:

175/70R13

175 é a largura do pneu.

70 significa que a altura da parede do pneu e 70% da largura, então a altura seria 122.5

13 é o diâmetro do pneu (13 polegadas neste caso)

R significa que o pneu é radial

Existem outras formas de medidas, mas sempre que o R aparecer, significa que seu pneu é radial.

Considerações sobre os tipos de pneus

Quando instalado em uma motocicleta, pneus radiais apresentam um bom desempenho em altas velocidades, uma vez que produzem menos calor. Isso contribui para a sua vida útil mais longa do que um não radial. Por outro lado, os pneus diagonais não radiais são menos dispendiosos para comprar inicialmente e proporcionam uma melhor resistência a furos.

Padrões de pneus motocicletas

Na foto, os diferentes padrões de construção de pneus de motocicletas. (Foto: www.bikernet.com)

 

Presença no mercado dos pneus radiais e não radiais

O aumento das vendas de pneus radiais fez com que fabricantes de motos modificassem quadros e suspensões para trabalhar em harmonia com construções diferentes e aderência à estrada que faziam dos radiais um sucesso em outros veículos. Uma motocicleta não deve misturar pneus radiais e não-radiais juntos já que essa combinação altera negativamente o desempenho global.

Posso alterar os meus pneus não radiais para radiais ou vice-versa?

Pneus não radiais e pneus radiais têm significativamente diferentes propriedades dinâmicas. Eles desviam de forma diferente, criam diferentes forças de curva, têm diferentes características de amortecimento, bem como outras diferenças. Para pneus radiais serem introduzidos no mercado de duas rodas, foi necessário mudar algumas características da motocicleta. A introdução do pneu radial levou a coisas como quadros modificados, rodas mais largas, novas geometrias de direção e suspensões. Portanto, recomenda-se que uma motocicleta seja usada com o tipo de construção do pneu recomendada pelo fabricante. Se uma mudança é para ser feita, então ela só deve ser feito se a fabricante da motocicleta ou fabricante de pneus aprovou a mudança. Acima de tudo, não se misturam pneus não radiais e radiais na mesma moto ao menos que seja com a aprovação da fabricante da motocicleta ou fabricante dos pneus.

Como decidir se devo usar pneus radiais ou não radiais?

A única maneira segura de fazer isso é se referir as recomendações aprovadas de um fabricante de pneus ou o manual do proprietário da motocicleta.

Todos os fabricantes de renome de pneus têm a sua própria lista de pneus aprovados para a maioria dos modelos de motocicletas. Estas listas podem aparecer em sites, ou em um livreto, e devem estar disponíveis no seu revendedor de motocicletas ou de peças e acessórios.

O manual do proprietário irá incluir os tamanhos originais e tipos de pneus. Em alguns casos, uma alternativa será também inclusa. Certifique-se sempre que os pneus recomendados para sua moto aparecem em uma forma escrita. Em outras palavras, não siga a recomendação pessoal de alguém. É muito importante, e a preferência de um piloto não necessariamente atende a outro. Tome o conselho dos profissionais: o fabricante da motocicleta ou do fabricante dos pneus.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)