O IPVA é um dos impostos obrigatórios que todo brasileiro proprietário de um veículo automotor deve pagar ao início de cada ano. Junto a ele, também devem ser pagos o DPVAT (também conhecido como seguro obrigatório) e a Taxa de Licenciamento.

Há alguma forma de fugir ou ficar isento do IPVA?

Sim. Os veículos de entidades beneficentes registradas, de aluguel, de portadores de deficiência física, oficiais e com mais de 20 anos de fabricação são isentos do pagamento desse imposto.

Onde faço o pagamento do meu IPVA?

Dependendo do seu estado e seu banco, você pode simplesmente entrar no internet banking de seu banco, digitar seu número RENAVAM e fazer o pagamento do IPVA. Senão, você deverá buscar o boleto na Secretaria da Fazenda de seu estado e efetuar o pagamento.

O que acontece se o dono do veículo não efetuar o pagamento do IPVA?

A primeira coisa que vai acontecer é que o proprietário não poderá tirar o novo licenciamento do veículo. Sem licenciamento, o condutor poderá ser multado, perder pontos na carteira, ter o veículo aprendido, ter que pagar taxa de guincho para remoção do veículo para pátio de estacionamento e ainda a estadia até o pagamento da multa e de todos os valores devidos. Ainda mais, em caso de envolvimento em acidente com vítimas, você será o responsável pelas indenizações de valores iguais aos que seriam devidos.

Economias para um IPVA tranquilo

Se esse ano ficou complicado para você pagar o IPVA, não deixe de começar economizando para o ano que vem ser mais tranquilo! (Foto: www.suacidade.com)

O que acontece se o dono do veículo atrasar o pagamento do IPVA?

No caso de atraso do pagamento, o dono do veículo terá de pagar, em média, 0,33% de juros por dia de atraso, além de juros baseados na taxa Selic até o limite de 20% calculado sobre o valor total.

Como pagar o IPVA tendo pouco dinheiro?

Esse ano já é possível parcelar o DPVAT além do IPVA. Por isso, se você não se planejou poupando todos os meses uma quantia pequena para pagar seu IPVA, DPVAT e Taxa de Licenciamento, parcele tanto o IPVA quanto o DPVAT. Mesmo assim, você ainda vai precisar de um dinheiro separado para a taxa de licenciamento, que gira em torno de R$80,00. Você tem então, mais ou menos, até março para se quitar de todas estas dívidas, buscando sempre pagar no prazo correto, é claro.

Esperamos não ter deixados dúvidas sobre as consequências do não pagamento do IPVA. Sabemos que pode sair um pouco caro, mas não deixe de pagar e correr o risco de ficar em uma dívida maior ainda e pior, sem seu veículo.

6 comentários para “O que acontece se eu não pagar o IPVA?”

  1. Luiz Pegoraro

    Comprei um carro em 2013 transferi licenciei tudo normal nada constava de débito agora fui licenciar em 2014 apareceu multas de 2011 e dívida de ipva não pago de 2011 com nome e CPF de outra pessoa e renavam do meu carro como pode acontecer uma coisa dessa.

  2. fabricio

    minha moto foi roubada em 02/01/2015 e chegou IPVA, DPVAT, etc para serem pagos, e nao paguei, corro algum risco?

  3. José Francisco Junior

    Se eu não pagar o ipva este ano, o ano que vem eu tenho que pagar dois?

  4. Carro de Garagem

    Sim! E com multa. E sem contar que pode ter o carro apreendido em qualquer blitz.
    Ainda mais agora que há vários radares que consultam na hora se a documentação está em dia!

  5. joão

    SIM ao IPVA
    NÃO ao DPVAT

  6. Equipe Carro de Garagem

    Você precisa estar com todos os documentos em dia para poder circular sem ter o risco de ser multado, inclusive o DPVAT.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)