Sucesso nos países europeus, o Fiat 500 – ou cinquecento, em italiano – chegou ao Brasil em 2009 como um compacto super completo. Se não fosse o preço absurdo que se iniciava em cerca de R$ 62.000, talvez o carro tivesse um número de vendas maior do que as insignificantes 2.200 unidades vendidas. Agora, o 500 volta e continua com tudo em cima, menos o preço.

O que aconteceu foi que o carro, antes produzido na Polônia, agora passa a ser produzido na fábrica da Chrysler, em Toluca, México. A diferença é que não há a taxa de 35% para produtos importados do país mexicano. Tal fato garante que o preço reduza consideravelmente: o 500 Cult manual sairá por R$ 39.900,00.

Cinquecento da Fiat

Fiat 500 com novo preço

Quem quiser pode pegar o carro melhor equipado, a versão Cult Dualogic sai por R$ 42.990,00. Já nas versões Sport, o carro ganha para-choques mais agressivos, defletor de ar, pinças do freio pintados e um revestimento parcial dos bancos em couro. Além disso, o piloto passa a ser automático, o carro ganha um apoio para o braço dianteiro e airbags laterais. Nessa linha, o 500 começa a ser vendido por R$ 48.000,00 podendo chegar a
R$ 50,400,00.

Interior Cinquecento

Interior do Fiat 500

Quem não deve estar gostando nada disso são os modelos concorrentes, como o Peugeot 207, o Chevrolet Agile, o Renault Sandero e o Cintroën C3. Um dos motivos que podem contribuir para o balanço das vendas desses concorrentes é que, dentro da categoria, o 500 apresenta superioridade nos equipamentos. E você, acha que as vendas do 500 vão subir com a queda no preço ou o carro realmente não agradou o público brasileiro?

Novas versões Cinquecento

Duas das cores do Fiat 500

O que tem de novo?

A principal diferença está na produção do motor que passa a ser mexicano. Além disso, o carro utiliza a tecnologia MultiAir. Desenvolvida pela Fiat, essa tecnologia garante economia de combustível e baixas emissões de gases. Vale lembrar também o Fiat 500 passa a ser o primeiro compacto brasileiro a ter um motor de 1.4 16V, a gasolina. Essa tecnologia é apenas para combustível gasolina, quem quiser o motor flex vai ter que se contentar com o o EVO 1.4 8V que compõe os dois modelos da série Cult do 500.

Cinquecento traseira visão anterior

Visão da traseira do Fiat 500

O carro continua sendo de 2 portas e com o comprimento de 2,3 metros sendo, assim, ideal para dois adultos e, no máximo, para um terceiro no bando de traz. O que ainda fica devendo é o pequeno porta-malas de apenas 185 litros. No que diz respeito ao design poucas mudanças foram feitas.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)