Grande parte das pessoas já ouviu falar em rodízio de pneus mas, não têm a mínima idéia para que serve e como deve ser realizado.

A maioria dos veículos possui apenas tração dianteira assim, os pneus não costumam se desgastar de maneira uniforme (os dianteiros costumam ter vida útil menor do que os traseiros). Mesmo nos veículos com tração nas quatro rodas há desgaste desigual e é necessário realizar o rodízio.

É devido ao desgaste irregular que se utiliza o rodízio de pneus. Ele funciona como um recurso para igualar o desgaste dos pneus e, consequentemente, aumentar o tempo de vida útil.

Um pneu dura em média 50 mil km mas, tudo depende das condições das vias de trânsito e da maneira de condução do motorista. O mesmo acontece com o prazo recomendado para rodízio (que varia de 5 mil a 10 mil km).

Então, o ideal é que o proprietário sempre fique atento às condições dos pneus para que assim, não haja desgaste prematuro e nem futuras dores de cabeça.

Há diversos tipos de rodízio que variam de acordo com o veículo (comum ou com tração 4×4) e o tipo de pneu (normal, unidirecionais). Ao realizar o rodízio de pneus unidirecionais deve-se ter atenção redobrada já que eles só devem rodar em um único sentido.

Revezamento de pneus

O rodízio ajuda a prolongar a vida útil dos pneus

Além de otimizar a vida útil dos pneus, o rodízio proporciona melhor estabilidade ao veículo já que, segundo alguns fabricantes, ela é encontrada quando todos os pneus possuem um desgaste semelhante.

Ao realizar o rodízio de pneus também é necessário fazer o alinhamento e balanceamento. Realizar a calibragem correta dos pneus a cada 15 dias é outro item importante que ajuda a evitar o desgaste prematuro.

Outra dúvida muito frequente é quando há necessidade de trocar apenas dois pneus: deve-se colocar os pneus novos na dianteira ou na traseira? O ideal é passar os pneus traseiros para a frente (já que devem estar menos gastos do que os dianteiros) e colocar os novos na traseira.

Isso oferece mais segurança, melhora o sistema de freios (demora menos para frenar) e faz com que o veículo não saia da trajetória.

Algumas montadoras, como a BMW por exemplo, não recomendam o rodízio de pneus. Segundo a marca, eles se acostumam com a posição de trabalho e o rodízio proporcionaria menor aderência e maior desgaste.

O recomendado é realizar a troca dos pneus aos pares, mantendo-os na mesma posição durante toda sua vida útil.

Veja também o que consertar antes de vender um carro e como dirigir gastando menos.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)