Muitas pessoas já fizeram extremos para protestar contra a tributação. Agora você também fazer algo parecido, abstendo-se estradas com pedágios para poupar um dinheiro. Os preços dos pedágios variam muito em relação ao estado onde fica o pedágio e à estrada na qual o pedágio está. E no final das contas, eles podem ter um grande impacto nas suas finanças de viagem e você pode acabar tendo que cortar um pouco da diversão para poder pagar os pedágios.

Como economizar nos pedágios brasileiros?

O primeiro modo, mais prático, é fugir dos pedágios. Há uma boa variedade de novas tecnologias que torna muito fácil evitá-los Aqui estão apenas algumas:

  • Sites de mapas online: evite pedágios com a verificação de em sites de mapeamento da Internet, como o Google Maps, MapQuest e outros. Basta introduzir o seu início e término de destino, clique em “Mostrar Opções” (Google) ou “Opções de condução” (MapQuest) e marque a caixa para excluir estradas com pedágios;
  • Sistema GPS de automóveis: se o seu carro veio com uma unidade GPS ou você compra de terceiros como o Garmin ou Motorola, sistemas de GPS mais modernos permitem que motoristas usem rotas de programas baseados em evitar estradas com pedágios;
  • Apps de telefone: Google Maps, Nokia Maps e outros programas com mapas possibilitam que o usuário possa ter um GPS portáril em celular. Felizmente, o smartphone coloca GPS e mapeamento Internet na palma da sua mão com uma infinidade de aplicações do telefone, muitos dos quais permitem a capacidade de programar ou procurar rotas que evitem estradas com pedágios, assim como um aparelho GPS normal;
  • Mapas e guias: se a tecnologia novíssima falhar, você pode usar guias e mapas e marcar rotas de pedágio. Com um pouco de criatividade e um par de olhos afiado, você deve ser capaz de traçar uma rota livre de pedágios facilmente a quase qualquer destino.
Pedágios brasileiros

Não é difícil poupar nos pedágios brasileiros. Um pouco de planejamento e você irá poupar preciosos reais de seu bolso! (Foto: revistabahiaemfoco.com.br)

Outra forma de economizar é utilizar os sistemas de pagamento eletrônico de pedágios, como o Via Fácil. Ele é como um cartão pré-pago para viagens. Com ele é possível colocar créditos e utilizá-los ou não durante uma viagem. É o mesmo preço de um pedágio normal, mas você economiza em tempo, praticidade e conforto ao não ter que enfrentar grandes filas para pagamento normal do pedágio. Você deve verificar antes se a rota com pedágio traçada aceita o sistema eletrônico.

Como vocês podem ver, economizar em pedágios tem mais a ver com planejamento de uma viagem do que economia direta no pagamento ou não de um pedágio.

Por que economizar com pedágios dessas formas?

As estradas principais e rodovias brasileiras são construídas com o propósito de otimizar o transporte de cargas, agilizar uma viagem de um ponto a outro. Já o propósito principal de uma viagem é aproveitar, curtir a paisagem, os cenários, parar quando quiser para descansar etc. Ao traçar rotas alternativas, você pode acabar gastando mais dinheiro com gasolina do que gastaria com um pedágio. Mas pesquisando bem, você pode encontrar rotas que te levam a praias esquecidas, montanhas, vilarejos, estradas históricas e muitos outros lugares que valem qualquer dinheiro investido. Às vezes, sua viagem pode tomar um rumo completamente  diferente por causa destas escolhas e ser muito mais proveitosa. Só porque você quis economizar um pouco com o pedágio.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)