Atualmente, os freios ABS deixaram de ser um artigo de luxo e podem ser adquiridos em diversos carros, em alguns são itens de série e em outros é opcional. Além dos freios ABS, carros com um valor mais alto também oferecem o sistema EDB. Como não é possível falar de EDB sem falar em ABS, primeiramente explicarei um pouco sobre esse último.

O ABS (Anti-lock Braking System – Sistema de Freios Anti-travamento) é um sistema que ajuda o veículo a frear gradativamente, evitando o bloqueio das rodas. Possibilita que o condutor tenha maior controle sobre o veículo, evita as “famosas” derrapagens e, consequentemente, acidentes.

Ao acionar os freios, leitores óticos situados nas rodas enviam sinais elétricos ao módulo de comando do sistema que faz com que o freio seja liberado gradativamente e as rodas voltem a girar. Durante esse procedimento, o condutor pode sentir uma leve vibração no pedal de freio.

Sua vantagem em relação ao sistema de freio convencional é que o sistema ABS possibilita melhor estabilidade e dirigibilidade ao carro durante frenagens de emergência e o condutor consegue realizar manobras (desviar de obstáculos).

Sistema ABS

Vantagens dos freios ABS

Já o sistema EBD (Eletronic Brake Distribution) funciona em conjunto com o sistema ABS e tem a função de distribuir a força de frenagem entre as rodas do veículo.

É um sistema interno que faz parte do módulo do ABS e monitora frequentemente as rodas traseiras, possibilita que as rodas traseiras sigam um comportamento similar ao das rodas dianteiras.

O sistema possui uma válvula mecânica sensível à carga localizada no eixo traseiro que ajuda no controle. Assim, o sistema possibilita a distribuição de força fazendo com que cada roda receba uma força de frenagem diferente.

Ele é muito funcional quando se guia um veículo com peso na parte traseira. Carros sem EBD, durante frenagens, costumam ter pelo menos 2/3 da força dos freios aplicada no eixo dianteiro, em picapes e caminhonetes essa proporção aumenta ainda mais. Já em carros com EDB, essa força é distribuída de acordo com o peso.

Se o veículo estiver cheio de passageiros de diferentes pesos, durante frenagens bruscas, o sistema EBD mandará uma força adequada para cada roda impedindo que o veículo perca a estabilidade.

Sua principal vantagem é que o sistema funciona da mesma maneira em curvas, mantendo a curva de frenagem o mais próximo possível da ideal.

Como o EDB é um componente do sistema ABS, caso algum componente deste esteja com defeito o EBD não funcionará. Assim, será necessário levar o veículo para manutenção o mais rápido possível.

Como foi dito anteriormente, infelizmente, o sistema EDB só é disponibilizado em carros mais caros. Mas em relação aos freios ABS há uma ótima notícia.

Já foi publicada no Diário Oficial uma lei que obriga, a partir de 2014, que todos os carros importados e os carros fabricados no Brasil deverão vir com freios ABS e airbag frontal de série (desde os modelos populares mais simples). O bom é que teremos mais segurança mas acho que, certamente, teremos que pagar um valor a mais por isso, como tudo no Brasil.

Aproveite e saiba mais sobre os diferentes tipos de direção (mecânica, elétrica, hidráulica, etc) e diferentes tipos de câmbio (manual, automático, automatizado, etc).

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)